Meus outros blogs:

terça-feira, 30 de junho de 2009

Tanque da 2ª guerra mundial


INACREDITÁVEL !!!!! TANQUE DA 2ª.GUERRA RECUPERADO DO FUNDO DE UM LAGO
Não é sempre que se tira um tanque DA Segunda Guerra de um lago, ainda mais um que foi usado pelos russos e alemães. Mesmo tendo ficado submerso por 62 anos, Com uma "ajeitadinha" O motor movido a diesel começou a funcionar.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Meu anjo...


"Mais um dia que está a terminar,
mais um encontro no limiar do horizonte
entre o claro e o escuro, entre o dia e a noite
aonde fecho os olhos e vejo-te tão perto...
Talvez um dia, possa tocar nas tuas asas de anjo
voar contigo, abraçados num só corpo
em possamos sentir a nossa liberdade
e ir aonde o teu coração me aquece..."

Musica e instrumentos tradicionais de Goa

 O tradicional Goan instrumentos musicais são dholak, também chamada de mridanga, gumot, madlem, sarangi, Tambura e Veena. Dholak ou mridanga é um cilindro de madeira coberto em ambas as extremidades com uma cabra pele. O gumott é uma terra-ware pot-navio similar feita pelo Goan ceramistas com aberturas dos dois lados opostos, um grande e os outros pequenos de diâmetro, com a porção média muito abaulando para o exterior. Quanto à maior abertura com a borda moldada convenientemente para a instalação, uma pele de um lagarto molhado (Lacerda ocelata), conhecida em concani como SAP ou Ghar, é totalmente esticadas para cobrir toda a superfície da abertura. Quando uma canção ou dança acompanha o gumott geralmente é colocado sobre a coxa esquerda, enquanto o jogador se sente confortável em uma cadeira. O gumott é essencial para um desempenho mando. Um madlem é um recipiente cilíndrico terra coberta em ambas as extremidades com a pele de um lagarto. Um sarangi é um instrumento semelhante a uma corda Europeia harpa. Uma corda Tambura é um instrumento como o Veena, mas apenas com uma corda. A corda Veena é um instrumento feito de duas cuias que são ligadas por um pedaço de madeira. Há um buraco furado em uma das cuias. O Português trouxe o piano, o bandolim e do violino para Goa.

Concani Song podem ser classificados em quatro grupos: um que se baseia a mera forma prístinas em música e verso, como no fugdi ou o dhalo; a segunda, que mistura música ocidental e nativas, mas mantém a língua nativa, como no deknnis; o terceiro nativas e que mistura música ocidental, assim como a língua, como no dulpod; e do quarto que tem uma marcada influência da música ocidental e intrusiva Português palavras como no mando.
 
Mando (também soletrada Manddo) é uma forma musical que evoluiu durante o século 19 e 20 entre os católicos em Goa. Representa o ponto de encontro de tradições musicais e culturais indianas e ocidentais. Os homens usam casacos formal, mostrando a influência portuguesa, enquanto que as mulheres usam um único traje indiano (bazu torop ou pano baju).  O cerimonial torhop-baz usado durante a mando é de veludo ou seda, vermelho, azul ou de cor verde, bordado com ouro (raramente com prata). Um xaile branco ou azul. As meias tiveram de ser branca/transparentes e chinelos ornamentados. Esta foi agraciado com graciosidade, o que reforçou a dama do humor com um encanto secreto durante a dança. O plural de manddo em concani é Mande. O principal tema da Mandos é o amor, os menores sendo narrativas históricas, reclamação contra a exploração ea injustiça social, político e resistência durante o Português presença em Goa.
 
O mando é principalmente um monólogo, na primeira pessoa do singular ou plural, excepto para as narrativas históricas. Em alguns Mandos, no entanto, uma outra pessoa endereços, que por sua vez respostas. Cantar é acompanhada por gentil girando lateralmente comforme o ritmo, criando assim um tanto visuais e auditivos desempenho.
 
Alguns Mandos são:
 
Adeus Korcho Vellu Paulo
Bara Tera Orsam Zalim
Dove Rozericho Collo
Gupit Môg Burgeaponancho
Sangato Moga Tuzo 
Tambde Roza Tuje Pole
http://www.youtube.com/watch?v=69RTTkWREtc&feature=related
 
 Deknni (também soletrada Dekni, Dekhni, Dekhnni) é um semi clássico Goan (indiana) dança formulário. O plural de deknni em concani permanece o mesmo.
 
Uma das mais famosas canções Deknni é Hanv Saiba Poltodi Vetam (concani), que foi adaptado por Raj Kapoor como 'Na mangoon sona chandi' na sua Hindi filme Bobby. A história que está retratada nesta canção é de cerca de dois templo bailarinos que querem ir para o casamento Damu e aproximar-se do barqueiro ferry-los a atravessar o rio. O barqueiro diz: "Não! O rio é grosseira!" Os bailarinos oferecerem ao barqueiro as jóias de ouro, mas o barqueiro ainda está firme "Não!" Portanto, os bailarinos dançam para o barqueiro e desta vez ele leva-os para outro lado do rio.
 
