Meus outros blogs:

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Jack o Estripador (Jack the Ripper)

Jack o Estripador (Jack the Ripper) foi o pseudônimo dado a um assassino em série não-identificado que agiu no miserável bairro de Whitechapel em Londres na segunda metade de 1888. O nome foi tirado de uma carta enviada por alguém que dizia ser o assassino, publicada nos jornais na época dos crimes. Embora diversas teorias tenham surgido desde então, a identidade de Jack o Estripador nunca pôde ser determinada.

As lendas envolvendo seus crimes tornaram-se um emaranhado complexo de verdadeiras pesquisas históricas, dando combustível a teorias conspiratórias e folclores duvidosos. A identidade não confirmada do assassino fez com que vários comentaristas, historiadores e leigos apontassem seus respectivos dedos na direção de vários suspeitos. Os jornais (cuja circulação crescia consideravelmente durante aquela época) deram ampla cobertura ao caso devido à natureza selvagem dos crimes e ao fracasso da polícia de efetuar a captura do criminoso, que tornou-se notório justamente por conseguir escapar impune.

Suas vítimas eram mulheres que ganhavam a vida como prostitutas. Os assassinatos típicos do Estripador eram cometidos em locais públicos e semi-desertos; a garganta da vítima era cortada, e depois o cadáver submetido a mutilações no abdômen ou em outras partes corporais. Muitos acreditam que as vítimas eram primeiro estranguladas, para evitar barulhos. Devido à natureza dos ferimentos em algumas dessas supostas vítimas, muitas delas com os órgãos internos removidos, especula-se que o assassino tinha algum conhecimento médico ou cirúrgico, ou que até mesmo fosse um açougueiro, embora este ponto, assim como na maioria das suposições sobre o criminoso e os fatos que o circundam, seja uma questão controversa.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Pai..


Miga Delf e Pedro,

"Ninguém neste mundo,
Merece perder um Pai tão cedo,
Um Pai deveria durar eternamente,
Ver os netos a crescer como viu os filhos…

A dor de dizer adeus,
É a dor que dói e arde sem se ver
É um pedaço que nos vai faltar
E que o tempo nos ajuda a passar…

Porquê ir embora antes do tempo?
Porquê tanto sofrimento?
Porquê dizer que estamos de passagem
Neste mundo sem fim.

Temos de viver cada momento,
Como se fosse o ultimo
Tornar especiais os momentos bons
Tornar lembranças vivas

Quando o nosso tempo acabar,
O corpo deixa de existir
E fica uma Estrela,
que nos ilumina
Que brilha lá em cima,
e que olha por nós.



E quando as saudades apertarem
Olha para o céu, olha para o infinito,
Lembra-te desses momentos,
Que nos deixa um sorriso…"

domingo, 28 de setembro de 2008

Sonhos Versus Realidade

Persegue um sonho, mas não o deixes viver sozinho!
Deixa-te levar pelas vontades, mas não enlouqueças por elas!
Acelera os teus pensamentos, mas não permitas que eles te consumam!
Procura os teus caminhos, mas não magoes ninguém nessa procura.
Arrepende-te, volta atrás, pede perdão!
Não te acostumes com o que não te faz feliz,
Revolta-te quando julgares necessário.
Alaga o teu coração de esperanças, mas não deixes que ele se afogue nelas.
Se achares que precisas voltar, volta!
Se perceberes que precisas seguir, segue!
Se estiver tudo errado, começa de novo.
Se estiver tudo certo, continua.
Se sentires saudades, mata-as.
Se perderes um amor, não te percas!
Se o achares, segura-o! »» Fernando Pessoa

O que seria de nós sem sonhos?!
Sem esperança num dia melhor?
O que seríamos se não nos permitisse mos a ver a vida através de outros olhos…
sem estar sempre presente na realidade!
Não imagino a minha vida sem sonhar acordada,
sem imaginar possíveis situações,
mesmo que estas fiquem apenas na minha mente, no meu coração…
Sem sonhos a minha vida não faria sentido...
Embora tenha o outro lado….

