Meus outros blogs:

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

A caverna

No interior de uma floresta romena, um grupo de cientistas se depara com as ruínas de uma abadia do século 13. Durante a inspeção, eles fazem uma descoberta surpreendente – a abadia foi construída sobre a entrada de uma gigantesca caverna subterrânea. Biólogos locais acreditam que a caverna possa ser a moradia de um eco-sistema não descoberto, e por isso contratam um grupo de exploradores americanos para ajudá-los a investigar essas profundezas.
Jack (Cole Hauser) e seu irmão Tyler (Eddie Cibrian) são exploradores profissionais que dirigem uma equipe que conta com os melhoresmergulhadores do mundo. Eles chegam na Romênia com equipamentos de último tipo, incluindo um novo tanque de escuba que permite ao mergulhador ficar submerso por até 24 horas. A equipe, que também inclui Charlie (Piper Perabo) e Buchanan (Morris Chestnut), começa imediatamente a exploração. Entretanto, o que eles encontram no interior das cavernas não é apenas um novo eco sistema, mas uma espécie inteiramente nova.

sábado, 27 de dezembro de 2014

Carneiro com Peixe (Sid e Caramela)

Áries com Peixes

A vulnerabilidade aquática pisciana estimula o forte instinto protetor ariano. E o espírito pioneiro ariano estimula o lado mais compassivo e devotado de Peixes. Ambos são românticos e ambos apreciam a importância da intuição e do lado não-racional da vida.
Áries quer uma causa para vencer, e a suavidade de Peixes poderá fornecê-la. Peixes precisa de alguém heróico para adorar, e a coragem de Áries pode fornecê-la. A tendência pisciana a retrair-se ao seu mundo interior é gentilmente equilibrada pela energia ariana e por seu enfoque ativo sobre o mundo externo.
Essa combinação pode funcionar fantasticamente porque cada um tem o que o outro precisa. O ariano precisa do reconhecimento da fragilidade humana de Peixes para evitar a impaciência e a falta de sensibilidade. A pisciana precisa da coragem e da confiança de Áries para evitar que sinta que é uma vítima pela vida.
Contanto que ambos possam evitar agir como "trator insensível contra o mártir vulnerável", juntos, vocês terão a capacidade de realçar o potencial criativo e reforçar seu dom para manter os sentimentos românticos vivos indefinidamente.

Você é de Áries

Você precisa ter um propósito, uma missão, uma batalha na qual possa trucidar o inimigo. Ao menor sinal de desafio, surge aquela velha armadura bem guardada para o caso de uma emergência. Convicção apaixonada, coragem, bravura, visão, um toque de fanatismo - essas características pertencem à alma ariana. Você não se sente bem, a menos que exista um espaço para vencer. Se no mundo realmente surgir uma sociedade utópica, todos os arianos estarão em maus lençóis, porque vivem e respiram o ar das grandes batalhas.
Áries é um signo de fogo e todos os signos de fogo tendem a mitificar a vida e a eles mesmos. Isso soa um pouco veloz, furioso ou teatral para o dia-a-dia? Bom, você não acredita em "viver sua vidinha" mesmo. Realmente, existem alguns arianos, que vagam por aí, que perderam seu espírito lutador. Isso geralmente acontece quando algumas experiências passadas os assustaram. Todo ariano tem que aprender a lidar com o protesto dos outros. Ceder? Eu? Desistir da busca? Nunca. Abandonar a nova idéia, o novo projeto só porque alguém não gosta? Não me venha com bobagens.
Não é que você não seja sofisticado. Algumas das pessoas mais polidas e intelectualmente afiadas nascem sob o signo de Áries. Mas, lá no fundo de sua alma, a grande saga romântica medieval não terminou. Para o ariano, o amor envolve cavaleiros em cruzadas e princesas salvas de dragões. E cavaleiros em armaduras reluzentes não amam com maldade, ou com a metade de seus corações. Às vezes, no entanto, amam mais o brilhante ideal que a pessoa em si.
Para você, mais da metade da alegria do amor é a conquista. Pode-se dizer que, para muitos arianos, o amor é a própria conquista, ao invés daquela parte onde se "vive feliz para sempre". Uma vez que o troféu está pendurado na parede, ele começa a parecer pouco excitante. Alguns arianos seguem esse padrão por toda a vida, em seus relacionamentos e em seus trabalhos. Aquilo que não podem ter lhes é desvairadamente desejável.
É claro que você é capaz de ser leal e de manter a constância em um relacionamento. No entanto, você se torna um pouco inquieto se ele nunca fornece um mistério, um desafio ou um conflito. E, apesar de insistir em sua atitude de estar certa e pronto, é muito mais provável que você fique com uma parceira que não possa ser dominada.
Você geralmente se comporta de forma honrada com seus amigos e inimigos. É capaz de ser generoso e leal e raramente se rebaixa a insignificâncias. Você pode se colocar em posição diametralmente oposta aos outros, pois é capaz de ser rude e impulsivo e, ocasionalmente, incrivelmente insensível. Se realmente estiver demonstrando seu lado mais fogoso, também poderá causar inveja, pois você se expande para além da vida em si.
Você sabe ser extremamente impaciente e, ao ser enganado, perde totalmente a graça. Realmente, você não sabe encarar derrotas, a menos que seja por uma causa nobre. Os aspectos mais prosaicos do amor não lhe são muito inspiradores e, quando as coisas começam a cair na rotina, você começa a bocejar. Você é capaz de pensamentos profundos e de uma quantidade considerável de afeto, mas, sem perda de tempo, pode se lançar em novas cruzadas.
Se não conseguir encontrar uma crise, você inventará uma. E também é capaz de ser malandro, incitando pessoas convencidas e situações acomodadas, até que a coisa exploda em uma conflagração. Naturalmente, você se retirará antes, para nunca se queimar - quase nunca. É claro que precisa de uma parceira estável e sensível, mas precisa ainda mais de uma que tenha vida e interesses independentes dos seus. Em outras palavras, uma parceira que se recuse a ser ignorada. Mistérios e desafios manterão sua chama sempre acesa.

