Meus outros blogs:

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Chá das Cinco na Casa de Goa

B I O D A N Z A

A DANÇA DA VIDA !!!

BEM-ESTAR E ALEGRIA DE VIVER ...

"...a dança é um movimento que surge das entranhas...É o movimento da vida, ritmo biológico, ritmo do coração, da respiração, impulso de vinculação à espécie... A dança é a celebração de nossa comunidade com os homens e nossa legítima alegria de viver. Cada pessoa, mesmo sem estar consciente disso, encontra-se dançando sua vida.” Rolando Toro

"Move-te".."Expressa-te"!.."Aproxima-te".."Sente".. Vive"

Destacamos a Biodanza como um sistema pedagógico de reeducação, promotora de saúde e bem-estar, com acção profiláctica, na perspectiva de uma visão de saúde integral com seus aspectos físicos e psíquicos, sensoriais, orgánicos, espirituais, sociais, existenciais e ecológicos (ecologia humana e ambiental), favorecendo uma reaprendizagem de integração dos vínculos e expressão afectiva como possibilidade no seio familiar, consigo mesmo, com os outros (ecologia humana) e com a natureza (ecologia ambiental).

Para participar não é preciso ter uma aptidão particular para a dança. Basta a vontade de manter o bem-estar e a alegria de viver.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Dado muito curioso - a cada 823 anos

Ilustres,

Faço aqui a devida divulgação de um facto notável que ocorre a cada 823 anos...

Este ano, no mês de Agosto, tivemos 5 domingos, 5 segundas-feiras e 5 terças-feiras. Isso só acontece a cada 823 anos e, segundo a cultura chinesa do "fengshui", aquele que conta tal facto aos outros, em Setembro atrairá muito dinheiro e fortuna.

O "fengshui" é que o diz... Pelo sim, pelo não, estou a cumprir a minha parte...:)

Workshop de Sushi

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Cegonhas

As cegonhas são aves migrantes da família Ciconiidae. As cegonhas têm cerca de 1 metro de altura e 3 kg de peso. O seu habitat é variado e a alimentação inclui pequenos vertebrados. São animais migratórios e monogâmicos. As cegonhas não têm faringe e por isso não emitem sons vocais, emitem sons batendo com os bicos, actividade a que se dá o nome de gloterar.

Habitat
As cegonhas vivem em locais como campos abertos, margens de lagos e lagoas, zonas pantanosas, prados húmidos, várzeas, cidades, pântanos e pastagens.

Alimentação
Comem rãs, cigarras, cobras, insectos, minhocas e peixes.

Reprodução
Os filhotes saem da casca na Primavera e quando chove a cegonha abre as asas para protegê-los. Põe cerca de 3 a 5 ovos, a sua incubação é de 20 a 30 dias, as crias são indefesas e penugentas.

Espécies
Cegonha-de-abdim - Ciconia abdimiiCegonha-de-abdim, Ciconia abdimii
Ciconia episcopus
Cegonha-de-storm, Ciconia stormi
Maguari, Ciconia maguari
Cegonha-branca-oriental, Ciconia boyciana
Cegonha-branca Ciconia ciconia
Cegonha-preta Ciconia nigra

O voo da cegonha- Simbolismo
Devido à procura de ambientes quentes, é recorrente avistar populações de cegonhas principalmente na região centro do país, tornando-se assim uma ave bastante característica da paisagem portuguesa e considerada por muitos um símbolo regional. Existem várias reservas e planos ambientais para a conservação desta ave.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Mudança

Abri os olhos e achei que ainda era cedo
E o despertador tocou sem cessar
Acordou-me de um sono tão pouco aproveitado
Senti um enorme vazio dentro de mim
Profundo, sentido e eterno
Que me deixava perturbada
Que me consumia ardentemente.

Tinha passado uns bons momentos,
Com calor, amor e muita energia
E agora foi-se, esfumou-se
Como se tudo o que existisse dentro
Tivesse sido varrido
Como se tivessem deixado a janela e a porta abertas
E tudo o vento levou.

Será a nostalgia, será a monotonia
Da estação que aproxima sem perdão
Sem aviso e em tudo muda
Muda-se o tempo, muda-se a natureza
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades.
Talvez mude o nosso pequeno interior.