«...Os sonhos são arrasadores sempre que não se convertem em realidades. Porém, na maioria dos casos, são os sonhos simples os que provocam maior sofrimento, por parecerem tão pessoais, tão razoáveis, tão fáceis de realizar. Aquelas coisas que a pessoa está sempre prestes a tocar, mas nunca suficientemente perto para as possuir, uma situação capaz de destruir a vontade...» Nicholas Sparks

Têm o hábito de sonhar acordadas (os)? Imaginam a vida sem sonhos?
"O que torna o sonho impossivel não é o sonho em si, mas sim o facto de não fazermos nada para o realizar"..............

sábado, 27 de setembro de 2008

Ficção Nacional


-Vila Faia 1982 e 2008
-Chuva na Areia
-A Banqueira do povo
-Todo o Tempo do Mundo, de Tozé Martinho, Sarah Trigoso e Cristina Aguiar, TVI (1999/2000)
-Jardins Proibidos, de Manuel Arouca e Tomás Múrias, TVI (2000/2001)
-Olhos de Água, de Tozé Martinho, Sarah Trigoso e Cristina Aguiar, TVI (2001) :
Leonor e Luísa (Sofia Alves) foram separadas à nascença. A história começa em África, quando um incêndio devasta uma casa de um casal, e as duas gêmeas são separadas. Luísa, é levada com o jardineiro para Portugal, enquanto Leonor, fica a mercê de qualquer mão, e é levada por uma mulher com dificuldades em engravidar, Angelina (Cremilda Gil), também para Portugal. Alguns anos depois, Leonor e Luísa têm destinos completamente diferentes, e nem sabem que existem: Luísa vive na casa dos Negrão, uma família rica, é gerente das empresas Negrão, e nem sabe que foi adoptada. O jardineiro trouxe-a para aquela casa, e a família decidiu fingir que a mãe de Luísa tinha morrido após a ter. O segredo é guardado pelo seu pai, Henrique (Sinde Filipe), e pela tia, Natália (Eunice Muñoz). É uma mulher ambiciosa, inteligente, sensata e prespicaz, que tem uma filha: Margarida (Mafalda Luis de Castro). É ex-mulher de Duarte Leal (António Pedro Cerdeira), embora o amor que tem por ele prevaleça. Leonor tem 28 anos, tal como a sua irmã gémea, e vive numa aldeia do Norte, com a sua mãe, Dona Angelina. O pai já morreu. O seu ritual diário é cuidar da terra, e prevê-se que case, com Zé Maria (Joaquim Nicolau), embora não o ame. Tudo vai mudar, quando Leonor vai à capital, e, acaba por se encontrar com a sua irmã gémea Luísa Negrão. Separadas pela distância mental, será que elas vão acabar por se entender?
-Nunca Digas Adeus, numa adaptação, pela Casa da Criação, do original mexicano "Mirada de Mujer", TVI (2001/2002)
-Filha do Mar, de Manuel Arouca, Tomás Múrias e Ana Casaca, TVI (2001/2002)
-Anjo Selvagem, numa adaptação, pela Casa da Criação, do original argentino "Muñeca Brava"), TVI (2001/2003) :
Mariana (Paula Neves) nasceu e cresceu num convento. Desde logo revela um jeito de maria-rapaz, como companheira de rua dos miúdos da aldeia onde fica o convento. Mas Mariana tem outra faceta...gosta muito de cantar e dançar, escapando-se pela janela a meio da noite com a sua amiga São (Teresa Tavares), companheira de quarto, para ir às discotecas da zona. Numa dessas saídas, Mariana conhece Pedro (José Carlos Pereira), filho de Álvaro (Alexandre de Sousa) e Helena Salgado (Manuela Carona), donos da Quinta de Nossa Senhora do Carmo.
-Tudo Por Amor, numa adaptação Texto & Cena, TVI (2002/2003)
-Sonhos Traídos, de Maria João Mira e Virgílio Castelo, TVI (2002)
-O Último Beijo, numa adaptação da Casa da Criação, TVI (2002/2003)
-Amanhecer, de Tozé Martinho, TVI (2002/2003)
-Saber Amar, de Maria João Mira e Casa da Criação, TVI (2003)
-Coração Malandro, numa adaptação, pela Casa da Criação, do original colombiano "Pedro, El Escamoso", TVI (2003)
-O Teu Olhar, da Casa da Criação e supervisão de Manuel Arouca, TVI (2003)
-Queridas Feras, da Casa da Criação, TVI (2003/2004)
-Morangos com Açúcar, da Casa da Criação, TVI (2003-actualmente)
-Mistura Fina, da Casa da Criação, TVI (2004/2005)
-Baía das Mulheres, de Manuel Arouca, TVI (2004/2005)
-Ninguém Como Tu, de Rui Vilhena, TVI (2005)
-Mundo Meu, da Casa da Criação, TVI (2005/2006)
-Dei-te Quase Tudo, de Tozé Martinho e Casa da Criação, TVI (2005/2006)
-Fala-me de Amor, de Maria João Mira e Diogo Horta, TVI (2006)
-Tempo de Viver, de Rui Vilhena, TVI (2006/2007)
-Doce Fugitiva, numa adaptação, pela Casa da Criação, do original argentino "Kachorra", TVI (2006/2007)
-Tu e Eu, de Manuel Arouca e Tomás Múrias, TVI (2006/2007)
-Ilha dos Amores, de Maria João Mira e Diogo Horta, TVI (2007): A novela começa em 1977, em São Miguel nomeadamente na freguesia de Ponta Garça.
S. Miguel, 30 anos atrás, Jaime Valente (Hugo Tavares) e Beatriz Machado da Câmara (Vera Kolodzig) conheciam-se desde crianças. Ele era filho de pobres trabalhadores rurais e ela a herdeira de uma família de fortuna e pergaminhos. Os dois jovens namoravam em segredo, temendo a oposição da família Machado da Câmara, o que veio a acontecer. Jaime e Beatriz decidiram então fugir num cargueiro que rumava ao Canadá. Mas os Machado da Câmara descobriram os planos de fuga e ameaçaram Beatriz de que Jaime seria preso, mal pusesse o pé em terra, acusado de rapto de menores.
Jaime partiu sozinho para o Canadá e Beatriz juntar-se-lhe-ia logo que atingisse a maioridade. Entretanto, trocavam cartas cheias de sonhos e projectos de futuro. Mas as cartas nunca chegavam ao seu destino e cada um deles se convenceu de que fora esquecido pelo outro. Meses mais tarde, Beatriz recebeu a visita de uma rapariga, Alice (Adriana Moniz), que lhe disse esperar um filho de Jaime e teve a certeza da traição.
-Deixa-me Amar, da Casa da Criação, numa adaptação do original argentino "Sos Mi Vida" , TVI (2007/2008)
-Fascínios, de António Barreira e Casa da Criação, TVI (2007/2008). Fascinios é uma novela portuguesa da autoria de António Barreira, transmitida pela TVI que substitui Ilha dos Amores. As suas gravações decorrem entre Lisboa, Seixal e Goa, na Índia.
-Vila Faia, numa adaptação pela ScriptMakers e Rui Vilhena, do homónimo de 1982, RTP1 (2008)
-A Outra, de Tozé Martinho, TVI (2008). A telenovela é campeã de audiências em Portugal, tendo uma média a rondar os 50% de quota de mercado todas as semanas. Foi ainda a novela portuguesa cuja estreia teve mais sucesso na história da televisão do País. A telenovela tem como locais de gravações a Grande Lisboa, o Nordeste transmontano, e África.
-Feitiço de Amor, da Casa da Criação, TVI (2008/09)
-Olhos nos Olhos, de Rui Vilhena, TVI (2008/2009)

