Meus outros blogs:

sábado, 30 de abril de 2011

Tributo a João Paulo II

“Tributo a João Paulo II” para rezar com o Papa de Fátima
Paulo Aido acaba de editar “Tributo a João Paulo II – Rezar com o Papa de Fátima”, que pretende ser uma profunda homenagem àquele Papa que marcou o Mundo inteiro no Século XX, e Portugal de uma forma particular e especial pelo vínculo que estabeleceu connosco e com Fátima.
Esta obra que surge em vésperas da beatificação de João Paulo II, é como que uma sequência natural do livro “O Peregrino de Fátima”, também da autoria do jornalista e Vereador Independente na Câmara Municipal de Odivelas.
O autor refere na sua breve introdução, “o Papa polaco foi um amigo, um protagonista da História, um combatente do bom combate da causa da fé e foi, também, um grande místico. Este livro pretende, muito humildemente, oferecer um pretexto mais para recordarmos as visitas de João Paulo II a Portugal, a ligação afectiva que estabeleceu com o nosso País e com Fátima, e o enamoramento que sempre teve com Maria...”
Paulo Aido é autor best-seller na área da religião, com obras no seu currículo que incluem “A Mensagem da Irmã Lúcia” (9ª Edição) e “As mais belas Orações”.
“Tributo a João Paulo II” é um livro que ajuda os leitores a conhecer melhor o Papa de Fátima e, mais importante, poder meditar ou rezar de acordo com as palavras que João Paulo II proferiu nas suas três deslocações a Portugal, todas elas revestidas de grande espiritualidade e riqueza emocional.
Podemos complementar a apresentação deste livro com declarações do Cardeal Saraiva Martins, para quem este é um documento único e imperdível para todos aqueles que viram e continuam a ver em João Paulo II um exemplo a seguir, um modelo de humanidade, um símbolo de paz e união espiritual que culmina agora com a uma beatificação, a concentrar em si os olhares do Mundo em geral e do nosso País em particular.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Trovões e Relampagos...


Que passa com o tempo???
Além do dia molhado, chão molhado, tempo molhado e temos dois amigos a brigarem...
Uma briga muito feia, de mau humor, até mete medo...
Entre trovão e relâmpago, ninguém mete a colher, nem a água molhada, consegue apaziguar…
Que brigam forte e feio, a ponto de estremecer as paredes...
ARREPIAAAA… vou esconder-me debaixo dos meus lençóis.
Ontem, adormeci as 3.30h, hoje a tarde, vi raios no céu, fascinante...
E agora, vejo luzes brancas, paparazzis não cansam de tirar fotos… e logo de seguida, sermões… estou a ficar stressada.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Amor

"O amor é como um raio de luz, a tudo ilumina. Ela é a única fonte que existe, no mais fundo de cada ser humano, sacia a nossa sede e alimenta a nossa busca..."

domingo, 24 de abril de 2011

Feliz Páscoa!



Para toda a comunidade cristã, o domingo Pascal,
que encerra a o período da Quaresma, é tempo de vida.
Cante com a alegria a tua vida, a canção da esperança.
Sorri e continue andando, porque é uma alegria poder caminhar.
Sinta a felicidade de transformar-se em homem/mulher novo/nova.
Cada vez que se faz um irmão viver, maravilhar-se com a vida, é Páscoa!
Páscoa é tornar as coisas novas.
Páscoa é libertação em nós e nas pessoas que nos rodeiam.
Páscoa é tempo de renovação, de crer e vencer.
Páscoa é o encantamento do amanhecer.
Páscoa é deixar PAZ E AMOR no caminho por onde anda.
CRISTO, sentido pleno e magno de PÁSCOA.