Acabaram os amores de verão
Chegou o aconchego do calor.
Que venha a mudança
A esperança que tudo ser melhor
O olhar mais sereno para o nosso redor
Novas vidas, novos tempos, novos amores…

domingo, 26 de setembro de 2010

Cravinho

Planta arbórea que chega a medir 10 metros de altura, com folhas ovaladas, verdes e brilhantes, flores brancas e frutos alongados. Os botões florais secos, de sabor doce e picante, servem como condimento. Em flor, é usado em caldas, doces e em pó, menos conhecido, tem sabor forte, ao mesmo tempo doce e picante. Tem que ser usado com moderação. Em bolos de carne, caldos, ensopados e kibes. Por provocar contrações no útero, não é indicado para mulheres grávidas. É um dos mais potentes afrodisíacos naturais. Além disso, é muito eficaz para combater o cansaço mental, como também a perda de memória

era uma vez... o espaço

sábado, 25 de setembro de 2010

Espectáculo EKVAT

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Qual é o teu sonho? - pensamento do dia...

Um homem chegou a casa tarde, vindo do trabalho, cansado e irritado, e encontrou o seu filho de 5 anos esperando por ele na porta de casa.

Pai, posso fazer-lhe uma pergunta?

O que é? Respondeu o homem.

Pai, quanto é que você ganha por hora?

 
Isso não é da tua conta. Porque é que estás perguntando uma coisa dessas?

Respondeu o Pai  em tom agressivo.

Eu só quero saber. Por favor, diga-me quanto é que o pai ganha numa hora?

"Se queres saber, eu ganho 15,00 € por hora."

Ah..." o menino respondeu, com a sua cabeça para baixo.

Pai, pode-me emprestar 7,50 €?

O pai ficou furioso, "Essa é a única razão pela qual me perguntaste isso? Pensas que é assim que podes conseguir algum dinheiro para comprar um brinquedo ou alguma outra coisa? Vai para o teu quarto e deita-te. Pensa sobre o quanto estás sendo egoísta. Eu não trabalho duramente todos os dias para tais infantilidades.

O menino foi calado para o seu quarto e fechou a porta.

O Pai sentou-se e começou a ficar ainda mais nervoso sobre as questões do filho. Como ele ousa fazer tais perguntas só para conseguir algum dinheiro?

Após cerca de uma hora, o homem tinha-se acalmado e começou a pensar:

Talvez houvesse algo que o filho realmente precisava comprar com esses 7,50 € e ele realmente não pedia dinheiro com muita frequência. O homem foi para a porta do quarto do filho e abriu a porta.

Estás a dormir, meu filho, perguntou.

Não pai, estou acordado, respondeu o filho ..

Eu estive a pensar, talvez eu tenha sido muito duro contigo à pouco, afirmou o Pai. "Tive um longo dia e acabei descarregando sobre ti. Aqui estão os 7,50 € que me pediste. "

O menino levantou-se sorrindo. "Oh, pai obrigado, gritou. Então, procurando por baixo do seu travesseiro, rebuscou alguns trocados amassados.

O Pai viu que o menino já tinha algum dinheiro, e começou a enfurecer-se novamente.

O menino lentamente contou o seu dinheiro , e em seguida olhou para o  pai..

Por é que queres mais dinheiro se já tinhas algum? Gritou o pai.

Porque eu ainda não tinha o suficiente, mas agora já tenho, respondeu o menino.

" Pai, eu agora tenho 15,00 €. Posso comprar uma hora do teu tempo? Por favor, chega mais cedo amanhã a casa. Eu gostaria de jantar contigo."

O pai ficou destroçado. Colocou os seus braços em torno do filho, e pediu-lhe desculpa.

É apenas uma pequena lembrança a todos vocês que trabalham arduamente na vida. Não devemos deixar escorregar através dos nossos dedos o tempo sem ter passado algum desse tempo com aqueles que realmente são importantes para nós, os que estão perto do nosso coração. Não te esqueças de compartilhar esses 15,00 € do valor do teu tempo, com alguém que gostas/amas.
Se morrermos amanhã, a empresa para a qual estamos trabalhando, poderá facilmente substituir-nos em uma questão de horas. Mas a família e amigos que deixamos para trás irão sentir essa perda para o resto de suas  vidas...

Se tiveres tempo, envia para alguém que gostes
  !!!

Outono

O outono (AO 1945: Outono) é a estação do ano que sucede ao Verão e antecede o Inverno. É caracterizado por queda na temperatura , (excepto nas regiões próximas ao equador) e pelo amarelar das folhas das árvores, que indica a passagem de estações.