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Sentimentos..

"Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!"
Enviado por: F.M.P.
Nota: Poema estranho, palavras duras e reais, sentimentos poderosos...

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Pensamentos sobre a crise financeira

Quanto mais desequilibrada a nível humano, individual e colectivo, está uma sociedade, maior a gravidade dos problemas que gera.
E o que se está agora a revelar na finança é fruto de Ganância.

A maioria das pessoas e famílias vivem acima do que podem. Ganância.
A maioria dos governantes gerem para o imediato das eleições. Ganância.
A maioria dos donos e administradores de empresas, especialmente as cotadas em bolsa, gerem no curto prazo. Ganância.

Inteligência não é Sabedoria de Vida.
Inteligência é apenas uma parte.
E o uso da (muita) inteligência das pessoas a que se vem assistindo é Egoísta e não com Sabedoria.

Só procurando melhorar (de fundo) como pessoas, individualmente e em comunidade, tudo melhora.
Daí será um passo, para educarmos melhor a nossas crianças,
para termos famílias mais equilibradas,
para aparecerem melhores governantes,
para sermos melhores trabalhadores - seja em que função for, incluindo as de direcção.

É bem simples (sem grandes teorias), mas implica muito honestidade, esforço e incompreensões ao longo da vida.
Implica também haver muito respeito por si próprio e pelo outro.
No entanto, as compensações e as alegrias também são maiores. Para cada um e para a sociedade.

Acho que tudo o resto que se diga sobre esta crise financeira das nossas sociedades, ou sobre outra qualquer crise,
tem os seus fundamentos mais fortes nestas realidades mais profundas do ser humano.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Nada...

Nem a tristeza, nem a desilusão, nem a incerteza...
Nem o medo, nem a depressão...
Nada me impedirá de sorrir...
Por mais que sofra meu coração.....
Nada me impedirá de sonhar....
Nem o desespero nem a descrença...
Muito menos o ódio ou alguma ofensa...
Mesmo errando e aprendendo, Tudo me será favorável...
Para que eu possa sempre evoluir, Preservar,servir,cantar,agradecer,Perdoar,recomeçar...
Quero viver o dia de hoje,
Como se fosse o primeiro...
Como se fosse o último,Como se fosse o único...
Quero viver o momento de agora,
Como se ainda fosse cedo, Como se nunca fosse tarde...
Conservar o equilíbrio e fortalecer a minha esperança...
Quero caminhar na certeza de chegar.
Quero um dia voltar a sorrir!