sábado, 23 de abril de 2011

Sinclair ZX Spectrum

ZX Spectrum 48k
Lançamento:
  • UK 23 de Abril de 1982
Descontinuado:dezembro de 1990 (25 anos)
Sistema operativo:Sinclair BASIC
Microprocessador:Z80 em 3,5 MHz (ou equivalente)
Memória:16 KiB / 48 KiB / 128 KiB
Portal Tecnologias da informação
Sinclair ZX Spectrum foi um dos mais influentes microcomputadores europeus de 8 bits durante a década de 1980. Foi lançado em Inglaterra em 1982 pela companhia Sinclair Research. Em Portugal a sua distribuição começou a ser feita pela Triudus e logo a seguir pela Landry (que foram os primeiros a fornecer manuais em português). No Brasil, a empresa Microdigital produziu o TK-90X, um clone do modelo inglês, e o TK 95, um modelo cuja principal diferença era ser equipado com um teclado semiprofissional (com design claramente inspirado no Commodore Plus/4).
Baseado num processador Zilog Z80-A a 3,50 MHz com 16 KBytes de ROM, o Spectrum estava disponível em duas versões, uma com 16 Kbytes de RAM e outra com 48 Kbytes. Era possível expandir internamente o Spectrum 16 Kb para 48 Kb através da adição de 8 chips de memória e mais uns chips de controle.
O desenhador do hardware foi Richard Altwasser da Sinclair Research e o software (em ROM) foi escrito porSteve Vickers por contrato para a Nine Tiles Ltd, os autores do Sinclair BASIC. O responsável pela aparência final do Spectrum foi o designer industrial Rick Dickinson da Sinclair Research.

Características básicas

Com o nome original de ZX82 a máquina foi rebaptizada ZX Spectrum por Sir Clive Sinclair de modo a realçar o facto deste computador produzir imagens a cores em vez do tradicional preto e branco, como acontecia com os computadores anteriores da Sinclair, o ZX80 e o ZX81.
Como era normal nos micros daquela altura, o Spectrum ligava-se a uma televisão mas, ao contrário dos seus antecedentes ZX80 e ZX81, a imagem apresentava uma qualidade muito melhor. No entanto, as primeiras versões (edições 1 e 2) tinham alguns problemas de estabilidade de cor, que tendia a variar à medida que o computador aquecia.
Apesar de hoje nos parecer algo rudimentar, a imagem do Spectrum era praticamente perfeita para ser ligado a uma TV portátil.
Cores do Spectrum
O modo de texto do Spectrum era constituído por 24 linhas de 32 caracteres, que equivalia a uma resolução gráfica de 256 pixéis na horizontal e por 192 pixéis na vertical. O Spectrum podia produzir 15 cores, 8 cores de base, numeradas de 0 a 7. Preto (0), Azul (1), Vermelho (2), Magenta (3), Verde (4), Cyan (5), Amarelo (6) Branco (7).
A essas 8 juntavam-se mais 7 cores produzidas a partir das cores base mais brilho (BRIGHT), 0 preto BRIGHT era igual à cor base. A imagem gerada pelo Spectrum era guardada em memória logo a seguir ao fim da ROM, ou seja, a partir do byte 16,384. O bitmap ocupava 6 Kbytes (6144) e eram usados mais 768 bytes (32x24) que continham codificada a informação para cor, brilho e flash. Esta estratégia de ter uma resolução de cor diferente da resolução de pixeis conduzia a alguns efeitos bizarros, que eram conhecidos por choque de atributos. Entretanto, esta estratégia foi necessária para acomodar um bitmap de 49152 pontos em 6K de memória, que de outra forma ocupariam toda a RAM disponível.
Provavelmente o factor mais original do Spectrum era o seu teclado de 40 teclas, composto por uma placa de borracha flexível onde estavam moldadas teclas salientes com um formato muito semelhante ao de uma chiclete, (daí o termo teclado chiclete). Esta placa assentava directamente sobre uma membrana plástica onde existiam pequenas bolhas, cada uma delas com um contacto eléctrico na parte superior e outro na inferior. Quando se carregava numa tecla a bolha era comprimida e os dois contactos tocavam-se. Esta membrana e, principalmente, as fitas que a ligavam à placa do Spectrum, eram algo frágeis e eram responsáveis por quase todas as avarias do Spectrum.
Outra característica única do Spectrum era o facto de cada tecla não ter simplesmente uma letra, símbolo ou número, mas também as palavras chave (keywords) doSinclair BASIC. Cada tecla, através da utilização de várias teclas de Shift produzia pelo menos 3 palavras-chave, para além dos caracteres maiúsculos e minúsculos. Este aspecto do Spectrum era bastante criticado, mas apenas por aqueles que não tinham muita experiência na sua utilização. Afinal, o que demora mais tempo, carregar na tecla T ou escrever RANDOMIZE. O facto de não existirem teclas de cursor separadas (o efeito era obtido com CAPS SHIFT + 5, 6, 7 ou 8) nem tecla de apagar (CAPS SHIFT + 0) eram críticas mais válidas, e que eram resolvidas praticamente em todos os teclados de substituição que foram desenvolvidos para o Spectrum.
Em conjunto com o facto de o Spectrum não ter uma ligação para monitor, este teclado foi um dos factores que mais penalizou o Spectrum relativamente à aceitação num mercado mais profissional.
A ausência da ligação para monitor é algo incompreensivel, mesmo considerando que o Spectrum foi desenhado para ser o mais barato possível. Sabendo que os sinais de video necessários até se encontravam presentes no conector de expansão a existência de um plug RCA ou DIN teria custado apenas mais uns cêntimos por computador e produziria uma imagem de qualidade muito superior. Parece que isto demonstra alguma falta de confiança da Sinclair quanto ao futuro que o Spectrum poderia ter fora do mercado doméstico.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Via Sacra