O Outono do hemisfério norte é chamado de "Outono boreal", e o do hemisfério sul é chamado de "Outono austral". O "Outono boreal" tem início, no Hemisfério Norte, a 22 ou 23 de Setembro e termina a 21 ou 22 de Dezembro. O "Outono austral" tem início, no Hemisfério Sul, a 20 de Março e termina a 20 ou 21 de Junho.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Artigo interessante

http://www.resistir.info/crise/imagens/burro_e_calculo.jpgFoi solicitado a
um prestigioso assessor financeiro que explicasse esta crise de uma forma
simples, para que toda a gente pudesse entender as suas causas. O seu relato
foi este:

Um certo cavalheiro foi a um aldeia onde nunca havia estado antes e ofereceu
aos seus habitantes 100 euros por cada burro que lhe vendessem.

Boa parte da população vendeu-lhe os seus animais.

No dia seguinte voltou e ofereceu um preço melhor: 150 euros por cada
burrico. E outro tanto da população vendeu-lhe os seus.

A seguir ofereceu 300 euros e o resto das pessoas vendeu os últimos burros.

Ao ver que não havia mais animais, ofereceu 500 euros por cada burrico,
dando a entender que os compraria na semana seguinte. E foi embora

No dia seguinte enviou o seu ajudante à mesma aldeia com os burros que
comprara, para que os oferecesse a 400 euros cada um.

Diante do possível lucro na semana seguinte, todos os aldeões compraram os
seus burros a 400 euros e quem não tinha o dinheiro pediu-o emprestado. De
facto, compraram todos os burros do município.

Como era de esperar, este ajudante desapareceu, tal como o cavalheiro
inicial. E nunca mais foram vistos.

Resultado: A aldeia ficou cheia de burros e endividada.

Até aqui foi o que contou o assessor.

Vejamos o que se passou depois.

Os que haviam pedido emprestado, ao não venderem os burros não puderam pagar
o empréstimo.

Aqueles que haviam emprestado o dinheiro queixaram-se à municipalidade
dizendo que se não recebessem ficariam arruinados; então não poderiam
continuar a emprestar e todo o povo ficaria arruinado.

Para que os prestamistas não se arruinassem, o presidente da municipalidade,
em vez de dar dinheiro às pessoas do povo para pagarem as dívidas, deu-o aos
próprios prestamistas. Mas estes, já cobrada grande parte do dinheiro,
entretanto não perdoaram as dívidas do povo, que continuou endividado.

O presidente da dilapidou o orçamento da municipalidade, a qual também ficou
endividada.

Então pede dinheiro a outras municipalidades. Mas estas dizem-lhe que não
podem ajudá-lo porque, como está na ruína, não poderão receber depois o que
lhe emprestarem.

O resultado: Os espertos do princípio, enganados.

Os prestamistas, com os seus ganhos resolvidos e um monte de gente à qual
continuarão a cobrarem o que lhes emprestaram mais os juros, apropriando-se
inclusive dos já desvalorizados burros que nunca chegaram a cobrir toda a
dívida.

Muita gente arruinada e sem burro para toda a vida.

A municipalidade igualmente arruinada.

O resultado final?

Para solucionar tudo isto e salvar todo o povo, a municipalidade baixou o
salário dos seus funcionários.

05/Setembro/2010

O original encontra-se em www.insurgente.org/...
<http://www.insurgente.org/index.php?option=com_content&view=article&id=4284
:deudas-y-burros&catid=139:estado-espanol&Itemid=338>

Este artigo encontra-se em http://resistir.info/ 

Equinócio

Em 22 Setembro, o Sol cruza o equador celeste rumo ao sul; é o equinócio de setembro, começo do outono no Hemisfério Norte e da primavera no Hemisfério Sul.

Na astronomia, equinócio é definido como o instante em que o Sol, em sua órbita aparente, (como vista da Terra), cruza o plano do equador celeste (a linha do equador terrestre projetada na esfera celeste). Mais precisamente é o ponto onde a eclíptica cruza o equador celeste.

A palavra equinócio vem do Latim, aequus (igual) e nox (noite), e significa "noites iguais", ocasiões em que o dia e a noite duram o mesmo tempo. Ao medir a duração do dia, considera-se que o nascer do Sol (alvorada ou dilúculo) é o instante em que metade do círculo solar está acima do horizonte e o pôr do Sol (crepúsculo ou ocaso) o instante em que o círculo solar encontra-se metade abaixo do horizonte. Com esta definição, o dia e a noite durante os equinócios têm igualmente 12 horas de duração.

Os equinócios ocorrem nos meses de março e setembro e definem as mudanças de estação. No hemisfério norte a primavera inicia em março e o outono em setembro. No hemisfério sul é o contrário, a primavera inicia em setembro e o outono em março.