Um dos primeiros deknnis que pode ser datada em torno de 1869 é Kuxttoba em que ele é chamado de "herdeiro para a Índia eo terror de Goa", implicando resistência ao Estado Português. Kuxttoba era um membro da Salekar ramo da Rane família. Informações sobre o seu nascimento, a razão e o curso da sua rebelião e à forma de sua extremidade são vagas. Ele fez rebelde como uma pessoa contra a regra do Português em Goa, mas ele não apresentou um conceito de livre Goa.
Alguns outros deknni músicas são:
 
Arê tanddela São 
Tendulechim tendulim
Vaingem kazar zata mhunn 
Voddekara 
Vhoir vhoir dongrar
Xeutim mogrim abolim

Dulpod é um Goan dança música com ritmo rápido e temas da vida quotidiana Goan. O plural de dulpod em concani é dulpodam. O dulpod é uma canção popular, anônimo, livremente improvisados, e às vezes falta na unidade temática. As músicas do dulpod são geralmente no prazo de seis a oito medida, apesar de os dois quartos não são incomuns. O dulpod normalmente é cantado em seqüência com um mando.
 
Farar-longe zatai ranantu é um dos mais conhecidos dulpods, uma obra-prima do seu género. O compositor canta: "Os soldados estão atirando em branco a Rane. O Rane estão atirando em branco os soldados. "De tarde, o dulpod Ya, ya, ya maya é muitas vezes cantada no final de uma seqüência de Mandos e dulpods. Alguns outros dulpods são:
 
Ai lia lia lo
Amani gamani
Banalichea Monti sokolo
Cecilia mhojem nanv
Moddganvam thouiager
Sant Antoninchea Dongrar
Tollem sukolem
Undir mhojea mama 
Vhoir, vhoir, vhoir kattakoi
Ya, ya, maya ya

Fugdi é um Goan dança canção em hindu festas religiosas, por exemplo Ganesh Chaturthi.

domingo, 28 de junho de 2009

Mafalda Arnauth apresenta Flor de Fado no Museu do Traje

Este espectáculo integra a programação das Festas da Freguesia do Lumiar, em Lisboa, que decorrem de 20 a 28 de Junho, cabendo a Mafalda Arnauth as honras de encerramento.
Mafalda Arnauth apresenta o seu mais recente espectáculo, «Flor de Fado», dia 28 de Junho pelas 22h.

Um espectáculo que se propõe apresentar o melhor de uma das melhores vozes portuguesas da actualidade. Tem um repertório baseado numa selecção de temas muito cuidado e apresenta em primeira-mão, neste local, temas originais do seu último disco com o mesmo nome.

Um grande momento de Fado a não perder!

sábado, 27 de junho de 2009

Baile das Rosas

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Morreu o "Rei do Pop"

O cantor norte-americano recebeu reanimação cardio-respiratória antes de ser transportado para o hospital, onde acabou por falecer.
De acordo com a agência de notícias AP, Jackson já não estava a respirar quando os paramédicos o assistiram na sua casa em Los Angeles. Chegou em coma ao hospital. Morreu pouco depois.
Deixa três filhos, Prince Michael I, Paris and Prince Michael II.
Imagens emitidas pelas estações de televisão mostram já dezenas de pessoas reunidas à volta do hospital UCLA, em Los Angeles, a prestar homenagem a um dos maiores nomes da música pop mundial.

Michael Jackson ia regressar aos palcos
Depois de ter praticamente desaparecido, por causa do julgamento em que era acusado de ter abusado sexualmente de uma adolescente - processo esse onde acabou absolvido -, Jackson tinha anunciado em Março o seu regresso aos palcos, num concerto em Londres, no Verão.
No final de Maio os organizadores desse evento anunciaram que os concertos de Julho tinham sido adiados alguns dias, assegurando, na altura, que isso não se devia a qualquer problema de saúde relacionado com o cantor.

Michael Joseph Jackson
Começou a cantar e a dançar quando tinha 5 anos. Iniciou a carreira profissional aos 11 anos como vocalista dos Jackson 5. Mais tarde aventurou-se numa muito bem sucedida carreira a solo.
Conhecido como o "Rei do Pop", Jackson colocou cinco dos seus álbuns no top dos mais vendidos mundialmente: Off the Wall (1979), Thriller (1982), Bad (1995), Dangerous (1991) e History: Past, Present and Future - Book I (1995).
Michael Jackson é o primeiro cantor afro-americano a receber exibições constantes do seu trabalho no conhecido canal de música MTV.
Apesar deste reconhecimento, Jackson foi perdendo popularidade devido a algumas excentricidades na sua vida e à mudança de cor de pele ao longo de vários anos.
Em 1993 foi acusado de abuso de crianças, um processo que acabou arquivado por falta de provas. Jackson não chegou a ir a tribunal mas a sua imagem pública ficou muito abalada.
Já em 2005 foi novamente envolvido num caso de abuso infantil. Foi absolvido em julgamento.
http://sic.aeiou.pt/online/video/informacao/NoticiasCultura/2009/6/a-transformacao-de-michael-jackson.htm

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Daltonismo - visão das cores

O daltonismo (também chamado de discromatopsia ou discromopsia) é uma perturbação da percepção visual caracterizada pela incapacidade de diferenciar todas ou algumas cores, manifestando-se muitas vezes pela dificuldade em distinguir o verde do vermelho. Esta perturbação tem normalmente origem genética, mas pode também resultar de lesão nos orgãos responsáveis pela visão, ou de lesão de origem neurológica.

A mutação genética que provoca o daltonismo sobreviveu pela vantagem dada aos daltônicos ao longo da história evolutiva. Essa vantagem advém, sobretudo, do fato de os portadores desses genes possuirem uma melhor capacidade de visão noturna, bem como maior capacidade de reconhecerem elementos semi-ocultos, como animais ou pessoas disfarçadas pela sua camuflagem.

