Meus outros blogs:

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Cardomomo

O Cardamomo é uma árvore de grande porte, pertencente à família das zingiberáceas, amesma do gengibre, com folhas grandes, flores brancas e frutos secos de coloração esverdeada ou branca, que, contém em seu interior sementes negras e aromáticas. Como quase todas as ervas aromáticas o cardamomo também possui propriedades medicinais.

Encontramos o cardamomo em três espécies:

Elettaria (cardamomo verde) - Encontrado na Índia até a Malásia.
Além de ser usada como especiaria, essa espécie é utilizada como masticatório, trata infecções na gengiva e nos dentes, previne inflamações na garganta. Em algumas referências, ainda é citado como antídoto para o veneno de algumas cobras e escorpiões.

Amomum (conhecido também como Kravan, cardamomo de Java, grãos da guiné...) Sua predominância é a Ásia e Austrália, muito utilizada na medicina tradicional chinesa, serve para tratar de dores estomacais, constipações, disenteria e outros problemas digestivos.
Aframomum (cardamomo de Madagascar) - África e claro, Madagascar.
O Cardamomo vem sendo muito difundido na culinária árabe, nos seu kibes, Arabian coffe, mas na verdade, isso acontece por que os árabes aprenderam a trabalhar bem com esse grão, que possui um perfume delicioso.

O Café com cardamomo tem aroma e gosto inconfundível. Essa história de café com esse grão, tem lá suas aplicabilidades, explicações, e uma das mais difundidas é a influência na libido.

Segundo as más línguas o café tem sua propriedade de "baixar a libido" vamos por assim dizer, e o cardamomo com suas propriedades afrodisíacas, é adicionado ao café para que a virilidade dos árabes e povos do Oriente Médio, não seja posto a prova.

Os egípcios a mascavam para conservar os dentes brancos e a boca aromática. Os romanos a usavam como condimento digestivo e para aromatizar e para aromatizar licores. O chá das folhas estimula o apetite, alivia gases intestinais, normaliza distúrbios gástricos.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Confiança

A primeira coisa que um bebé faz com consciência é confiar.
Confia na sua mãe para dar o leite e calor,
No seu pai, o carinho e atenção.
Confia cegamente pois sabe
Inconscientemente
Que essas pessoas a ama
E é capaz de tudo para protegê-lo.

Com o tempo, ano após ano
Com os perigos e obstáculos
Com as experiências,
Sejam elas boas ou más
Aprendemos a desconfiar
De tudo, de todos,
E dos que nos rodeiam.

Pessoas assim
Nunca serão capazes de viver plenamente
Sem confiança, cresce o temor em nós
Sem confiança, o amor perde-se
Sem confiança, olhamos para todos de lado
Até um dia começar a desconfiar
Da própria família.

Eu sei, cresci á base de família
Aonde a família e amigos próximos
Eram o suficiente para viver.
Hoje quero crescer interiormente
Quero viver mais e mais
Quero fazer parte do mundo
Quero viver o “agora e já”.

E com isso tenho aprendido
A lidar com vários sentimentos
A fragilidade, o chorar sem querer
A confiança, aos que me rodeiam
Foram duas vezes, por estes dias
Dar e oferecer, abrir a minha mão
E assim sinto-me cada vez melhor.

Aprender a lidar com o meu interior
Saberei lidar com o exterior
E poder andar sem medos
Poderei viver com liberdade
Encher o peito de ar
Aproveitar cada manhã, cada dia
E viver a bela natureza.

Confiança

Ou você confia por completo ou não confia.
Não cabe meio termo para este verbo,
não existe confiar mais ou menos,
assim como não existe amar mais ou menos
e viver mais ou menos.
Confiança,
uma pequena palavra com uma dimensão gigantesca,
uma importância extrema,
a base sólida para qualquer tipo de relação.
Quando se confia,
passa-se a admirar,
passa-se a amar,
tudo flui,
tudo se completa.

Shisha - A experiência em Istambul

Narguilé é um cachimbo de água utilizado para fumar. Além desse nome, de origem árabe, também é chamado de hookah (na Índia e outros países que falam inglês), shisha ou goza (nos países do norte da África), narguilê, narguila, nakla, arguile, naguilé etc. Há diferenças regionais no formato e no funcionamento, mas o princípio comum é o fato de a fumaça passar pela água antes de chegar ao fumante. É tradicionalmente utilizado em muitos países do mundo, em especial no Norte da África, Oriente Médio e Sul da Ásia.

O narguilé é formado pelas seguintes peças:
Base: peça central do narguilé; assemelha-se a um vaso. É onde se coloca a água (ou, embora não seja tradicional, com outros líquidos, como arak, sucos ou essências naturais). Geralmente é feita de vidro, metal ou cerâmica; algumas são ornamentadas com desenhos.

Corpo: peça cilíndrica que sustenta o fornilho e conecta-se à base. Na base, projeta um tubo para dentro da água, que conduz a fumaça.

Fornilho (rosh ou cabeça): peça de barro ou cerâmica onde coloca-se o tabaco e, por cima deste, o carvão em brasa.

Abafador: Artefato em metal (muitas vezes descartados), geralmente alto para proteger a brasa do vento, evitando o consumo rápido do carvão.

Mangueira: é por onde se aspira a fumaça. Uma ponta termina numa piteira, e a outra encaixa-se na parte superior do corpo do narguilé (acima da água). Pode haver mais de uma mangueira para que várias pessoas fumem juntas (porém estes com válvulas especiais, ou do contrário os usuários não poderão “puxar” a fumaça simultaneamente). Em narguilés usados em locais públicos, como bares, freqüentemente usa-se uma peça plástica removível na ponta da piteira, que pode ser lavada ou descartada a cada uso, ao contrário da mangueira em si, que não deve nunca ser lavada, pois pode oxidar, criando assim partículas de fuligem, que atrapalham a aspiração da fumaça.