As catorze estações da Via Crucis representam os episódios mais marcantes na Paixão e Morte de Cristo.
I estação - Jesus é condenado à morte.
Pilatos mandou vir água e lavou as mãos diante da multidão: "Estou inocente do sangue deste homem". A responsabilidade agora é do povo". Depois de mandar açoitar Jesus, entregou-o para ser crucificado."
II estação - Jesus carrega a sua cruz.
Jesus recebe sobre seus ombros a cruz e se dirige ao Calvário ou Gólgotha. A Cruz é um antigo instrumento de suplício, usado para executar os condenados à morte.
III estação - Jesus cai pela primeira vez.
Jesus caminha cansado e abatido sob o peso da cruz. Seu corpo está coberto de sangue, suas forças esmorecem e ele cai. Com chicotes, os soldados que o escoltavam o forçam a se levantar
IV estação - Jesus encontra Maria, sua mãe.
Mãe e filho se abraçam em meio à dor. Eles tudo partilharam até a cruz. Sua união era tão intimamente perfeita, que não tinham necessidade de falar, porque a única expressão residia nos seus corações.
V estação - Jesus recebe ajuda de Simão para carregar a cruz.
Na verdade, Simão de Cireneu foi obrigado a carregar a cruz. Ele vinha passando, quando recebeu dos soldados a ordem de ajudar, Jesus tinha que permanecer vivo até a crucifixão.
VI estação - Verônica enxuga a face de Jesus.
Uma mulher que assistia à passagem de Jesus decide limpar a sua face tingida de sangue. O pano usado por Verônica teria ficado gravado com a imagem do rosto de Cristo.
VII estação - Jesus cai pela segunda vez.
Jesus sabia que iria enfrentar um cruel sofrimento. Seu espírito estava preparado, mas seu corpo estava cansado e abatido. Ele caminhava com dificuldade e mais uma vez tropeçou e caiu.
VIII estação - Jesus fala às mulheres de Jerusalém.
Já próximo do Monte Calvário, Jesus esquece sua dor para abrir o coração e consolar as mulheres que, chorando, lamentavam o seu sofrimento.
IX estação - Jesus cai pela terceira vez.
Aproxima-se o fim da Via Crucis, com a última queda de Jesus, a terceira de três quedas. Jesus chega ao Calvário. Quiseram dar-lhe vinho misturado com fel, mas ele não quis beber.
X estação - Jesus é despojado de suas vestes.
Os soldados tomaram as roupas e as sortearam entre eles, cumprindo assim, as profecias antigas que descreviam esse episódio.
XI estação- Jesus é pregado na cruz.
Jesus é crucificado. Cravos de ferro rasgam sua carne, dilacerando suas mãos e pés. A cruz é erguida, e o Cristo fica suspenso entre o céu e a terra. Agora, ele está definitivamente pregado à cruz.
XII estação - Jesus morre na Cruz.
Com o Sol eclipsado, Jesus gritou do alto da cruz: 'Pai, nas Tuas mãos entrego o meu espírito. Agora, estou contigo'. Baixou a cabeça e morreu.
XIII estação - Jesus é retirado da Cruz.
Depois de pedir autorização a Pilatos, José de Arimatéia e Nicodemos compraram um lençol de linho branco e tiras de pano, e retiraram o corpo de Jesus da cruz. Maria, sua mãe, o recebeu em seus braços.
XIV estação - Jesus é sepultado.
José de Arimatéia, Nicodemos e alguns apóstolos tomaram o corpo de Jesus, envolveram-no com um lençol de linho e o deitaram numa saliência na rocha em forma de cama. Então fecharam a entrada com uma grande pedra.