Como o daltonismo é provocado por genes recessivos localizados no cromossomo X (sem alelos no Y), o problema ocorre muito mais freqüentemente nos homens que nas mulheres. Estima-se que 8% da população seja portadora do distúrbio, embora apenas 1 % das mulheres sejam atingidas.

Curiosidades

Os daltônicos são incapazes de discernir as sete cores de um arco-írisO daltonismo pode representar uma vantagem evolutiva sobre as pessoas portadoras de visão normal, tal como descrito num artigo publicado pela BBC Online. [2]
Uma pesquisa feita por cientistas da Universidade de Cambridge demonstrou que algumas formas de daltonismo podem, na verdade, proporcionar uma visão mais aprimorada de algumas cores.
Durante a 2ª Guerra Mundial se descobriu que os soldados daltônicos tinham mais facilidade para detectar camuflagens ocultas na mata.
Os daltônicos possuem uma visão noturna superior a de uma pessoa com visão normal.
Eles também são capazes de identificar mais matizes de violeta que as pessoas de visão normal.
A maioria dos daltônicos não sabe que possui esta anomalia.
A percepção das cores varia muito de uma pessoa com daltonismo para outra.
O pintor Vincent van Gogh sofria de daltonismo.
A incidência de daltonismo é maior entre os descendentes de europeus.
Os daltônicos vêem, em média, entre 500 a 800 cores.
Normalmente as cores prediletas de quem tem esta alteração genética são o azul ou roxo, por serem cores vivas.
Para os daltônicos o arco-íris não possui 7 cores.

Comentário: Conseguem ver as cores dos semaforos?

terça-feira, 23 de junho de 2009

Signo de Caranguejo

Você já reparou que algumas vezes as estrelas formam desenhos no céu? Esse desenhos e modelos são chamados de constelação. A constelação é relatada aos 12(doze) signos do Zodíaco. A palavra "Zodíaco" é uma palavra grega e significa "ciclo de vida". Cada constelação tem um nome dependendo de sua forma no céu.

O signo de Caranguejo representa a emoção, a intuição e a maternidade. O caranguejo possui boa memória e é persistente. Tem uma capacidade empática muito acentuada. Como é emotivo e muito sensível tende a melindrar-se com facilidade.

É uma pessoa sensível, conversadora e simpática. Precisa cultivar a persistência ou a sua inquietação vai dificultar a sua realização. Gosta de socializar-se, de ler e tem muitos afazeres.

Caranguejo é a natureza infantil da Alma com seu sentir à flor da pele. Por ser assim tão exposto precisa da carapaça, da casa, da família, da mãe, do lugar protector onde possa revisitar suas lembranças, e entrar em contacto com os seus sentimentos. Isso é realmente necessário, pois as emoções do canceriano além de sufocar e paralisar, inebriam os sentidos e o conduzem como um fluxo irresistível à fantasia. O canceriano antes de mais nada, tem que aprender a se defender do seu próprio inconsciente, pois sua natureza lunar o torna vulnerável às marés de suas emoções. Assim como a lua tem quatro fases, o canceriano tem frequentes e imprevisíveis variações de humor. Num momento são delicados e encantadoramente expansivos e em outro são melancólicos, introvertidos, e distantes. Às vezes parecem possuir a força de um gigante e outras exibem a fraqueza de uma criança.

Condimento: Coentro e noz-moscada.
Erva: Erva-doce.
Metal: Prata.
Animal: Carangueijo.
Cristal: Pérola.
Árvores: Todos os tipos de árvores.
Flores: Rosa branca e lírio.
Elemento: água
Planeta regente: Lua
Princípio: passivo
Parte do corpo: peito
Frase: "Tradição, família e propriedade."
Cor: Cinzas e Verdes
Pedra: Pérola

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Vivacidade da vida...

Neste fim-de-semana, disseram-me que era uma pessoa sabia
fiquei pensativa e um pouco espantada pelo o ouvi.
Talvez nunca tivesse pensado que poderia ter amadurecida...
Na viagem de volta, na escuridão da noite e no olhar fixo nas estrelas, reflecti.
Não sou uma pessoa sabia, apenas consciente.
As experiências da vida me fez abrir os olhos,
me fez saber as medidas certas e até aonde poderei chegar,
me fez estar numa fase de viver a vida com moderação,
sem preocupação e ralação, sem "mas" nem "porquê".
Já tive muitos dissabores da vida que até hoje estou à espera de resposta.
Mas não há resposta, não há uma opinião certa, apenas é a vida.
É a nossa passagem pela terra…
Sou mulher e tenho os meus desejos e vontades
mas o tempo encarregou de moderar a espera
querer saborear os momento existentes
Posso não ter sido feita para ter um amor da minha vida
aquele amor pela outra cara-metade,
não neste corpo, nesta alma, nesta vida.
Talvez por enquanto, não posso dizer, que não poderá acontecer no futuro.
Sinto aquele amor forte pela família, pelas as minhas manas e mano,
e o amor de cuidar e tratar dos meus amigos..
Posso não ser alegre mas já tive e tenho a alegria de viver
posso não ser feliz, mas já tive e tenho momentos felizes.
A sabedoria não engrandece o meu ser,
Mas sim, o saber ouvir, exprimir, estar com pessoas que precisam e que falam.
Os sábios são as pessoas mais velhas,
que contam as suas histórias, as suas experiências de vida.
Também é ver mais à frente, o saber olhar e tirar proveito de momentos únicos.
Neste momento, mimo os amores da minha vida
procuro a tranquilidade, sossego e viver a vida com calma, com sabor e vivacidade.

domingo, 21 de junho de 2009

Solisticio de Verão


Em astronomia, solstício é o momento em que o Sol, durante seu movimento aparente na esfera celeste, atinge a maior declinação em latitude, medida a partir da linha do equador. Os solstícios ocorrem duas vezes por ano: em dezembro e em junho. O dia e hora exatos variam de um ano para outro. Quando ocorre no verão significa que a duração do dia é a mais longa do ano. Analogamente, quando ocorre no inverno, significa que a duração da noite é a mais longa do ano.