As datas dos equinócios variam de um ano para outro devido aos anos trópicos (o período entre dois equinócios de março) não terem exatamente 365 dias, fazendo com que a hora precisa do equinócio varie ao longo de um período de dezoito horas, que não encaixa necessariamente no mesmo dia. O ano trópico é um pouco menor que 365 dias e 6 horas. Assim, num ano comum, tendo 365 dias e portanto mais curto, a hora do equinócio é cerca de seis horas mais tarde que no ano anterior. Ao longo de cada sequência de três anos comuns, as datas tendem a adiantar-se um pouco menos de seis horas a cada ano. Entre um ano comum e o ano bissexto seguinte há um aparente atraso devido à intercalação do dia 29 de fevereiro.

Também se verifica que a cada ciclo de quatro anos os equinócios tendem a atrasar-se. Isto implica, que ao longo do mesmo século, as datas dos equinócios tendem a ocorrer cada vez mais cedo. Assim, no século XXI só houve dois anos em que o equinócio de março aconteceu no dia 21 (2003 e 2007); nos demais, o equinócio tem ocorrido em 20 de março. Prevê-se que, por volta do ano 2040, passe a haver anos em que o equinócio aconteça no dia 19. Esta tendência só irá desfazer-se no fim do século, quando houver uma sequência de sete anos comuns consecutivos (2097 a 2103), em vez dos habituais três.

Devido à órbita da Terra, as datas em que ocorrem os equinócios não dividem o ano em um número igual de dias. Isto ocorre porque quando a Terra está mais próxima do Sol (periélio) viaja mais velozmente do que quanto está mais longe (afélio).

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Nascimento de mais uma flor

O dia começou maravilhosamente bonito
O sol brilhava forte
E o céu estava limpo e azul
As flores tinham cores especiais
E com os cheiros de frescos
Os pássaros cantarolaram todo o dia
Á noite os anjos cantavam
Suaves melodias do ultimo dia de Verão
As estrelas tinham um brilho cintilante
Para saudar o nascimento
Da doce e pequena Lucía
Deitada nas folhas doiradas
Protegida no seio familiar
Pais - Miguel e Rosa,
avós, avôs, tias, tios babados
Abriu os seus pequenos olhos
Para conhecer, descobrir,
Explorar um novo mundo,
no dia 20 de Setembro de 2010 ás 23.33h.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Hora pequena...


HORA DECRESCENTE...

domingo, 19 de setembro de 2010

Feira Alternativa

A Feira Alternativa é já uma tradição na cidade de Lisboa e está de volta para a sua sexta edição nos dias 17, 18 e 19 de Setembro de 2010 em Lisboa, Jardim Tropical (traseiras dos Pastéis de Belém).

Estas são boas notícias para os simpatizantes de modos de vida saudáveis e alternativos, que esperam visitar a cada ano as novidades do mercado nas áreas da alimentação natural, ecologia e sustentabilidade, artesanato ambiental, turismo rural, medicinas e terapias alternativas e desenvolvimento pessoal. Este ano vamos repetir a formula e prometemos o sucesso do costume...sempre com novidades.

Mais uma vez a Feira Alternativa vai transformar-se num verdadeiro festival de divulgação de novas ideias através de palestras, workshops , aulas, espectáculos, e partilha de experiências. O ambiente leve e inspirador é conhecido e referido pelos 21.000 visitantes que anualmente recebemos no nosso certame.

O evento é um farol de luz para este planeta que vai sobrevivendo a tantas agressões, mas é também uma chamada de atenção para que alguns ideais não sejam só uma moda, que sejam também uma atitude consolidada da parte de quem gosta de ser um exemplo e através desse exemplo possa mudar o Mundo. É passo a passo que se chega a este grande objectivo, e os nossos pés todos juntos são necessários para fazer um caminho que terminará num mundo mais perfeito, com seres humanos mais bonitos.

Todos sabemos que não é fácil, mas é possível. É preciso dar o primeiro passo, depois outro e nunca perder de vista o nosso ideal. Nunca será demais ensinar a reciclar e a poupar recursos que não são inesgotáveis! Nunca será demais aprender a transformar o nosso quotidiano em vidas mais simples mas cheias de sentido. Nunca será demais aprender a olhar para nós e descobrir que o amor e o sucesso moram cá dentro. Nunca será demais aprender quais são as ferramentas que nos abrem as portas da alma e nos ensinam que afinal podemos ser felizes, se tivermos coragem de mudar velhos hábitos...