O nosso caminho foi da Igreja antiga até á Nossa Senhora, Santa Catarina de Siena em Dafundo, aonde juntam as Igrejas de Algés, Linda-a-Velha e cruz quebrada.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Os Outros...

Parece uma loucura como nos pode condicionar, o que os outros pensam ou dizem de nós. Podemos viver em função disso, de imagens e expectativas que não nos deixam ser livres…

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Já passou 7meses...

Como brinca o bebé de 7 meses
O bebé começa a compreender os conceitos de “dentro” e “fora” “ligado” e “desligado”

Sabia, por exemplo, que estimular o balbuciar do bebé é fundamental para o desenvolvimento da linguagem? É a mais pura das verdades! O seu filho terá de aprender que os sons formam palavras; que, quando se ligam palavras, é possível formar frases e que frases combinadas podem originar histórias. Portanto, aproveite a troca que acontece durante as primeiras “conversas” com o bebé e leia sobre as actividades e brincadeiras adequadas para esta fase.

O bebé consegue suportar o próprio peso e ficar de pé segurando-se aos móveis.
Alguns bebés conseguem levantar-se sozinhos; e conseguem andar à volta de um móvel, segurando-se a ele com as duas mãos.
Quando está deitado de bruços, rasteja para a frente. Quando está de gatas, balança-se.

Prefere olhar para objectos complexos e muda de posição para ter uma melhor perspectiva.
Reconhece as vozes e o nome dele e sabe diferenciar músicas.

Faz festas, e começa a empurrar e bater em objectos. O bebé segura objectos rodeando-os com a mãozinha toda.
Começa agora a usar o dedo polegar para empurrar coisas para dentro da mão. Usa os olhos para ajudá-lo a alcançar objectos, ajustando a posição das mãozinhas com o seu controlo visual.

Essencial e simples...

Quando somos capazes de nos interrogarmos sobre o que é ESSENCIAL numa determinada situação, e agimos de acordo com essa resposta, a vida torna-se SIMPLES e adquirimos a capaciade de desfrutar dela.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Coração precisa de Mimos!!


“O coração da gente gosta de riso, afecto, mimos repentinos. Gosta quando espalhamos os seus brinquedos no chão e sentamos com ele para brincar. É que o levemos para revisitar, na memória, instantes ensolarados de amor capazes de ajudá-lo a mudar a freqüência do sentimento. Há momentos em que tudo o que precisa é que reservemos algum tempo a sós com ele para desapertá-lo com toda delicadeza possível e sararmos as partes que lhe doem. Coração precisa de espaço.”

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Serenidade

Quando encaramos a vida com serenidade, temos a oportunidade de retirarmos o melhor que ela nos oferece… mesmo nas situações mais difíceis. A serenidade é a irmã gémea da alegria.
GRÃO DE MOSTARDA

Serenidade..