No hemisfério norte o solstício de verão ocorre por volta do dia 21 de junho e o solstício de inverno por volta do dia 21 de dezembro. Estas datas marcam o início das respectivas estações do ano neste hemisfério. Já no hemisfério sul, o fenômeno é simétrico: o solstício de verão ocorre em dezembro e o solstício de inverno ocorre em junho. Os momentos exatos dos solstícios, que também marcam as mudanças de estação, são obtidos por cálculos de astronomia (consulte a tabela abaixo para os valores de alguns anos).

Devido à órbita elíptica da Terra, as datas nas quais ocorrem os solstícios não dividem o ano em um número igual de dias. Isto ocorre porque quando a Terra está mais próxima do Sol (periélio) viaja mais velozmente do que quando está mais longe (afélio).

Os trópicos de Câncer e Capricórnio são definidos em função dos solstícios. No solstício de verão no hemisfério sul, os raios solares incidem perpendicularmente à Terra na linha do Trópico de Capricórnio. No solstício de inverno, ocorre a mesma coisa no Trópico de Câncer.

sábado, 20 de junho de 2009

Homenagem a Cunha Rivara


Filólogo, jurista e historiador português, Joaquim Heliodoro da Cunha Rivara nasceu em 23 de Junho de 1809 em Arraiolos e morreu a 20 de Fevereiro de 1879 em Evora.
Formou-se em Medicina na Universidade de Coimbra. Começou por desenvolver as funções de primeiro-oficial da Administração Geral do distrito de Évora, passando depois a reger a disciplina de Filosofia no liceu local. Rivara assumiu ainda o cargo de bibliotecário da Biblioteca Pública Eborense, instituição que dirigiu com dedicação e competência, desenvolvendo uma acção de relevo.

Nomeado Secretário-Geral do Governo do Estado da Índia, Cunha Rivara desempenhou estas funções durante vinte e dois anos. Enquanto permaneceu no Oriente, prosseguiu de forma notável a sua actividade de investigador de temas históricos.
Homem interessado em filologia, publicou um Ensaio Histórico da Língua Concani e promoveu várias publicações dessa língua. Como contributo para história do pensamento português, publicou as Cartas de Luís António Verney e de António Pereira de Figueiredo aos Padres da Congregação do Oratório de Goa. No entanto, o mais valioso dos seus trabalhos foi a elaboração do Arquivo Português-Oriental (1857-76), onde transcreveu, por ordem cronológica, os documentos que encontrou no Oriente acerca do domínio português.

Deputado às Cortes na legislatura de 1853, comissário-régio para a circunscrição das Dioceses no Real Padronado do Oriente e Comissário dos Estudos da Índia, Cunha Rivara pertenceu à Academia das Ciências de Lisboa, ao Instituto Histórico e Geográfico do Brasil e à Real Sociedade Asiática, sendo também um dos fundadores do Instituto Vasco da Gama.

NOTA: O Grupo Ekvat estará neste dia, em Arraiolos,
para uma actuação/espectáculo em homenagem a Cunha Rivara.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Free Hugs - Abraços Grátis

No dia 19 de Junho vai acontecer um Free Hugs - Abraços Grátis, em Lisboa!

À semelhança do que já aconteceu noutros países e noutras cidades em Portugal (incluindo Lisboa), queremos relembrar quem passa os sorrisos e bem estar que um abraço expontaneo provoca.
Em plena hora de ponta, na cidade, esquecemos com facilidade que vivemos demasiado próximos para fingir uma distancia. Distancia em que nos afastamos cada vez mais uns dos outros e de nós mesmos. Basta um gesto de aproximação, uns braços abertos e um sorriso para o gelo e a distancia se quebrar.

O ponto de encontro vai ser no Largo do Camões, às 19h. O percurso vai ser: Largo do Camões, Chiado, descemos até ao Rossio e voltamos a subir ao Largo do Camões.

Quem quiser participar basta aparecer, de preferencia com uma folha a anunciar a sua intenção de abraçar de graça quem quiser ;)

Aparece e Abraça!
Aqui tens um pequeno video de como esta iniciativa começou, para te
inspirar a apareceres.
http://www.youtube.com/watch?v=vr3x_RRJdd4

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Festival do Silêncio

Para quem ama poesia, contos, literatura, boa música, começa hoje o Festival do Silêncio.

Se alguém quiser ir a algum evento, podiamos combinar. 18-27 Junho 2009
A silent kiss.

(http://www.101noites.com/download/Silencio_programa_press.pdf).

terça-feira, 16 de junho de 2009

Os frutos vermelhos

O poder do vermelho não é só para seduzir. Os frutos também falam...