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Dou este coração a todos os que eu não quero perder...


Nenhum Homem ou Amor
nem a tristeza ou a distância
nem as duras palavras ou as palavras duras de ouvir
vale a amizade de alguém

Muitas pessoas entram
e saem da minha vida
mas somente os verdadeiros amigos
deixam pegadas no meu coração.

Nosso círculo de amigos...
E como um círculo,
não tem começo nem fim...

Ontem era uma história,
Amanhã será um mistério,
E hoje é uma dádiva...

Amigas, vocês são as eternas rosas dos meu jardim..
(Autoria: LMCF)

Nunca desvalorizes ninguém
Guarda cada pessoa perto do teu coração
Porque um dia podes acordar
E perceber que perdeste um diamante
Enquanto estavas muito ocupado(a) colecionando pedras…

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Campanha da Deco

ATENÇÃO, SABADO 27 de SETEMBRO sem abastecer para lutar contra preços elevados dos combustíveis

Não abastecer os veículos durante o próximo sábado é a forma de luta que a associação de defesa do consumidor Deco está a promover contra o preço dos combustíveis. O protesto ocorre depois de, nas últimas semanas, as petrolíferas terem sido acusadas de não reflectirem nos preços a descida das cotações do crude.

Com a campanha “Preços dos Combustíveis: assim não! Sábado 27: não se esqueça, não abasteça”, a Deco reivindica uma harmonização entre os preços dos combustíveis e as variações reais nos custos das matérias-primas. Segundo a associação, as petrolíferas aumentam de imediato os preços dos combustíveis quando se verifica um aumento do preço do petróleo, mas em casos de quebra as empresas “mantêm discricionariamente os preços”.

A Deco apela, por isso, à Autoridade da Concorrência (AdC) que desempenhe “com eficácia as suas competências de fiscalização e supervisão” do mercado, prestando atenção à evolução dos preços e contendo qualquer prática limitativa da concorrência.

Amiga, O.D. (cardamomo),

as coisas que desejo para ti,
para além do meu enorme abraço
Que recebas toda a felicidade,
que teus sonhos se realizem dia apos dia,
que sejas a mulher mais feliz do universo.

Vieste do nada, sorrateiramente
e alojaste no meu coração,
minha eterna e perfeita amiga,
inteligente ,carinhosa, bondosa, humilde,
delicada, amorosa, simpática, compreensiva ,
são tantas as coisas boas..

Por isso digo-te
Hoje no teu dia especial,
és e serás sempre minha amiga
terás um lugar especial
no meu jardim, amanhã e sempre

Tenhas um dia e uma noite feliz,
Um dia de aniversário esplendida.
Não te percas, lá na Holanda..
Atenção aos loiros de olhos azuis.. :)

domingo, 21 de setembro de 2008

Outono

O Outono é a estação do ano que sucede ao Verão e antecede o Inverno. É caracterizado por queda na temperatura , (excepto nas regiões próximas ao equador) e pelo amarelar das folhas das árvores, que indica a passagem de estações.

O Outono do hemisfério norte é chamado de "Outono boreal", e o do hemisfério sul é chamado de "Outono austral". O "Outono boreal" tem início, no Hemisfério Norte, a 21 de Setembro e termina a 21 de Dezembro. O "Outono austral" tem início, no Hemisfério Sul, a 20 de Março e termina a 20 de Junho.

Em 2008, o Outono começou no dia 22 de Setembro, às 15 horas e 44 minutos, em Portugal.

Dia Mundial de Alzheimer 2008

No tempo a perder ...
Identifique demência precoce para um melhor atendimento ...
incluem demência Nacional de Saúde como uma prioridade ...

Um mal que degenera o cérebro e elimina a independência do paciente. Temido pela maioria dos idosos, a doença de Alzheimer, que atinge hoje cerca de 1 milhão de pessoas no País, tende a fazer mais vítimas nos próximos anos.

Isso porque as vacinas contra a doença ainda estão em fase preliminar de estudo. Além disso, os especialistas apontam o aumento do número de idosos na população, devido ao aumento da expectativa de vida.

Por esta razão, é importante prevenir a patologia – cujo Dia Mundial é lembrado hoje sexta-feira (21) –, antes de aparecerem os sintomas. Embora indícios apontem que a causa seja hereditária, alguns mecanismos como exercícios físicos e mentais ajudam a, pelo menos, retardá-la.

O diretor científico da Abraz (Associação Brasileira de Alzheimer), neurologista Paulo Bertolucci, explica que o Alzheimer começa a se manifestar, em geral, a partir dos 65 anos. “Cerca de 80% dos pacientes ultrapassam esta idade. Somente em casos raros atinge mais novos”, diz.