Quando encaramos a vida com serenidade, temos a oportunidade de retirarmos o melhor que ela nos oferece… mesmo nas situações mais difíceis. A serenidade é a irmã gémea da alegria.
GRÃO DE MOSTARDA

domingo, 17 de abril de 2011

Cumbia

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Índia - Antologia de textos sobre a civilização e cultura indianas

lançamento do Livro "Índia - Antologia de textos sobre a civilização e cultura indianas"

quinta-feira, 14 de abril de 2011

FMI

quarta-feira, 13 de abril de 2011

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Maldito...

Larga-me...deixa-me em paz. Deixa o osso...Sai da minha cabeça..

sábado, 9 de abril de 2011

Ice-cream

Sobrinhos, a alegria da nossa vida...

Adoro as(os) minhas(eus) sobrinhas(os)...

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Iridologia

1- A iridologia é considerada uma ciência?
A parte colorida dos nossos olhos, a íris, reflete nossos corpos físico, psíquico e emocional e através das alterações estruturais que nela se apresentam podemos verificar como estão esses corpos. Para tanto é necessário saber interpretar esses sinais. Temos técnica para ajudar essa interpretação, como temos técnica para interpretar um exame de ultrasonografia . Deste ponto de vista, podemos considerar a iridologia como sendo uma ciência que estuda as transformações que ocorrem nosso nossos corpos físico, psíquico e emocional.
2- Qual é o aparelho utilizado para se fazer o exame?
Para examinarmos uma íris é necessário uma boa iluminação e uma lente de aumento. Podemos utilizar desde uma lanterna e uma lupa com 10 a 20 dioptrias ( material esse bastante acessível ) até um aparelho bem mais sofisticado chamado lâmpada de fenda .
3- Como é feito esse exame?
A pessoa a ser examinada e a que está examinando devem estar sentadas frente a frente. Pede-se para quem está sendo examinado que olhe para a ponta do nariz do examinador ( com o propósito de fixar um ponto e ao mesmo tempo desviar os olhos da luz ). Coloca-se então a iluminação lateralmente e posiciona-se a lupa em frente ao olho. Deve-se deixar a lupa fixa e para focar a imagem mexe-se com a cabeça para frente e para trás. O uso da lâmpada de fenda requer mais experiência e é mais difícil de ser manuseado embora a imagem iridiana neste aparelho seja bem mais nítida pois este possui uma iluminação com mais recursos bem como diversas lentes com vários aumentos.
4- Qualquer pessoa pode fazer um exame através da íris?
Sim, desde que tenha a córnea (membrana que fica na frente da íris) transparente.
5- A Iridologia confirma os males do organismo com 100% de exatidão?
A iridologia não enfoca doenças mas tem a capacidade de revelar o estado de intoxicação de uma pessoa sugerindo órgãos mais afetados ou os órgãos onde mais provavelmente se manifestará uma enfermidade. Também nos informa das melhorias e das complicações, além de nos alertar das condições constitucionais daquele organismo. Quanto mais marcada for a íris de uma pessoa tanto menos será sua resistência às enfermidades.
O estudo da íris também nos revela dados importantíssimos sobre os corpos psíquico e emocional de uma pessoa. Hoje, quanto mais se compreende o papel dos estados psíquico emocional nos processos de saúde e doença, mais prezadas devem ser estas informações.
6- Como se explica que a Iridologia pode detectar as mazelas da alma?
O grande Leonardo da Vinci com muita propriedade afirmou que "Os olhos são o reflexo da alma". Através da íris podemos verificar como está a Energia Vital de uma pessoa e como esta está manifestando esta energia nos corpos físico, psíquico e emocional. Portanto podemos verificar os potenciais e os bloqueios que esta pessoa apresenta, bem como traços de sua personalidade. Podemos ainda ir mais longe, pois através dos olhos podemos demonstrar que tudo no Universo está interligado: as energias criadoras, o sistema solar, os planetas, os seres humanos, os nossos corpos físico, mental e emocional. Nossos olhos revelam a unidade existente entre o consciente com o inconsciente, do homem com a natureza, da criatura com o Criador.