A parceira pisciana

Como são verdadeiras românticas, as piscianas geralmente estão apaixonadas - um ser humano, ou por um sonho, uma visão criativa, uma causa, ou até por Deus. Está na natureza pisciana doar. Para elas é impossível pensar em viver uma vida a sós, ao menos que seja o tipo de solidão que o viajante espiritual solitário escolhe em troca de algum tipo de união.
Há sensibilidade, suavidade e empatia em abundância na pisciana, embora algumas delas temam sua própria necessidade e tenham uma aparência fria. A maioria dos peixes coloca os outros em primeiro lugar e oferece seu carinho e afeição generosamente. Algumas delas comportam-se como prima donnas e exigem atenção constante em cenas dramáticas, ou passam por vítimas profissionais para que todos simpatizem com seus problemas. Independente de suas ações externas, as piscianas sentem as coisas profundamente.
Quando amam, as piscianas estão com você 100%, mas não necessariamente amanhã ou ano que vem. Promessas de fidelidade e garantias de constância no amor não fazem parte da natureza pisciana. No entanto, o amor está lá hoje, agora, nesse momento, e há uma abundância dele. E, se você contar vários momentos, um após o outro, poderá descobrir que foi por uma vida inteira. Piscianas sentem empatia por quase todo mundo, e tão rápido, que seus motivos são muitas vezes mal interpretados. Eles não estão realmente "se jogando", estão ouvindo com simpatia. Não é possível possuir piscianas. Sua resposta flui com tanta facilidade aos outros que é melhor você se acostumar.
Essa não é uma parceira que se sente atraída por um só homem. Ela tampouco fica interessada em todo o mundo. Sua moral também é sua; descubra como são antes, para não se surpreender depois. Mas o curioso desapego pisciano fica evidente quando ela tem problemas. Quando a parceira pisciana diz que uma simples "paquera" não foi nada, ela não foi nada e será melhor que ela não signifique nada para você, tampouco. Se você é do tipo possessivo, procure um outro signo.
Piscianas podem ser tecnicamente fiéis, mas sua imaginação não o é, e nunca será. Apesar disso, a parceira pisciana é capaz de uma profundidade de compreensão e de comunhão inigualável em qualquer outro signo. O pisciana tem como característica a impossibilidade de sua essência ser possuída, independente de quanto você a conhece. Alguma parte dela pertencerá ao cosmos e não a você. A parceira pisciana poderá revelar quarenta e cinco dos sessenta e oito seres que ela descobriu dentro de si naquela semana. Contente-se com isso. Haverá sonhos e visões sobre os quais você nem ouvirá falar.
Fique perguntando a uma pisciana o que ela está pensando quando ela ficar com aquele olhar vago e sonhador e você a deixará louca e nunca obterá as respostas satisfatórias. A verdade é que ela provavelmente não sabe; ela só "viajou" um pouco e agora está de volta de novo. Muitas das formas de comunicação das piscianas são não-verbais. Tente forçá- la a declarações ou explicações rígidas e isso será como segurar um monte de água - irá escorrer entre seus dedos e irá embora.
"Evasivo" é um adjetivo freqüentemente usado para descrever Peixes, assim como "enganoso". Mas isso não inclui uma desonestidade calculada nem segredos deliberados. Quando você está diante de trinta coisas diferentes, como consegue explicar uma só? Como articular sentimentos que mudam mais rápido do que o tempo que leva para se dizer "camaleão"? Peixes podem ser parceiras evasivas. Aceite os sentimentos como vêm e deixe-os ir embora quando forem.
Muitas pessoas ficam magoadas com suas piscianas, não porque o signo seja insensível ou incapaz de devoção, mas porque esperam ouvir delas coisas como: "eu te amarei para sempre!" e isso não faz sentido para uma pisciana. No entanto, se você conhecer o mundo o suficiente, e aceitar as oscilações do amor, ao invés de exigir estabilidade, nadar no mar morno das afetos piscianas poderá ser o relacionamento mais curativo e transformador que você terá em toda sua vida. Lembre-se de nunca passar por cima daqueles sonhos do outro mundo e de suas visões intuitivas, ou de nunca pensar que compreendeu completamente a natureza complexa de Peixes, pois quando você acabar de fazer isso, ela mudará.
Se você não gosta de mudanças, escolha um outro signo. Se você gosta de regiões inexploradas, montanhas a serem escaladas, futuros tantalizantes e enevoados e castelos mágicos com tesouros inexplorados, então siga os Peixes pelas correntes oceânicas. Só não pense que você está com uma só pessoa. Você tem milhares em uma só. Que maneira melhor para se aprender a viver?