Segundo o médico, quanto mais idoso for o paciente, maiores são as chances de a doença tomar forma. “Os neurotransmissores ficam mais frágeis e, sem exercitar o cérebro, torná-se mais suscetível à atrofia.”

O coordenador da ABN (Associação Brasileira de Neurologia), Paulo Caramelli, diz que as maiores vítimas da doença são as mulheres. “Devido à maior expectativa de vida.”

Aos primeiros sinais de perda de memória, acrescenta o profissional, o idoso tem de ser levado a um médico. “Muitos confundem a falta de lembranças com problemas da idade, mas quando isso começa a interferir no dia-a-dia, já é um recado do Alzheimer”, alerta.

sábado, 20 de setembro de 2008

Vindimas


O trabalho das vindimas é efectuado por camponeses que, geração após geração se dirigiram para as mesmas plantações, quando a época se aproxima. Vêm em famílias completas. As mulheres, auxiliadas pelas crianças, cortam os cachos maduros e colocam-nos com cuidado em grandes cestos de vime. É então a vez dos homens intervirem, transportando as cargas para os lagares, amplos tanques de granito onde se inicia a corta.
Em tempos antigos, quinze a vinte homens supervisionados por capatazes saltavam para dentro dos tanques, davam braços, avançavam e recuavam numa longa fila, de um lado para o outro, esmagando as bagas num ritmo cadenciado; actualmente, esses homens foram substituídos por métodos de esmagamento mecânico de efeitos suaves. Os engaços e as grainhas não se emassam e o mosto mantém-se em movimento, produzindo óptimo resultado. Após a corta e a primeira esmaga, o mosto fica em repouso para ser trabalhado o dia seguinte. O período de fermentação vai estabelecer o valor do produto. Finalmente o vinho é coado e vazado e a fermentação interrompida pela adição de aguardente vínica, utilizada em geral na percentagem de um quinto de vinho extraído.
O vinho fica então apto a permanecer em repouso nos meses frios de Inverno; no princípio do ano é trasfegado para remover os sedimentos e procede-se então ao enchimento dos cascos que serão transportados para as caves de Gracieira.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Fonte de inspiração

Aonde está a fonte de inspiração?
Donde vem os meus poemas?
Donde vem aquelas palavras todas?
Donde vem aquele sentimento de escritor??

Muitas pessoas perguntam,
dizem que escrevo
algo fora do vulgar
algo tocante e profundo

A inspiração vem de uma maneira sorrateira
e escrevo, nem que seja num papelzinho,
as palavras fluem na minha cabeça
como se alguém estivesse a transmitir

Será que eu estou a escrever o que me vai na alma
Será que noutra encarnação tinha veia de poeta..
e que exponho o que vai dentro de mim
e que me faz sentir livre de expressão

Quando vou ler os poemas que estão no blog
perguntou-me donde vem aquelas palavras
olho para o sentido das palavras
e pergunto-me quem escreveu aquilo..

Sinto-me estranha por um lado
por ver as coisas bonitas escritas por mim
por algo diferente que não existia em mim
por conseguir tocar no coração de alguém..

Por outro lado, sinto-me bem..
as palavras que andam na minha mente
são utilizada para descrever
algum sentimento de vida com sentido

Pouco a pouco, sinto-me livre..
É como se abrisse a porta da alma
cada vez que escrevo
estas coisas maravilhosas

Workshop: "DANÇA DOS CINCO ELEMENTOS"


Jardim Botânico do Museu Nacional de História Natural - Lisboa - 18 Out.'08 (Sábado)

A filosofia oriental (assim como muitas filosofias ocidentais) considera que todos os fenómenos estão em mutação constante e infindável e que essa mudança é governada por dois pólos regidos por leis e teoremas precisos e transformam-se constantemente um no outro ( yin e yang).
Entre os estágios de expansão máxima (yin) e de contracção máxima (yang), de acordo com a observação da Natureza, consideraram haver 5 estágios intermédios de movimento da energia a que chamaram as 5 Transformações, ou os 5 Movimentos, ou as 5 Energias ou os 5 Elementos. Esses estágios de mudança energética foram apelidados de: Energia Árvore (ou Madeira), Energia Fogo, Energia Solo (ou Terra), Energia Metal e Energia Água.
Árvore representa um movimento ascendente de energia e representa fenómenos como por exemplo a evaporação, a manhã, a Primavera, a cor verde e órgãos como o Fígado e a Vesícula Biliar.
Fogo tipifica um estágio energético muito rápido e expansivo e é representado por fenómenos como o estado de plasma, o meio-dia, o Verão, a cor vermelha e órgãos como o Coração e o Intestino Delgado e funções chamadas de Governador do Coração e Triplo Aquecedor.
A energia do Solo é mais estável e descendente, representando a condensação, a tarde, o fim de Verão e os estágios intermédios entre cada estação, assim como a cor amarela e o Baço, o Pâncreas e o Estômago.
Metal é um estado energético muito mais concentrado e o arquétipo da materialização e organização, o anoitecer, o Outono, a cor branca, os Pulmões e o Intestino Grosso.
Em Água, a energia começa a mover-se, a flutuar e água representa a liquidificação, a noite, o Inverno, o preto e órgãos como os Rins e Bexiga, assim como Órgãos Reprodutores.