7- Como se sabe, através da íris qual órgão do corpo está doente?
Podemos verificar qual ou quais órgãos estão intoxicados entretanto essa informação não atesta se neste momento este órgão está ou não manifestando alguma sintomatologia. Ele pode estar doente ou vir a ficar doente, isso não podemos saber, nestes casos, pedimos exames complementares como ultrasonografia, radiografia, exames de sangue e outros.
8- Os sinais que aparecem na membrana são diferentes uns dos outros?
Encontramos dois tipos de alterações na íris:
a) Alterações topográficas
b) Alterações de coloração
Nas alterações de coloração, encontramos lesões que mancham ou desbotam a íris. São gotas de tintas, pinceladas. Bidimensionais, não tem profundidade. Jä aquelas alterações em relevo, apresentam tres dimensões. São profundas, escavam a superfície da íris.
9- Como são esses sinais? Cor, tamanho e formato.
Dentre as alterações topográficas podemos encontrar:
Anéis nervosos : são círculos concêntricos frequentemente incompletos que aparecem mais na periferia da íris.
Criptas: são alterações da membrana iridiana onde esta se abre, separando as fibras expondo o tecido subjacente. Estas criptas podem ser de 3 tipos: lagunas, divulsões abertas e divulsões fechadas.
Pulverulência: minúsculos buracos arredondados que podem se localizar por todo o parenquima iridiano.
Buracos irregulares: quando aparecem são em pouca quantidade.
Raios solares: são riscos ou sulcos que sei dispõem radialmente na íris.
Dentre as alterações de cor podemos encontrar:
Depósitos tóxicos: podem ser esbranquiçados, avermelhados, acastanhados, marrons, negros, e podem se encontrar em qualquer área da íris.
Manchas psóricas: são manchas delimitadas com coloração que pode variar do amarelo até o negro.
Rosário Linfático: pequenas manchas esbranquiçadas, que aparecem na periferia da íris, lembrando um rosário.
Borda Crosta: manchas cônicas de configuração irregular situada na periferia da íris.
Anel de Sódio ou Colesterol: este é o único sinal que se localiza na córnea e não na íris. Se apresenta como uma linha circular, opacificada na periferia da córnea.
Borramento da Borda Ciliar: aparece na periferia da íris e é de cor azulada.
Perda da Cor: é um desbotamento que pode aparecer em qualquer região da íris.
10- A cor da íris interfere no exame? Quanto mais escuro for a íris mais difícil é a visualização das alterações portanto é necessária uma boa iluminação e também requer mais experiência para focar a lupa.
11- Quais as doenças que a Iridologia pode diagnosticar? Através do olhos podemos revelar as características de uma pessoa: sua saúde , suas emoções, seu carácter, sua personalidade, interpretar a pessoa em sua totalidade. Para sabermos entretanto se aqueles órgãos que vemos na íris com muita intoxicação estão ou não doente precisamos de exames complementares.

domingo, 3 de abril de 2011

sábado, 2 de abril de 2011

Evento Mulheres de Corpo e Alma

Dia 2 de Abril de 2011
Forúm Picoas em Lisboa

A data de um evento único e especial, feito e criado a pensar em todas as mulheres que se gostam, está perto.

Pois é, estamos a falar do dia 2 de Abril onde "Mulheres de Corpo e Alma" será o mote para viver em pleno experiências únicas, especiais, maravilhosas.

No Porto este evento, reuniu 600 mulheres que no final do dia, sentiram que tinham experienciado sensações fabulosas.

Agora em Lisboa esperamos reunir ainda mais mulheres. O nosso propósito é só um, proporcionar um dia diferente onde a descoberta e o prazer são palavra de ordem.