Como o de olhar para o nosso vizinho do lado como alguém, que como nós tem defeitos e qualidades, alguém que faz o seu melhor, e que quando erra é porque não sabe fazer de outra maneira, e que quer ser amado na sua diferença e individualidade, tal como nós. Quem não gostaria que este pequeno planeta azul, que é o nosso , fosse um Paraíso?

Equilibrar a nossa energia, tornar o corpo mais saudável, ver o mundo de outra maneira e não contribuir para a sua degradação são as ideias base da Feira Alternativa, ideias que queremos partilhar com todos. Contamos consigo para construir este projecto, em Setembro viveremos juntos o resultado!

Em 2007 e 2009 fomos patrocinados pelo BES que promoveu o seu slogan Verde Futuro em 2008 pela Caixa de Crédito Agrícola que promoveu o Biodiesel. Ao longo de seis edições temos contado com o envolvimento de entidades como a Quercus, a AMI, a Liga Portuguesa do Direito do Animal, CML e Turismo de Lisboa. Empresas como a RTP, Rádio Capital, Marginal, Radar e Oxigénio, Jornal Destak, Metro, Global Notícias, Revista Happy, Saber Viver, Saúde Actual, Zen, Flôr de Lotus, a Toyota, Nestlé, Makro, El Corte Inglés, Honda, Danone, Lipton, Vitalis, Sagres e Delta têm vindo a apoiar esta iniciativa ao longo dos anos.

Organização,
Terra Alternativa

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Noz-moscada

Árvore de grande porte, que chega a 20 metros de altura. Possui fruto semelhante ao damasco, com semente parda, que é utilizada na culinária como condimento. Provém da ilha de Banda, na Indonésia. tem um cheiro muito gostoso, em semente ou pó. O melhor é ter a semente guardada em vidros e ralar na hora: conserva o aroma e o sabor. Mais usadas em bolos, doces, sobremesas, não só na massa, como um pouquinho polvilhado em cima, no caso de cremes feitos em banho maria.

Formidável para tempero de carnes, ou qualquer receita de carne moída. Ideal para molho bechamel e em bebidas, com leite quente ou gelado. ë imprescindível nos pudins de pão.Indicada para a digestão, flatulências, geralmente associada a eupépticos. Externamente, em fricções é utilizada contra o reumatismo crônico e dores lombares. Tem também propriedades estimulantes e alucinogénicas. Não deve ser consumido por gestantes pois é abortivo.

O interior de um fruto amarelo da árvore de noz-moscada, a semente. O fruto maduro se abre, revelando uma semente de noz-moscada dura e negra. Ela então é seca para ser utilizada na cozinha. O interior esbranquiçado da noz-moscada é mais macio e parece teia de aranha, com um sabor mais delicado.
2.Escolha sua noz-moscada. Existem duas maneiras diferentes de se comprar a noz-moscada: O meio mais comum é em pó, pré-moído em recipientes de vidro ou plástico, pronto para o uso. A noz comprada deste modo deve ser usada rapidamente para que não perca o sabor, pois ele se perde com o contato com o ar e os aromas da cozinha.
◦O método preferido, devido a dar um melhor sabor, é comprar a noz inteira. Você vai precisar de um ralador (especial ou comum) para ralar a noz-moscada, e alguns fabricantes incluem um ralador descartável na embalagem da noz. É melhor comprar um ralador de aço inox que irá durar muito, possivelmente a vida toda se bem cuidado. O aroma e sabor da noz-moscada ralada na hora não pode ser superado, e a noz inteira pode ser armazenada por até um ano.
3.Use a noz-moscada em pratos salgados. Ela vai bem como tempero em alguns tipos de pratos: Queijos, Abóbora, Sopas, Espinafre, Massas, Guisados , caldos, salsichas, Pratos com curry
4.Use noz-moscada em pratos doces. Novamente, a noz-moscada é usada mais tradicionalmente com os seguintes pratos: Tortas , including rhubarb and custard, Bolos , especialmente bolos temperados, Pudins, Doces com baunilha
5.Use noz moscada como cobertura de bebidas. Ela é ideal para:
◦Ser borrifada sobre um capuccino ou um café com leite, Milkshakes, Chá Chai, Bebidas a base de leite ou soja, Vinhos temperados

Dicas•A noz moscada é nativa das ilhas Moluccas e é plantada principalmente nas índias.
•Uma noz moscada inteira é o equivalente de 2-3 colheres de chá de noz moscada moída.
•Não confunda a noz-moscada com uma noz comum: ela é uma semente.

