Meus outros blogs:

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Feitiço de bruxa

Olhos de sapo e patas de rã, que tenha sorte todas as manhãs!
Asas de morcego e baba de lombriga que esteja sempre de bem com a vida.
Patas de hipopótamo e couro de dragão que nada magoe o meu coração.
Unhas de gato e penas de galinha, que estejas sempre bem com a minha vizinha.
Bruxinha, que cada ano, eu esteja mais bonita, mais sexual, mais jovem e elegante.
Sapinho verde que nunca acabe o meu perfume de sedução e romance.
Corvo, que haja abundância de dinheiro que nunca me falte uma vida digna.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

domingo, 28 de outubro de 2012

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Manhã alegre...


Aceito a chuva logo vejo o arco-iris.
Foi uma manhã magnifica.
Ver as cores vivas.
Ver um arco-iris de 180ºC
Com o fundo, o palacio de penas de Sintra
E nuvens acinzentadas de água

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Também fiquei colada a televisão a ouvir...

EMPRESÁRIO SEM PAPAS NA LÍNGUA NO PROGRAMA "PRÓS E CONTRAS".
Nem a jornalista, nem os convidados piaram quando ele estava a falar.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

James Bond

James Bond, também conhecido pelo código 007, é um agente secreto fictício do serviço de espionagem britânico MI-6, criado pelo escritor Ian Fleming em 1953.




O personagem foi apresentado ao público em livros de bolso na década de 1950, com a novela Casino Royale, tornando-se um sucesso de venda e popularidade entre os britânicos e, logo a seguir, entre os países de língua inglesa. Na década seguinte, os livros viraram uma grande franquia no cinema, a mais duradora e bem sucedida financeiramente, com um total de vinte dois filmes oficiais, começando com O Satânico Dr. No, em 1962.

Ian Fleming tirou o nome 'James Bond' do autor de um livro predileto de sua esposa sobre ornitologia, Birds of the West Indies e escreveu doze livros e dois contos sobre ele, antes de morrer, em 1964.[3] Após sua morte, outros livros subsequentes foram escritos por Kingsley Amis e Raymond Benson, entre outros.

O personagem já foi tema de um seriado de televisão nos Estados Unidos antes de chegar aos cinemas, e de dois filmes independentes, à parte dos feitos pela produtora oficial EON Productions, detentora dos direitos para as telas das histórias do espião, desde o acordo feito por Harry Saltzman e Albert Broccoli - produtores originais da série - com Fleming, no início da década de 60. Hoje a produtora é dirigida pela filha e pelo enteado de Broccoli. Bond também apareceu em quadrinhos, videojogos, e se tornou alvo de muitas paródias.




Hoje, todos os filmes juntos arrecadaram mais de 12 bilhões de dólares, tornando-a a série mais lucrativa de todos os tempos.

Em suas aventuras originais completas, entre elas Casino Royale, Dr. No, Goldfinger e Octopussy, Bond é descrito como um homem alto, moreno, de olhar penetrante, viril, porte atlético e sedutor, com idade estimada entre 33 e 40 anos, apreciador de vodka-martini (Batido. Não mexido) exímio atirador com licença 00 para matar (sétimo agente desta categoria especial, daí seu código 007) e perito em artes marciais, que combatia o mal pelo mundo (muitas vezes representado pela URSS naqueles tempos de Guerra Fria), a serviço do governo de Sua Majestade, com charme, elegância e cercado de belas mulheres, sempre se apresentando com a famosa frase "Meu nome é Bond, James Bond".
Seu nome não é James Bond!






sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Fadista Goesa

Sonia Shirsat no Forum Lisboa, para uma nova mistura de música: Fado e Ragg.
Sonia Shirsat cantou e encntou com fados de Portugal e mandés de Goa.

http://agal-gz.org/blogues/index.php/fado/2012/12/02/sonia-shirsat-fadista-indiana-ii

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

É Proibido

É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,

Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos

Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,

Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,

Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,

Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,

Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,

Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,

Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.