As propriedades benéficas dos frutos silvestres são inúmeras. Para além de saborosos e coloridos, o que os torna apelativos, os frutos vermelhos enriquecem a dieta alimentar e proporcionam momentos de convívio.

As opções são várias: como aperitivos, nas saladas, como acompanhamento dos pratos principais, nos gelados, iogurtes ou por cima dos cereais, os frutos silvestres são nutritivos e saborosos. Numa altura em que a obesidade aumenta a olhos vistos, até as crianças estão mais gordas, nada como uma alimentação equilibrada rica em frutas e vegetais para evitar doenças como a diabetes ou o cancro.

Cada um tem o seu sabor intenso. Framboesas, mirtilos, amoras, groselhas, qualquer um deles faz bem à saúde. Segundo um estudo da OMS, Organização Mundial de Saúde, quem consumir uma grande quantidade de frutos e verduras tem menos probabilidade de contrair doenças do coração e alguns tipos de cancro.

Os frutos silvestres previnem a má digestão e ajudam a combater outros danos no organismo. Por exemplo, as framboesas são conhecidas por reduzirem o risco de cancro até 80%, os mirtilos ajudam a combater a depressão assim como as infecções urinárias, as groselhas ricas em vitamina C e potássio ajudam a baixar a tensão arterial.

Os frutos silvestres são fortificantes naturais. As groselhas ajudam a reforçar as defesas do organismo, na medida em que têm grande quantidade de vitamina C.

O refresco de groselha é muito saboroso, mas opte por fazer em casa esmagando os bagos e, de seguida adicione água. Passado algum tempo no frigorífico está pronto a ser bebido.

Os morangos eliminam o ácido úrico presente no organismo. Se existir em grande quantidade, esta substância causa as pedras nos rins. Coma morangos ao natural ou como preferir. Mas coma!

Resultados? Uma ótima fonte de vitamina C, B1, B2 e B6, magnésio e fósforo, cálcio, potássio, ferro, zinco, cobre, ácido fólico, o suficiente para se tornar num isotónico natural. Ideal para desportistas.

Comentários: Comi so frutas vermelhas: morangos, cerejas, ameixas de Sto Antonio

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Horóscopo

Horóscopo é o estudo do Sol, da Lua e dos planetas e como eles influenciam em nossa vida.
Desde os tempos antigos as pessoas vem tentando entender o padrão e os movimentos das estrelas, dos planetas e da lua.
Eles nos ajudam a medir a nossa hora e prever as estações do ano.

Os cometas e os meteoritos são úteis para nos lembrar de um determinado ano e muitas vezes são vistos como previsão para o futuro.
Em muitos países do mundo, as estrelas e os planetas são nomeados após o nome de uma Deusa ou de um Deus.
Por exemplo, o planeta Vénus foi nomeado por causa da Deusa do Amor.

Você já reparou que algumas vezes as estrelas formam desenhos no céu? Esse desenhos e modelos são chamados de constelação. A constelação é relatada aos 12(doze) signos do Zodíaco. A palavra "Zodíaco" é uma palavra grega e significa "ciclo de vida". Cada constelação tem um nome dependendo de sua forma no céu.

Signos

domingo, 14 de junho de 2009

Festa da Comunidade Goesa


Domingo, 14 de Junho 2009, Missa e Festa de Nossa Senhora de Perpetua Socorro, com a comunidade Goesa, na Igreja Paroquial de Linda-a-Velha.

sábado, 13 de junho de 2009

As lendas de Sto António


O SANTO CASAMENTEIRO
Conta-se que uma linda jovem, desesperançada de casar-se, sempre esperando por um noivo que nunca chegava, apegou-se com Santo Antonio, o santo casamenteiro. Comprou uma imagem do santo, levou para benzer, fez-lhe um altar em sua casa.Todos os dias prestava fervorosa devoção, dando-lhe um vintenzinho de promessa.Passaram-se semanas, meses, anos e... nada de casamento. O noivo tão sonhado não aparecera, nem corria voz de que algum mancebo, ou mesmo algum velhote teria por ela se interessado.Depois de muita lamentação com sua velha mãe sobre o poder "miraculoso" de Santo Antonio, agora posto em dúvida, pegou a imagem e no auge do desespero, atirou-o pela janela. Porém, na rua, embaixo de sua janela, estava passando um belo cavalheiro, que recebeu em sua cabeça a pequena imagem do santo. Pegou-a, intacta, vendo de onde tinha saído, resolveu bater à porta e fez a devolução para a bela e geniosa senhorita.Trocam-se os olhares, apaixonam-se e dentro de alguns dias, acontece o tão sonhado casamento.

Lenda do Manto de Santo António
Diz a lenda que, em Monchique, uma jovem pediu a Santo António para lhe arranjar casamento. Ela casou e, agradecida, cobriu a imagem do santo com um manto azul bordado a ouro.
A jovem não foi tão feliz como esperava. O marido tratava-a mal, apesar da sua gravidez. Assim, nasceu uma filha, que cresceu entre discussões azedas. Aos oito anos, a criança decidiu pedir a Santo António para pôr termo a tantas discussões. Em troca, prometeu-lhe que nunca lhe faltariam flores. Após algumas horas a rezar junto à imagem do santo, a menina sentiu alguém tocar-lhe no ombro. Um homem estranho pediu-lhe algo para comer e um sítio para descansar. A menina levou-o para sua casa, mas o pai resmungou pelo atrevimento da filha. Então, o visitante resolveu conversar com ele. Encantado com as palavras do visitante, o pai da criança sentiu que iniciava nesse instante uma vida nova e resolveu ajudar a mulher a preparar a refeição. Quando voltou à sala, o estranho homem tinha desaparecido e no seu lugar estava uma pequena imagem de Santo António, semelhante à que se encontrava no nicho da vila. A partir daquele dia, nunca mais faltaram flores a Santo António.