Objectivos:
- Desenvolver o potencial físico, mental e espiritual dos participantes;
- Fortalecer o espírito de grupo;
- Trabalhar a coordenação motora e o equilíbrio;
- Aprofundar a nossa consciência corporal;
- Proporcionar um crescimento nas áreas da concentração e confiança;
- Aprofundar a relação mente/corpo;
- Equilibrar o sistema nervoso e o sistema endócrino;
- Consciencializar os participantes a viver em harmonia com a natureza.

Formadora:
Andrea Pinto
- Terapeuta de Shiatsu
- Licenciada em Terapia Ocupacional, pela Escola Superior de Saúde do Alcoitão;
- Certificada em Terapia de Shiatsu pelo Instituto Macrobiotico de Portugal;
- Exerce a sua actividade profissional como Terapeuta de Shiatsu na Escola de dança: International Dance Factory.

Susana Nogueira
- Terapeuta de Shiatsu
- Bacharelato em Realização Plástica do Espetáculo pela Escola Superior de Teatro e Cinema;
- Certificada em Terapia de Shiatsu pelo Instituto Macrobiótico de Portugal;
- Exerce a sua actividade profissional como Terapeuta de Shiatsu no Estádio Universitário de Lisboa.

Conteúdos Programáticos
* Explicação de alguns princípios básicos da Medicina Tradicional Chinesa
* Conceito de Energia
* Os 5 elementos
* Lei das 5 transformações
* Exercícios de respiração e de consciencialização corporal segundo os 5 elementos
* Exercícios práticos segundo a lei das 5 transformações

Destinatários
Todos sem excepção e limite de idade.

Local: Jardim Botânico do Museu Nacional de História Natural - Lisboa Nº de Vagas - 20 (Admissão por Ordem de Chegada das Fichas de Inscrição)

Horário: 10 às 17 horas

Preço de Inscrição
Até 10/10/2008 - € 75 ; Após 10/10/2008 - € 100
Nota: Possibilidade de efectuar o pagamento com 2 cheques pré-datados, a descontar em 30 de Setembro e 30 de Outubro. O cheque deve ser passado à ordem de Oficina Didáctica e enviado juntamente com a ficha de inscrição. Caso a inscrição não seja aceite, o cheque será devolvido.

Oficina Didáctica
Rua D. João V, nº 6 B (ao Rato)
1250-090 Lisboa
Tel.: 21 387 24 58 - Email: info@oficinadidactica.pt
www.oficinadidactica.pt

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Para a minha melhor amiga e irmã da minha alma...

É difícil olhar para trás
e lembrar-me do momento mais belo,
mais emocionante,
mais especial das nossas vidas,

Eu sei e cada dia que passa
admiro-te pela tua simples beleza de viver,
homenageio-te por seres maravilhosa como és,
agradeço-te por estares sempre presente em todos os momentos.

Gostaria de escrever a nossa história onde todos pudessem ler,
para que isso estimulasse a existência de mais amizades simples, intensas e sinceras.
Nossa amizade é simples quando vivida, mas tão complexa para ser descrita.

Talvez isso deva ao facto de termos um amor de anjos..
Não há explicação apenas vive-se
Contigo tenho mais de sintonia,
és minha irmã de alma e coração.

Estranho seria se eu não gostasse tanto de ti.
Mesmo que distantes falamos muitas vezes.
Nós nos preocupamos uma com a outra.
É incrível o nosso apego, a sinceridade, as brincadeiras, a preocupação, as discussões bobas.


Melhores amigos devem ser anjos,
sempre aparecemos quando estamos sozinhos,
mesmo que não merecemos,
tornamos os nossos dias mais felizes.

Hoje eu apenas agradeceria a Deus por conceder um anjo como tu.
E se eu tivesse direito a um desejo, não desejaria mansões, carros ou homens,
desejaria apenas ter-te como minha eterna e melhor amiga.
Porque amizade igual a nossa, fortuna nenhuma nessa vida compra.
É simples, mas intenso. É o tal do amor incondicional.