Autoria: Pablo Neruda




sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Barcelona

J e I,
Gostei muito do vosso casamento, estava lindos e
tudo estava muito bonito e alegre.
Obrigada pelo o convite.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Xuxu em Setembro

01- Bom dia, setembrada!
01- Bom dia, mostarda com anis
02 -Bom dia, estio silvestre que nos anima a alma na esperança da luz que o sol que nos aquece
03 -Bom dia, galo de Barcelos
04 -Bom dia, grelo estereofonico
05 -Bom dia, zuzu do Minho
06 good morning, hot summer 12
07 - -Bom dia, gata da calheta
08 -Bom dia, truta cosmica
09 -Bom dia, trianon
10 -Bom dia, cigarra contestaria
11 -Bom dia, aurora da liberdade da mudança, da transformação, da decisão certa,  da dignidade da vida humana, da não conivência, da consciência, da paz e da tranquilidade, da verdade e do bem e da justiça! Xika!
12 -Bom dia, xuxu
13-bom dia, ternura.
13- Bons dias, animas meu coração todos os dias
13- Xika!!
13- XuXu!
13- Vai se indo. Triste por não ter trabalho e por ter de sair do terraço. A minha prima esta cá para vender a casa.  Estou em fase de fim de ciclo de vida parta abrir outro novo que espero seja favorável porque estamos numa fase difícil
13- Vai tudo correr bem. Fecha-se uma porta, abre-se uma janela. Luta com sorriso e confia. Bj grande e forte
13- Obrigado! Es uma fofinha! Xika!
13- Hoje no Cinebolso, Lolitas em sequestre Anal
14--Bom dia, Cinebolso
15-Bom dia, manif
16-Bom dia, manifestante
17 -Bom dia, milho para cuscus
18 -Bom dia, esperança
19- -Bom dia, coração que não perde a confiança, a esperança n amor.
19- Boa, xuxu
20 -Bom dia, amenona da serra
21- -Bom dia,  celeste criatura
21-Bom dia, Pipi das ligas Roxas
22 -Bom dia, periquita de Angola! xika!
23 -Bom dia, galinha do mar
24-Bom dia, foca azorica
25 -Bom dia, Nadine
26 -Bom dia, bubu
27 -Bom dia, cucurucucu
28-Bom dia, palangana
29-Bom dia fava rica
30 -Bom dia, domingo promaveril e estival

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Snoopy

Snoopy é um cão de raça Beagle, personagem da história em quadrinhos "Peanuts", criado por Charles Schulz.



Personagem:
Snoopy aparece pela primeira vez em 2 de Outubro de 1950. Schulz originalmente ia chamar o cão de "Sniffy", até que descobriu que esse nome já era usado noutra banda desenhada (tirinha). Snoopy foi durante dois anos uma figura silenciosa, agindo como um cão real (caminhava sobre as quatro patas), mas, em 19 de Outubro de 1952, ele verbalizou os seus pensamentos aos leitores pela primeira vez através de balões; Snoopy tinha também a capacidade de entender tudo o que as restantes personagens dos Peanuts, com quem interagia, diziam. Schulz, após esta data, passou a incluir essas características na sua banda desenhada.

Snoopy é um cão extrovertido com complexo de Walter Mitty, com muitas virtudes. A maior parte delas não são reais, mas sonhos que fazem parte do seu mundo de fantasia, que aparecem quando Snoopy dorme no telhado da sua casota.
Muitos dos momentos memoráveis dos "Peanuts" ocorreram durante esses sonhos nos quais ele era um escritor: o seu eterno abrir da mala onde está a máquina de escrever. "Estava uma escura e tempestuosa noite..." foi tirado de uma história de Edward George Bulwer-Lytton escrita em 1830 chamada Paul Clifford. O contraste entre a existência de Snoopy no mundo dos sonhos e de Charlie Brown no mundo real é o centro do humor e da filosofia de Peanuts (ver ex: Título de um livro: "A vida é um sonho, Charlie Brown").

Schulz, numa entrevista em 1997, disse o seguinte acerca do carácter do Snoopy: "ele tem que sair do seu mundo de fantasia para sobreviver. Por outro lado, se assim fosse ele levaria uma vida miserável e aborrecida.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Outubro