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Salada de beterraba com queijo feta, laranja e romã

Ingredientes:
2 laranjas
bagos de 1/2 romã
8 tomate cereja
1 beterraba média assada cortada
1 dente de alho picado
1 colher de sopa de coentros frescos picados
2 colheres de sopa de nozes picadas grosseiramente
70g de queijo feta cortado em cubos
40g de rúcula ou mistura de folhas verdes
0,5 dl de azeite 
sal & pimenta preta de moinho q.b.



1. Num recipiente colocar o alho picado e a beterraba. Mexer.

2. Descascar a laranja e cortar os supremos (os gomos limpos de peles). Reservar.

3. Numa taça ou em dois pratos colocar, a rúcula, a beterraba, os supremos de laranja, o tomate cereja cortado ao meio, o queijo feta, os coentros picados, os bagos de romã e as nozes. Temperar com sal e pimenta a gosto. Regar com azeite, mexer e servir.


Para assar a beterraba embrulhei-a em papel de alumínio. Coloquei o embrulho no forno pré-aquecido a 180ºC e deixei assar durante 40 minutos. Quem preferir, poderá usar beterraba cozida.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Find Your Way To Oz

https://www.youtube.com/watch?v=VSyai9suXWc#action=share

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Sete quase segredos de Olívia Palito



Olívia Palito, 
a magrelinha espevitada, manhosa, sempre enrascada com o famoso Brutus, pedindo socorro, berrando a plenos pulmões – Popeye!!!, mantém sete quase segredos. Quem, nascido na década de 60, 70 e (até) 80, não se lembra daquela moçinha sendo salva por seu amado marinheiro, saindo quase sempre carregada no colo, cada episódio mais apaixonada?




Ouçam a voz de Olívia,
na dublagem de Lina Rossana


Olívia Palito
nasceu em 1919, pelas mãos de Elzie Crisler Segar (foto). E este é seuprimeiro quase segredo. Por incrível que pareça, Olívia nasceu dez anos antes de seu grande amor Popeye. Era uma mulher à frente de seu tempo. Imaginem, no início do século e a moça se apaixona por um marinheiro dez anos mais novo! Por isto ela não fala do assunto.



Olive Oyl.
Este é seu segundo quase segredo. Olive Oyl é, na verdade, Azeite de Oliva. Não, não pensem que é um erro, é isso mesmo. Olívia Palito é Azeite de Oliva!
- Sentiram porque ela mantém um quase segredo disto?! -

O terceiro quase segredo 
são os outros nomes de sua pitoresca família. Sua mãe era Nana Palito, ou Nana Oyl, mais exatamente, Óleo de Banana. Seu pai, Cole Palito, ou Cole Oyl. Seu irmão, Castor Palito, Castor Oyl, ou, se preferirem, Óleo de Rícino. E, nos desenhos de TV, havia uma sobrinha (não sei bem de onde ela saiu), Deezil Palito, Deezil Oyl, ou Óleo Diesel. Entenderam o terceiro segredo?