E aqui deixo o meu amor de mana, os meus votos de felicidades e muitos, muitos anos pela frente...
Em 31 anos, este é o segundo ano, que estamos distantes no aniversário,
mas longe da vista perto do coração..

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Grão-de-bico

O grão-de-bico, também chamado de gravanço, ervanço, ervilha-de-galinha ou ervilha-de-bengala, é uma leguminosa da família das fabáceas, muito distribuída na Índia e no Mediterrâneo.
Trata-se de uma planta herbácea, que mede entre 20 a 50 cm de altura, de flores brancas que desenvolvem uma bainha, em cujo interior se encontram entre 2 a 3 grãos no máximo. Os grãos de cor castanho-claro (ou também verde) são arredondados, tendo uma pequena "espora". A sua periodicidade é anual.
O grão-de-bico é um legume com importantes qualidades culinárias e nutritivas, sendo rico em proteínas, sais minerais e vitaminas do complexo B. Além disso, devido à grande quantidade de celulose contida na casca, o grão-de-bico estimula o funcionamento dos intestinos.

Falafel
Falafel é uma comida popular no Oriente médio. Consiste em bolinhos de grão-de-bico fritos, consumidos em pão sírio com homus (pasta de grão de bico), tahine (pasta de gergelim) e salada.

Homus
Homus (homos) é uma pasta feita com pasta de grão-de-bico e tahine (pasta de gergelim), que é normalmente temperada com sumo de limão, cominho, alho, azeite e páprica. Homus é um prato típico dos países árabes do Oriente Médio, do mundo Islamico e de Israel.
Em árabe e em hebraico, "homus" significa simplesmente grão-de-bico. A comida descrita neste artigo é mais propriamente chamada homus tahine (grão-de-bico com tahine) ou musabbaha.

Paparis
Os paparis são um acepipe da cozinha indiana. Um papari consiste numa folha fina de massa, firme e seca, feita com uma grande variedade de especiarias picantes. Podem ser servidos frios ou quentes, como aperitivo ou acompanhando pratos fortemente condimentados da culinária da Índia, como o caril.
A designação papari tem origem na culinária indo-portuguesa de Goa, Damão e Diu, outrora pertencentes ao Estado Português da Índia. Nas demais regiões da Índia, os paparis são conhecidos por variantes da palavra papadum, tais como papadam, poppadom ou appadum.
A receita varia de região para região e até, na realidade, de casa para casa. Mas, tipicamente, a massa é feita de lentilhas, grão-de-bico ou arroz. Nalguns locais, também pode ser utilizada a jaca como ingrediente.
São adicionados sal e óleo de amendoim, para compor a massa, que pode ser temperada com malaguetas, cominhos, alho ou pimenta preta. Por vezes, é também adicionado fermento.
A massa é moldada como um círculo fino e colocada ao sol a secar, em seguida. Pode ser frita, assada numa chama de fogão, torrada ou no micro-ondas, conforme a textura desejada.
No sul da Índia, os paparis são normalmente consumidos como acompanhamento das refeições, enquanto que no norte são consumidos no fim destas. Como aperitivos, podem ser consumidos cobertos com cebolas picadas, chetnim ou outros molhos. Nalgumas regiões da Índia, são ainda utilizados crus, na preparação de caris e de temperos vegetais.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

De volta...

Estou de volta a Portugal e ao trabalho...
Depois de um abanão do avião.. e tonta do fuso horário..
venho estranhamente diferente..

Sempre depois das férias, voltamos renovadas e com energias para tudo..
Bjs

domingo, 14 de setembro de 2008

Centro Ismail - 18 de Outubro

Crishna e Camilita Budhu vão realizar um espectáculo em conjunto com o Grupo Ekvat, precedido de um coktail de abertura.
21h – 21.30h – Ekvat
De seguida a actuação das dançarinas

Bilhetes à venda na Casa de Goa e no Centro Ismail

Danças Tradicionais de Goa no Museu em Familia

21 de Setembro - Domningo e 27 de Setembro - Sábado

Serviço Educativo do Museu do Oriente
Salão Macau

Em parceria com o Grupo Ekvat da Casa de Goa.

Descobrir Goa na sua expressão dançada e cantada é a proposta deste fim-de-semana. Através desta bela viagem as famílias poderão vestir-se a rigor para executar passos de dança com as cheretas (cascas de coco) e entoar canções em Concani (Língua goesa).

Preço: 3 € por participante (adulto ou criança)
Duração: 90 minutos
Público-Alvo: Famílias (crianças de 4-8 anos acompanhadas por um adulto)
Nº de participantes: Min. 6 (3 crianças e 3 adultos) Máx.20 (10 crianças e 10 adultos)
Esta actividade realiza-se mediante marcação prévia.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Fim de viagem..