Avisos•Evite usar quantidades abusivas de noz moscada (mais do que 2 colheres de sopa), pois em grandes quantidades ela pode ser alucinógena e venenosa. As quantidades usadas em culinária, não tem chances de produzir estes efeitos.
Materiais necessários•Ralador especial para noz-moscada, ou um ralador comum

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Marc Anthony

Marco Antonio Muñiz Ruiz, mais conhecido por Marc Anthony nasceu em 16 de Setembro de 1968. É um compositor e cantor norte-americano, popular na América Latina pelas suas baladas e pela salsa.

[editar] Biografia
Marc Anthony nasceu sob o nome de Marco Antonio Muñiz Ruiz na cidade de Nova York, filho de Guillermina, uma dona-de-casa e de Felipe Muñiz, músico e trabalhador no refeitório de um hospital. Os seus pais são de origem porto-riquenha. Tem uma irmã chamada Yolanda Muñiz.

Tem uma filha, Ariana, nascida em 1994, com a ex-namorada a policial Debbie Rosado.

Ele casou em 9 de maio de 2000 com Miss Universo Dayanara Torres em Las Vegas. Eles renovaram os votos em uma grande cerimônia em dezembro de 2002. O casal teve dois filhos, Christian Marcus Muñiz, nascido em 5 de fevereiro de 2001 e Ryan Adrian Muñiz nascido em 16 de agosto de 2003. O casal se separou em outubro de 2003 e em janeiro de 2004 ela entrou com o pedido de divórcio. O divórcio foi finalizado em 1º de junho de 2004.

Apenas quatro dias depois de seu divórcio, Marc casou com a cantora e atriz Jennifer Lopez, com quem teve os filhos mais novos, os gêmeos Emme Maribel Muñiz e Maximillian David Muñiz, nascidos em 22 de fevereiro de 2008.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Bocage - um poeta português


Magro, de olhos azuis, carão moreno,
Bem servido de pés, meão na altura,
Triste de facha, o mesmo de figura,
Nariz alto no meio, e não pequeno;
Incapaz de assistir num só terreno,
Mais propenso ao furor do que à ternura;
Bebendo em níveas mãos, por taça escura,
De zelos infernais letal veneno;
Devoto incensador de mil deidades
(Digo, de moças mil) num só memento,
E somente no altar amando os frades,
Eis Bocage, em quem luz algum talento;
Saíram dele mesmo estas verdades,
Num dia em que se achou mais pachorrento.
-- Bocage

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

domingo, 12 de setembro de 2010

Arriscar-se é viver...

Rir é arriscar-se a parecer louco.
Chorar é arriscar-se a parecer sentimental.
Estender a mão para o outro é arriscar-se a se envolver.
Expor seus sentimentos é arriscar-se a expor seu eu verdadeiro.
Amar é arriscar-se a não ser amado.
Expor suas idéias e sonhos ao público é arriscar-se a perder.
Viver é arriscar-se a morrer...
Ter esperança é arriscar-se a sofrer decepção.
Tentar é arriscar-se a falhar.
Mas... é preciso correr riscos.
Porque o maior azar da vida é não arriscar nada...
Pessoas que não arriscam, que nada fazem, nada são.
Podem estar evitando o sofrimento e a tristeza.
Mas assim não podem aprender, sentir, crescer, mudar, amar, viver...
Acorrentadas às suas atitudes, são escravas;
Abrem mão de sua liberdade.
Só a pessoa que se arrisca é livre...

"Arriscar-se é perder o pé por algum tempo.
Não se arriscar é perder a vida."

(Soren Kiekegaard)

sábado, 11 de setembro de 2010

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Como água para chocolate - Laura Esquivel