Mas é na vida amorosa de Olívia
é que estão a maior quantidade de quase segredos:





  • quarto quase segredo – Popeye (também criado pelas mãos de Elzie Segar), em 1929, era um marinheiro caolho (pop=estouro + eye=olho), que acabou recuperando a visão, mas adquirindo o tique nervoso de piscar um e outro olho constantemente;
  • quinto quase segredo – Popeye não foi seu único namorado, ela antes namorou Ham Gravy, mas acabou deixando-o pelo marinheiro caolho dez anos mais novo. (hehe, sabidinha a moçoila!);

  • sexto quase segredo – ela se casou duas vezes com Popeye, em 1983 e em 1999, mas não foram para frente e eles continuaram a ser namorados;

  • sétimo quase segredo: ela mantém, mesmo que muito disfarçadamente, um triângulo amoroso com Popeye e Brutus. Com o passar dos anos, Olívia ficou mais irritadiça, gritava mais e se tornou menos tolerante com Popeye. Qualquer demonstração de fraqueza do marinheiro, lá ia ela dar uma escapulida com Brutus. Mas, ao final, voltava chameguenta, a chamar arrastado: Po-pey-e!!!

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

sábado, 13 de dezembro de 2014

Para o Natal...

Para todos amigos e amigas, votos de
Nesta Natal cheio de Amor. 
Votos Larita-Caramela

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

A felicidade


Dois homens, ambos gravemente doentes, estavam no mesmo quarto de hospital. Um deles podia sentar-se na sua cama durante uma hora, todas as  tardes, para que os fluidos circulassem nos seus pulmões.

A sua cama estava junto da única janela do quarto.

O outro homem tinha de ficar sempre deitado de costas.

Os homens conversavam horas a fio. Falavam das suas mulheres, famílias, das suas casas, dos seus empregos, dos seus aeromodelos, onde tinham passado as férias...

E todas as tardes, quando o homem da cama perto da janela se sentava,passava o tempo a descrever ao seu companheiro de quarto todas as coisas que conseguia ver do lado de fora da janela.

O homem da cama do lado começou a viver à espera desses períodos de uma hora, em que o seu mundo era alargado e animado por toda a actividade e cor do mundo do lado de fora da janela.

A janela dava para um parque com um lindo lago. Patos e cisnes, chapinhavam na água enquanto as crianças brincavam com os seus barquinhos. Jovens namorados caminhavam de braços dados por
entre as flores de todas as cores do arco-íris. Árvores velhas e enormes acariciavam a paisagem e uma tênue vista da silhueta da cidade podia ser vislumbrada no horizonte.

Enquanto o homem da cama perto da janela descrevia isto tudo com extraordinário pormenor, o homem no outro lado do quarto fechava os seus olhos e imaginava as pitorescas cenas.

Um dia, o homem perto da janela descreveu um desfile que ia apassar:
Embora o outro homem não conseguisse ouvir a banda, conseguia vê-la e ouvi-la na sua mente, enquanto o outro senhor a retratava através de palavras bastante descritivas.

Dias e semanas passaram. Uma manhã,a enfermeira chegou ao quarto trazendo água para os seus banhos, e encontrou o corpo sem vida, o homem perto da janela, que tinha falecido calmamente enquanto dormia.

Ela ficou muito triste e chamou os funcionários do hospital para que levassem o corpo.

Logo que lhe pareceu apropriado, o outro homem perguntou se podia ser colocado na cama perto da janela. A enfermeira disse logo que sim e fez a troca.

Depois de se certificar de que o homem estava bem instalado, a enfermeira  deixou o quarto.

Lentamente, e cheio de dores, o homem ergueu-se, apoiado no cotovelo, para contemplar o mundo lá fora. Fez um grande esforço e lentamente olhou para o lado de fora da janela que dava, afinal, para uma parede de tijolo!

O homem perguntou à enfermeira o que teria feito com que o seu falecido companheiro de quarto lhe tivesse descrito coisas tão maravilhosas do lado de fora da janela.

A enfermeira respondeu que o homem era cego e nem sequer conseguia ver a parede. Talvez quisesse apenas dar-lhe coragem...

Moral da História:

Há uma felicidade tremenda em fazer os outros felizes, apesar dos nossos próprios problemas.

A dor partilhada é metade da tristeza, mas a felicidade, quando partilhada, é dobrada.

Se te queres sentir rico, conta todas as coisas que tens que o dinheiro não pode comprar.

" O dia de hoje é uma dádiva, por isso é que o chamam de presente."

A origem desta carta é desconhecida, mas ela traz "sorte" a todos os que a passam.

Não fiques com esta carta. Simplesmente, manda a amigos a quem desejas bem!!!!!
 

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Arte da guerra

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

domingo, 7 de dezembro de 2014

sábado, 6 de dezembro de 2014

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Loucura


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014