Shiva Temple in Bangalore

De volta a Bangalore, para ultima estadia.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Chegada a Goa

Ida para Goa de avião de Cochim.
São 3 dias inteiros. Não mais.. ohh!!
Visitar a familia. Visitar primos, primas, afilhada, tio. Comida boa.
Para mim, é relembrar o que vi, á seis meses atrás..


Descanso, massagens ayurvédica???
Compras e preparação para o regresso.
Espero poder saciar de um desejo, que tenho a muito tempo, comer Fruta-pão, fatiadas fritas com farinha e ovo. Já estou a babar...

sábado, 6 de setembro de 2008

HouseBoat- Backwater


Allepey - Cochim
Espero que não apareçam os crocodilos nem os mosquitos...
ai, zinhoress..

Aqui espero ver, e se possivel, nadar nas cascatas da india..
Ver coisas maravilhosas, só vistas num rio e dentro de um barco..
Vamos entardecer aqui, anoitecer aqui, amanhecer aqui, comer aqui..e outras coisas.

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Kerala

The famous temple of Lord Padmanabha in Trivandrum
Será que vou dormir aqui???

Ao lado do Oceano Indico, Trivandrum, Kovalam, Varkala, Kollam.
Veli Lake:

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Dormida e viagem dia todo num comboio..


A ver o que vai sair daqui..
Comboio, que anda a 80km a hora... acho eu. A confirmar..
Com montes de indianos..
Seja dentro ou fora do comboio...
Mulheres de um lado, homens do outro...

Pela janela, iremos ver, desertos, montes, animais...

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Segunda Guerra Mundial

A Segunda Guerra Mundial (1939–1945) opôs os Aliados às Potências do Eixo, tendo sido o conflito que causou mais vítimas em toda a história da Humanidade. As principais potências aliadas eram a China, a França, a Grã-Bretanha, a União Soviética e os Estados Unidos. O Brasil se integrou aos Aliados em 1943. A Alemanha, a Itália e o Japão, por sua vez, perfaziam as forças do Eixo. Muitos outros países participaram na guerra, quer porque se juntaram a um dos lados, quer porque foram invadidos, ou por haver participado de conflitos laterais. Em algumas nações (como a França e a Jugoslávia), a Segunda Guerra Mundial provocou confrontos internos entre partidários de lados distintos.
O líder alemão de origem austríaca Adolf Hitler, Führer do Terceiro Reich, pretendia criar uma "nova ordem" na Europa, baseada nos princípios nazistas da suposta superioridade alemã, na exclusão — e supostamente eliminação física incluída — de algumas minorias étnicas e religiosas, como os judeus e os ciganos, bem como deficientes físicos e homossexuais; na supressão das liberdades e dos direitos individuais e na perseguição de ideologias liberais, socialistas e comunistas.
Tanto a Itália como o Japão entraram na guerra para satisfazer os seus propósitos expansionistas. As nações aliadas (como a França, a Grã-Bretanha e os Estados Unidos da América) opuseram-se a estes desejos do Eixo. Estas nações, juntamente com a União Soviética, após a invasão desta pela Alemanha, constituíram a base do grupo dos Aliados.

Madurai


Madurai é a segunda maior cidade do estado de Tamil Nadu, na Índia. Localiza-se no sul do país, nas margens do rio Vaigai. Tem cerca de 1266 mil habitantes. É uma cidade muito antiga, sendo capital do reino Pandya já no século V a.C.

Começa aqui a nossa aventura a duas. Espero ver aqui, monumentos esculturais, espero saber como e quando fizeram os templos. Será que aqui, vou ver os Deuses em tamanhos gigantes??

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Setembro

MÊS: SETEMBRO
FLOR: BOTÃO DE OURO OU RANÚNCULO
FADA: ÁUREA

Áurea é a fada que habita a flor conhecida como botão de ouro. É descrita como uma menina de cabelos loiros e aspecto sonhador e romântico. Usa um vestido feito com sedosas pétalas amarelas e apresenta duas asas duplas de borboleta. Essa fada proporciona melhoria aos enfermos e ajuda a aumentar o amor próprio. Conta com a particularidade de ter em suas asas um pó semelhante aos dos lepidópteros e sem o qual não poderiam voar. Para invocá-la, recite o seguinte poema:

“Sou a flor que mais ama as crianças”,
Para elas é todo meu tesouro,
A elas ofereço meu cálice formoso
De pétalas douradas e talo vigoroso.
Vejam, meus amados companheiros,
O azul do céu do estio
E os campos repletos de botões de ouro,
Que abrem, para ti, um por um.
Venham até mim, meus pequenos amigos,
Que eu sempre os protegerei!