O livro "Como água para chocolate" leva-nos até ás profundezas de um México rural dos principios do século xx.AoO livro relata - nos a história do amor sofrido e profundo entre Pedro e Tita . Estas duas personagens ficam impedidas de concretizar o casamento por um preconceito infundado : Tita é a filha mais nova de três e não pode casar , porque na familia manda a tradição que a filha mais nova se mantenha solteira e cuide da mãe até á hora da morte.A mãe oferece então a mão de Rosaura a filha mais velha a Pedro que acaba por se casar com ela para ficar perto do seu amor: Tita. Esta durante o seu infortunio conta com a criada india ( Nacha)que lhe vai soprando aos ouvidos receitas e conselhos na vida e na morte. Laura Esquivel pinta este livro com as cores desse México longinquo impregnando - o de cheiros e sabores. Tita constrói e solidica a sua relação com Pedro através de receitas tipicas, rústicas e ás vezes invulgares e requintadas. As receitas uma para cada mês e o desejo, o desespero, o choro e a alegria, com que as faz são a sua maneira de se rebelar e de comunicar os seus sentimentos ao seu amor. Laura Esquivél revela neste livro uma nova forma de sentir e descrever o erotismo. O livro é extremamente erótico tal como a relação entre os dois protagonistas embora subtil por ser um amor proibido. Á medida que o enredo vai avançando vão.- nos sendo contadas histórias paralelas como :os amores ilegitimos da autoritária e cruel mãe de Tita (Mamã Elena) e a fuga da irmã Gertrudis com um soldado e alguma peripécias de uma guerra civil igual a tantas outras. As tradições do México desde a gastronomia até á referência a toda a cultura india ancestral estão bem patentes no livro. Esta história é também um brinde ao amor que acredita, que ultrapassa tudo , que aceita e que sabe o que é importante e verdadeiro.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Metades...

Silêncio... deliciosa revelação que o som emudece...
As minhas metades... e as suas...
Somos sempre duas metades,
Porque a vida é feita de escolhas!
Somos o sim e o não,
Ainda que haja o talvez...
Somos o amor e a razão,
Embora exista a loucura.
Somos o antes e o agora,
Ainda que estejamos sempre à espera do depois.
Somos luz e escuridão,
Simplesmente porque uma não pode existir sem a outra.
Somos corpo e espírito,
Embora a essência esteja na alma.
Somos medo e coragem,
Porque dentro de nós grita o desejo.
Somos vida e morte,
Mesmo que acreditemos na existência de apenas uma de cada vez.
Somos som e silêncio,
ainda que nossas vozes independam deles.
Somos um constante ir e vir,
Porque ainda que estejamos aqui, estamos também em outros lugares.
Somos dúvida e certeza,
Simplesmente porque ambas são idênticas.
Somos ilusão e realidade...
E em busca de nossas metades,
De nada nos adianta apenas saber,
É preciso sentir!
Porque somente saber, nada significa quando descobrimos
Que as nossas metades são igualmente sagradas...
E ambas só podem ser inteiras,
Quando se entregam à inexplicável magia do amor.
(desconheço o autor)

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Lassie

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Hoje...

A confusão gerou-se...
Quem me manda,
Meter-me aonde não devo...
Assim coração sofre...
Sinto-me no limiar
Aonde existe a luta
Entre cabeça e coração.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

domingo, 5 de setembro de 2010

Impossível...

Impossível sentir este amor
Que me corrói a cada instante
Atormenta minhas noites
Sofrimento constante
De um coração apaixonado
Necessidade de ter você
Amor além do limite
De um sonho que não posso alcançar
Destrói a cada segundo
Este sentimento tão profundo
Imaginário... Somente
Entrego-me a lágrimas
Por não ter a resposta
Do certo ou errado
Em duas vidas opostas
É matar-me aos poucos
Esconder meu sufoco
Entre as fronhas de um travesseiro
Quando na verdade
Preciso somente
Entregar-me a liberdade
E ser feliz...
Você minha felicidade, impossível realidade...

sábado, 4 de setembro de 2010

Ansiedade

A ansiedade prejudica a nossa vida de modo geral,
Pois por detrás da ansiedade,
Estão escondidos a insegurança e o medo,
Devo deixar que as coisas fluam naturalmente,
Deixar de preocupar-me tanto e permitir que seja feliz,
Saber que quem se preocupa excessivamente com o amanhã
Acaba por esquecer de aproveitar o hoje, o aqui e o agora,
Viver intensamente cada momento, já que cada um é único.
A ansiedade diminui a paz interior, a luz, a confiança, a felicidade,
Tornando-me numa pessoa nervosa, angustiada,
Que impede-me de usufruir do prazer do momento presente,
E acaba afastando as pessoas queridas de perto de mim.
Procuro tranquilizar meu coração com pensamentos positivos,
E ao sentir ansiedade tento respirar pausadamente e devagar,
Começo com uma inspiração suave e conte até três,
Liberto o ar, a energia negativa, pensamentos tristes
Lentamente para o desconhecido,
Procuro fazer com que minha barriga cresça ao inspirar
E encolha ao soltar.
Encontrar o meu ritmo de vida
E repetir esse procedimento várias vezes,
Até se sentir mais calma e confiante.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Um momento...