Lenda de Santo António
Quando Setúbal era ainda uma vila rodeada de muralhas, certa vez um soldado que estava de atalaia (sentinela) numa torre, deu o alerta que corsários vinham em perseguição dum iate que pretendia entrar na nossa barra, estabelecendo-se forte luta e tiros de bala entre eles.
Parece que no iate traziam uma imagem de Santo António, colocada na proa e que recebera uma bala de espingarda, que lhe penetrou pela frente. O iate era português e os corsários holandeses. Uma vez já em terra um devoto lembrou-se de alargar o orifício aberto pela bala, para a extraír e para que o sofrimento do santo fosse "menor".
Dizem que a imagem foi depositada na Igreja do Convento de S. Francisco desta cidade e que depois da extinção das ordens religiosas foi transferida para a Igreja da Nossa Senhora da Saúde, no Outeiro do mesmo nome e que segundo dizia o jornal "O Elmano", nº 136 de 03 de Julho de 1895, a imagem ainda ali se encontrava.
Existe ainda uma outra versão da lenda, muito igual a esta. A segunda versão havia passado no Alto do Viso, na Batalha que ali se deu e que algum devoto teria levado a imagem do Santo António para a batalha e que o Santo a dada altura sofreu um tiro no sitio da barriga, que o furou de lado a lado. Que a imagem que continuava a ser venerada na Capela da Senhora da Saúde, mostrando-se sempre com uma capa - a do hábito, para que lhe tapesse o buraco feito na batalha, pela bala.

O Nicho e a Lenda de Santo António
Era de madrugada. Um homem, lavrador, tocava os bois que puxavam um carro que transportava uma pipa de vinho. O caminho era mau, inclinado, de chão muito irregular e difícil. A certa altura o carro empinou e os mansos animais, apoiados apenas pelas patas traseiras, corriam o risco de morrer esganados. Aflito, sem nada poder fazer, o pobre homem, de imediato, lembra-se de Santo António e pede-lhe ajuda. Este, descendo calmamente a encosta, aproxima-se da iminente tragédia e, de vara na mão, dá sinal aos animais para retomarem a marcha, e o milagre acontece!
Segundo a lenda, o milagre ocorreu em meados do século XVIII. E foi em louvor de Santo António que alguém mandou erigir um nichinho no local do acontecimento, no sopé do Monte do Calvário, um caminho medieval que ligava o Porto a Braga.
Depois de muito correr a notícia sobre o milagre, mais ou menos a rondar o ano de 1770, uma capela em honra de Santo António foi construída pelo povo, no cimo do Monte do Calvário. Com o passar dos anos, este nome é esquecido e o local passou a chamar-se de “Monte de Santo António".

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Bandeira da Catalunya

Dada a vitória esmagadora de Barcelona na nossa mega votação, aqui fica a história da bandeira da Catalunha:
É baseada na bandeira da Coroa de Aragão, a Senyera (que significa Bandeira Real), que é das bandeiras mais antigas da Europa ainda em uso.
É representada por quatro riscas vermelhas sobre um fundo dourado que, de acordo com uma lenda do séc. XIV, estas riscas foram desenhadas sobre o escudo dourado de Wilfred I O cabeludo (?) Conde de Barcelona, pelo rei francês Charles II O Careca (?), com os dedos encharcados no sangue das feridas do Conde, como forma de agradecimento durante o cerco a Barcelona pelos mouros de Lleida, no séc IX. Também se crê que a bandeira deriva dos simbolos heráldicos do brasão do condado de Barcelona dos séculos XI e XII.
Outra versão é o condado ter seguido o exemplo do Reino de Aragão, que adoptou as cores do brasão do Vaticano, como demonstração pública e notória da submissão ao Papa (tantas histórias para uma bandeira tão simples).

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Monserrat


Literalmente, Montserrat significa "monte com algo de serra". É uma fascinante estrutura rochosa de grande beleza que prendeu os corações dos catalães. É um símbolo muito poderoso nesta zona de Espanha.

Monserrat situa-se a apenas 40 km da parte interior de Barcelona. A zona em volta é relativamente plana, tornando Monserrat visível a partir de muitos quilómetros de distância. Embora faça parte dos Pirinéus, esta formação geológica única destaca-se dramaticamente acima dos terrenos envolventes.

No topo desta fascinante estrutura há um mosteiro. Embora a maior parte tenha sido construída recentemente, parte do edifício remonta ao século XI.

Pode ir até lá acima de automóvel ou de teleférico. A viagem pode ser um pouco assustadora, e se não gosta das alturas... não olhe para baixo !

Próximo de Montserrat, há um grande número de caminhos, de diferentes extensões, para escolher. Há também um mosteiro para explorar.

Comentários: caminhos até ao alto dos montes...
Dali também existe uma saida para oum dos caminhos de Santiago de Compostela.
SAntuário é muito interessante, tem muitos pormenores...
Os montes, foi muito engracado. Estavamos no miradouro, os Pais da R. "olha, repara bem.. Dois elefantes com trombas e um macaco..." TEnho uma foto que comprova isso.. Que giro.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Igreja Sta Maria del Mar de Catalunha

Enterrado no pequenas ruas da Bari Gòtic, a Església de Santa Maria del Mar é um dos mais importantes edifícios do estilo gótico catalão. O austero exterior, a decoração é mantida para os dois principais portais.