Todas nós gostamos de nos sentirmos bonitas por fora, mas também por dentro, e isso só se consegue quando o corpo e a mente estão em sintonia. Como tal das 9h às 19h o Fórum Picoas vai ser o palco de uma "peça" montada para si e por si.

Festeje a mulher que é, experimentando, aprendendo, divertindo-se, relaxando, adjectivos ideais para lembrar tudo o que vai ter oportunidade desfrutar em "Mulheres de Corpo e Alma".

Spa, sala zen, workshops, cabeleireiro, manicure, nutrição, consultoria de imagem, tratamento de pele, conselhos de cosmética, dança, pilates, sessões de coaching e são muitas das tentações ao seu dispor que ajudam a celebrar a vida.

Mas como mimarmo-nos nunca é demais, ainda recebe um kit com surpresas super agradáveis.

Este evento organizado pela empresa Terra Alternativa e em parceria com o Sapo Mulher vai ser certamente mais um sucesso.

Enviada pela O.D.

Berardo - Jardim da Paz

O Jardim da Paz encontra-se situado nos terrenos luxuriosos da Quinta dos Loridos, localizada no Bombarral, apenas a alguns quilometros a sul de Óbidos. O jardim ocupa cerca de 35 hectares dos 100 hectares da propriedade. Com cerca de 6000 toneladas de mármore e granito, budhas, lanternas, estátuas de terracotta, e várias esculturas que foram colocadas cuidadosamente entre a vegetação. Este espaço verde com o seu lago central é um local de paz e tranquilidade, onde convidamos a descobrir os vários caminhos, ou apenas relaxar na relva circundante ao lago. A escadaria central é o ponto focal do jardim, onde os nossos budhas dourados, lhe dão calmamente as boas vindas. Com 700 soldados de terracotta espalhados no jardim, alguns estão enterrados da mesma forma, como foram colocados na china há 2200 anos. São pintados à mão e cada um deles é único. No lago podemos observar os peixes Koi, e os dragões esculpidos a erguerem-se da água.

O Jardim da Paz é um espaço com cerca de 35 hectares, idealizado e concebido pelo Comendador José Berardo, em resposta à destruição dos Budas Gigantes de Bamyan, naquele que foi, um dos maiores actos de barbárie cultural, apagando da memória obras primas, do período tardio da Arte de Gandhara. Em 2001, profundamente chocado com a atitude do Governo Talibã, que destruiu, intencionalmente, monumentos únicos do Património da Humanidade, o Comendador Berardo deu início, a mais um, dos seus sonhos, a construção deste extenso jardim oriental. Prestando, de certo modo, homenagem aos colossais Budas esculpidos na rocha do vale de Bamyan, no centro do Afeganistão, e que durante séculos foram referências culturais e espirituais.

Pretende-se, que o Jardim da Paz seja um lugar reconciliação. Sem nenhuma tendência religiosa, abrimos as portas, a todas as pessoas, independentemente, da religião, etnia, nacionalidade, sexo, idade, condição cultural ou social, convidando à união, comunicação e meditação, como forma de redescobrir a felicidade. Ambicionamos, assim, percorrer o caminho contrário à destruição do ser humano e disseminar a cultura da paz.

Esta é uma instituição cultural sem fins lucrativos e ao serviço da comunidade nacional e internacional, que tem como missão sensibilizar o visitante para o conhecimento interior, através do seu jardim em diálogo com um vasto património escultórico, vocacionado para a meditação e promoção da interacção social e cultural, conforme os princípios da solidariedade e da dignidade humana. Sendo o Jardim da Paz um espaço de livre acesso, solicitamos uma doação, dentro das suas possibilidades, para nos ajudar a manter este sítio de tranquilidade e para, que possamos continuar a facultar entradas gratuitas a todos aqueles, que nos procuram aspirando a paz, força e luz.

Localização: Saida 12 na A8 seguindo os sinais 'Buddha Eden' durante +/- 2km.
Entrada: Gratuita
Horário: 7 dias por semana, desde o nascer até ao pôr do Sol.