Sinto-me a rejuvenescer…
Sinto-me a ter uns anos menos, depois das férias, fim-de-semana preenchidas, dos sentimentos, tal como:
"
Sentir a energia disponível para a acção, saúde, coragem e alegria de viver (Vitalidade).
Despertar a fonte do desejo, aumento do prazer de viver, conexão com a identidade sexual, diminuição da repressão sexual (Sexualidade).
Capacidade de expressão, inovação e criação da própria vida (Criatividade).
Capacidade de estabelecer vínculo com as outras pessoas através do amor, da amizade, do altruísmo e da empatia (Afectividade).
Conexão com a natureza, harmonia e sentimento de pertencer ao universo (Transcendência).
"
E muitos outros e como toda a gente, tanto sinto altos e baixos…
Disseram-me que agora tenho mostrado o meu espírito jovem…
Talvez um "espirito indomável??"
Viram e dizem que ando muito saída da casca…
Como um amigo meu, diz: Tristeza, não tenho motivos para isso…
Tenho saúde, tenho trabalho, tenho família,
Apesar do meu pai não estar, mas sinto-o pertinho de mim,
E também a alegria de mais um membro na família
Olho para as pessoas e estou sempre sorridente…
Tenho amigos e amigas que preenchem o meu coração,
Abraço pessoas queridas que me tocam, a quem eu quero bem…
Tenho amor, para dar, receber, oferecer…
Há quem diga e ultimamente tem acontecido, chorar de tanto rir…
Tenho a alegria de viver… o mais importante.
Que mais preciso??
E com isso, simplesmente fico feliz…

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Anis-estrelado

Planta herbácea, de caule oco, folhas dentadas, flores brancas e frutos peludos é da família da magnólia. Quando seco possui cor marrom e sabor picante. São usados como condimento o caule, as raízes e sementes do anis, além de seu óleo essencial.

É uma bonita vagem em forma de estrela, utilizada nos pratos chineses clássicos e tem um sabor adocicado e anisado, mas algo picante. Utilizar em peixe estufado e purés- de legumes de raízes, e com couve, alho francês e abóbora. Nativo da Ásia Oriental, o anis-estrelado foi levado para a Europa no século 19, por Lorde Cavendish, quando era usado na água de cozimento de frutos do mar, como forma de evitar o envenenamento por esses alimentos.

O aroma e o sabor das sementes do anis-estrelado são semelhantes aos das sementes de erva-doce, embora mais fortes. Seu óleo essencial é o mesmo da erva-doce. Tem propriedades anti-séptica, expectorante, estimulante e digestiva. O anis-estrelado é bastante usado na cozinha chinesa e vietnamita para aromatizar carne de porco e pato e no tempero de sopas à base de carne.

Os chineses costumam adicionar as sementes moídas para aromatizar o chá. O anis-estrelado é um dos ingredientes do tempero chinês conhecido como “cinco especiarias”. No Ocidente, é usado em doces, biscoitos e no preparo de licores, como o Anisete e o Absinto. As sementes podem ser usadas em tortas, peixes, ensopados, queijos, massas e doces.

Também servem para aromatizar bebidas alcóolicas. O chá de anis também é bastante apreciado, principalmente por ser calmante e auxiliar na digestão

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Desejos

Nada nesta vida é certo ou incerto
Tudo o que vive, também morre
A durabilidade de qualquer coisa
Depende do tempo e da vontade
Da paciência e do amor
O tempo comanda quase tudo
Mesmo nas coisas que ainda estão para acontecer.
Há que viver o presente, o agora,
Aproveitar todos os momentos
Possíveis e impossíveis
Nunca estamos sozinhos
Existem pelo menos dois pares de pegadas
Sempre ao nosso lado
Se necessário a lutar
Por vezes pouco, por outras muito
Enfrentar caminhos desconhecidos
Vencer as barreiras do medo
Ultrapassar obstáculos
Chegar sempre na frente
Para podermos ter um pouco,
O gosto da alegria, o viver com prazer.
Não desanimo nas tristezas que me assolam
Não desisto de lutar por aquilo que quero
Estarei sempre a ganhar uma disputa
Será uma pequena vitória conquistada
Com paciência, a virtude que terei que fortalecer
Com a vontade de viver mais uma manhã
Com o amor que tenho guardado no meu coração
Hei-de realizar o meu maior desejo
Nem que seja por um momento
Por um minuto ou um segundo
Hei-de ser a mulher mais feliz desta vida