O interior da igreja é bela, na sua austeridade e simplicidade. A planície cantaria da abside com as suas muitas janelas e colunas funciona como um farol contrastando com a escuridão da nave. Tal como o Església de Betlem, seu interior foi eviscerado durante a Guerra Civil espanhola, mas a remoção das barracas e telas só aumenta no interior da beleza e simplicidade.

O Pai da R. contou-me que a igreja foi erguida pelos pescadores. Que todos os dias iam para a pesca e para a venda do peixe que apanhavam. De 15 em 15 dias, iam ao MonteJuic trazer pedras ás costas. As mulheres ficavam no caminho para fornecer comidas e bebidas. Pouco a pouco, a igreja, no centro, entre os prédios...

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Cerdanyola del Vallès

Cerdanyola del Vallès (Cerdañola ou Sardañola em espanhol) é um município na comarca do Vallès Occidental na Catalunha, Espanha. Situa-se no no lado norte da Collserola ridge. A cidade é servida pela A-7 e C-58 autopistes, a estrada N-150 e da RENFE linhas ferroviárias Commuter R4, R7 e linha ferroviária regional Ca4. É bem conhecido como o local do principal campus da Universitat Autònoma de Barcelona (em Bellaterra).

Tal como convém a um município que tem aumentado a sua população mais de cinqüenta vezes no último século, a maioria dos edifícios são modernos. A paróquia está em uma modernista estilo, enquanto o Marcel Sant castelo foi reconstruído em um neogothic estilo. Os jardins botânicos de El Pedregar (também em Bellaterra) têm uma notável coleção de esculturas. Ibérico restos foram encontrados em El Turó de Ca n'Oliver.

Cerdanyola fazia parte do Império Romano 2000 anos atrás, e existem várias permanece desde a época romana, incluindo um aqueduto, um anfiteatro e uma rota comercial para Barcelona.


[ edit ] Demography [Editar] Demografia
1900 1900 1930 1930 1950 1950 1970 1970 1986 1986 2000 2000
928 928 3026 3026 4007 4007 19,945 19.945 53,537 53.537 52,778 52.778

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Envelhecimento Precoce

O síndroma de Hutchinson-Gilford ou progerie foi diagnosticado pela primeira vez em 1886 pelos médicos Dr. Hutchinson e Dr. Gilford. Trata-se de uma doença que provoca o envelhecimento rápido e precoce nos seres humanos. Desde que nasce até atingir cerca de 1 ano de idade qualquer criança desenvolve-se como um ser humano normal. A partir dos 11, 12 ou 13 meses de idade a doença começa a manifestar-se. Embora podendo ser inicialmente confundida com os síndromas de Cockayne (envelhecimento prematuro de crianças) ou o de Werner (que só se manifesta a partir da idade de 13 anos), o progerie para além do envelhecimento precoce, os indivíduos permanecem com estatura pequena, crânios desmesuradamente grandes e calvície em ambos sexos.

No síndroma H-G, o indivíduo pode atingir a idade máxima de 16 anos, embora haja raríssimos casos em que chegam aos 40.

Esta doença, apesar de pouco conhecida e de difícil diagnóstico, pensa-se que é provocada por uma mutação genética que ocorre espontaneamente ou no espermatozóide ou no óvulo, no momento da fecundação. Trata-se de uma doença rara que atinge 1 em cada 4 milhões de indivíduos. Estes, indivíduos afectados, após terem atingido a idade entre 13 e os 16 anos morrem pelo seu envelhecimento precoce além de outras complicações orgânicas caracterizadas pelo "envelhecimento" das artérias e problemas cardíacos. Porém a pouca longevidade não afecta a sua capacidade intelectual que pode atingir em alguns casos um QI de 175.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Noddy



Abram Alas para o Noddy é uma série de desenhos animados. É baseada em personagens criadas pela escritora Enid Blyton.

Em cada episódio Noddy enfrenta as situações com que as crianças da sua idade têm de lidar, tais como fazer amigos, entender o mundo que o rodeia ou tentar emendar os erros que cometeu, experimentando uma série de sentimentos.

Abram Alas para o Noddy é transmitido em mais de 100 países.
A série foi premiada com um Emmy.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Estranho caso do avião desaparecido...

Um avião Airbus 330-200 da Air France que voava do Rio de Janeiro para Paris desapareceu nesta segunda-feira, 1 de Junho, dos radares quando sobrevoava a costa do Brasil a cerca de 704 quilômetros de Fernando de Noronha e a 1 296 quilômetros de Recife, durante a travessia do Oceano Atlântico.
De acordo com a companhia aérea, havia 228 pessoas, 12 delas tripulantes - três técnicos e nove comissários - a bordo do voo AF 447. Segundo a Air France, estavam a bordo 80 brasileiros, 73 franceses e mais de 20 alemães. De acordo com a chancelaria italiana, havia ao menos 10 italianos na aeronave. Dos 216 passageiros, 126 eram homens, 82 mulheres, sete crianças e um bebé.

Leia a nota, na íntegra:
"O Comando da Aeronáutica informa que iniciou as buscas para localizar o vôo 447 da AIRFRANCE, que desapareceu quando voava do Rio de Janeiro para Paris, com estimativa de aterragem às 06h10 (horário de Brasília).
A aeronave da AIRFRANCE decolou do Aeroporto do Galeão às 19h30 (horário de Brasília). Às 22h33 (horário de Brasília) o vôo AFR 447 realizou o último contacto via rádio com o Centro de Controle de Área Atlântico (CINDACTA III) na posição INTOL (565 quilômetros de Natal RN), informando que ingressaria no espaço aéreo de DAKAR - Senegal (posição TASIL – 1.228 quilômetros de Natal RN), às 23h20 (horário de Brasília). Às 22h48 (horário de Brasília), quando a aeronave saiu da cobertura radar do CINDACTA III, de Fernando de Noronha, as informações indicavam que a aeronave voava normalmente a 35.000 pés (11 quilômetros) de altitude e a uma velocidade de 840 quilômetros por hora.
No horário estimado para a posição TASIL (23h20), a aeronave da AIRFRANCE não efectuou o contacto via rádio previsto com o CINDACTA III, o que foi informado ao Controle DAKAR.
A Companhia AIRFRANCE informou ao CINDACTA III, às 08h30 (horário de Brasília), que a aproximadamente 100 quilômetros da posição TASIL, o vôo AFR 447 enviou uma mensagem para a companhia informando problemas técnicos na aeronave (perda de pressurização e falha no sistema elétrico).
Às 02h30 (horário de Brasília), o SALVAERO Recife acionou os meios de busca da Força Aérea Brasileira – FAB, com 01 aeronave C-130 Hércules, 01 P-95 Bandeirante de patrulha marítima e o Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (PARASAR).

Brigadeiro-do-Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica"

Segundo alguns documentários na Revista Visão, haviam casais que iam ou que voltavam de lua-de-mel. Havia um casal com dois filhos, em que ela (sueca) tinha medo de aviões, tinha por costume irem em aviões separados, mae e filho num, pai e outro filho noutro, para o caso de acontecer alguma coisa, os filhos não ficam orfãos.

Comentários:
Desde o inicio, e já comentei com várias pessoas. Este caso é muito estranho... Segundo as informações que vamos recebendo da comunicação social:
Como é que só dão conta do avião ter desaparecido, qd na hora da chegada a Paris, ele não aparece.
Ou segundo algumas noticias, só deram o alerta de crise, passado 6 horas depois do ultimo contacto.
Porquê que em alguns aviões, nomeadamente alguns aviões portugueses a caminho de Portugal, desviaram da rota da tempestade e este não desviou??
Este avião passava pelo radar do brasil, depois passava por uma zona desconhecida, sem radares, depois apanhava o radar de senegal, de lisboa e no final de Paris. Porquê que quando não passou pelo o radar do senegal, não deram logo o alerta??
Dizem que a caixa negra deste avião enviou depois do ultimo contacto, em 5 segundos 24 mensagens de erros técnicos... Juntando ao comentário anterior, era outro motivo para dar um alerta.
Imaginemos que o avião tinha perdido o controle, o contacto, mas que tivesse aplanado no mar, como aconteceu com o avião nos EUA... Se tivessem dado o alerta de emergência, poderia sido resgatado algumas pessoas. Isto é um exemplo de uma situação.
Mas pela situação dos destroços, poderá dar a ideia, de que o avião despenhou a pique, indo até ao fundo do mar... Outra situação que me passa pela cabeça. Imagina se o avião que tem aquela cablagem toda, aguentasse inteiro no fundo do mar, até estourar pela pressão do mar, poderia ser um dos motivos, para os corpos e destroços viram á tona no segundo dia.

De dia 1 a 23, em 228 pessoas, só apareceram 50. E ainda não descobriram as caixas negras... Também para mim, é outra coisa estranha.. sendo um objecto que está minimamente indicado, preparado para ser recuperado em qualquer situação, está a ser dificil de ser encontrado? Sei que o fundo do oceano, ainda é um mistério para a humanidade, mas de um objecto que emite sons, que tem um tamanho razoavelmente grande para ser encontrado...
Nem podemos imaginar o sofrimento das pessoas que iam dentro do avião, seja em que situação. Nem imagino a dor e a tristeza dos familiares por um caso de desaparecimento de um avião que até hoje permanece em mistério...
Talvez haja algo estranho não revelado, talvez um atentado, talvez um misterio, só saberemos quando descobrirem as caixas negras. Talvez...

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Feliz Dia da Criança!!!!

Relembra a criança que há em ti...
deixa-te guiar
pela enorme capacidade
que elas têm de sonhar, brincar, imaginar.
Pinta e oferece uma flor...
Procura uma criança para brincares com ela.
Sê livre, sê feliz.

Enviada por: O.D.

Para ti, também. Minha linda criancinha!
Basta olhar para dentro de nós...
E sermos o que somos...
A criança que existem em nós...
Todos os dias da nossa vida.

As crianças aprendem a somar, a subtrair, a multiplicar,
a dividir da maneira natural das coisas sem máquinas de calcular,
para podermos ter o raciocínio e a lógica aplicada à vida.
Tal como os pais não podem proteger os filhos toda a vida.
Existem situações que por vezes estão fora do controle deles.
O sofrimento e as experiências são aspectos interiores, pessoais.
Crescimento, a multiplicação, a divisão faz parte da vida.
A lei da sobrevivência é algo que termos como defesa.
Autoria: Larita