Funcionamento
Quando se aspira o ar pelo tubo, reduz-se a pressão no interior da base; isso faz com que ar aquecido pelo carvão passe pelo tabaco, produzindo a fumaça. Ela desce pelo corpo até a base, onde é resfriada e filtrada pela água, que retém partículas sólidas. A fumaça segue pelo tubo até ser aspirada pelo usuário.

Fumo (Tabacos)
Há um fumo especial para narguilés, usualmente feito com melaço (um subproduto do açúcar) e frutas ou aromatizantes. Os aromas são bastante variados; encontra-se de frutas (como pêssego, maçã-verde, coco), flores, mel, e até mesmo Coca-Cola e Red-Bull. Embora também seja possível encontrar fumos não-aromatizados, estes progressivamente perderam espaço para os aromatizados, que hoje são muito mais populares.

Saúde
Os efeitos à saúde causados pelo fumo do tabaco são largamente conhecidos e se aplicam também ao uso do narguilé, contrariando a crença popular de que a água ajudaria a filtrar as impurezas do fumo, tornando-o menos nocivo à saúde. Recentes estudos, inclusive, indicam que seu uso pode ser ainda pior para a saúde do que o cigarro.

Além do mais, a Organização Mundial de Saúde alerta que a fumaça do narguilé contém inúmeras toxinas que podem causar câncer de pulmão, doenças cardíacas entre outras. E que, em uma sessão de narguilé – que pode durar de vinte minutos a uma hora – a quantidade de fumaça inalada corresponde a mesma inalada ao se fumar 100 cigarros comuns.

A Academia Estadunidense de Periodontologia afirma que o uso do narguilé é comparável ao cigarro, em relação aos riscos de doenças da gengiva.

George Loffredo, professor da universidade de Georgetown que conduziu estudo sobre o uso do narguilé no Egito acredita que, comparado ao fumante típico de cigarros, o fumante de narguilé expõe-se mais a toxinas como nicotina e monóxido de carbono.

Contrapondo estes estudos, Kamal Chaouachi, pesquisador em socio-antropologia e tabacologia, entende que, embora o narguilé tenha efeitos nocivos à saúde, é possível que eles sejam menores que os do cigarro (por exemplo, em relação ao câncer de pulmão). Ele tece ainda severas críticas aos principais estudos sobre o narguilé (inclusive à nota da Organização Mundial de Saúde citada acima). Segundo ele, a maioria deles têm problemas metodológicos (como não distinguir entre usuários exclusivos e os que são fumantes ou ex-fumantes de cigarros) e ignoram os resultados de importantes estudos sociológicos, etnológicos e antropológicos sobre o assunto.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Odeio-te

Um dia, hei-de ter coragem
E abrir a porta do meu desespero
Fechado á chave dentro de mim
E descarregar a minha frustração,
Na pessoa que neste momento,
Eu mais detesto.
Por isso, não me aborreças
Não me chateies,
Sai-me da frente e…
Tenho raiva...E não tomei vacina.
Como meu amigo brasileiro diz:
"Hoje não vem, que não tem"
Nem agora, nem nunca.

domingo, 25 de julho de 2010

Praia

Mais uma tarde hilariante e singular de praia...
Estacionamento complicado...durante 10 minutos, cinco pessoas a bufar e a reclamar dentro do carro, com música clássica e a andar a 20 km/h.
“Vai devagarinho que ainda arranjas lugar”. Achamos...um mini lugar, aonde pela primeira vez na vida, entreguei um meu carrinho a um amigo, claro de confiança, para estacionar. Para frente, para trás, para frente e ficou enterrado na areia. Abrir a bagageira, mesmo rés vez.
Finalmente chegamos á praia, montamos a tenda, paparoca, creme protector e banhoca de mar…Custou a entrar, ainda mais a maré estava a descer, tivemos de andar muito para a zona das ondas. Fui a primeira a entrar na água, sim Kica, estavam 40ºC ao sol…Já estava assada, tive de entrar logo, ihihih!.:)
Houve ensinamentos, testes á natação, nadar até perder pé, aonde a água estava quente em cima, mas em baixo estava gelada. E com um amigo, pusemos a boiar durante 20 minutos. Sentir a onda a levantar, como se fossemos leves… estonteante mas adorei…
Banho de sol, farnel partilhado, conversa. Guia de Istambul, relato do sitio, explicação de monumentos, contos de aventuras, para os que não foram…
O sol estava a descer, e ainda estava calor…Fomos tomar outro banho de mar… AHHHHHHH… fui, fomos todos atirados para a água…graças ao bombista.
Novamente ao ataque ao farnel e durante a tomada da famosa “lirika”:
“Atenção, isto é só para profissionais, por favor, não façam isto em casa.” LOL
Novamente ver aquele maravilhoso pôr-do-sol, com uma cor mais vermelhado… E começo das loucuras e fotos…
Guerras de areia, ir ao banho e o fato-de-banho depois não seca… e finalmente aparece a lua por detrás da duna. E o frio… atenção com a “lirika” não há frio.
O regresso a casa...Transito, pés em cima...
"Tenho areia nos ouvidos"
"Fica sossegada, não sacudas as orelhas" - Risada geral...

sábado, 24 de julho de 2010

A tarde singular de praia

Palavras, não existe, apenas este lindo pôr-do-sol...
Aonde passaram mil coisas pela cabeça, coisas a quero que desapareçam da minha vida, vontades e desejos a realizar. Pode ser que se torne reais, nunca se sabe. Mais desce tão rápido em tão poucos segundos... lá longe, na linha do horizonte.
Tomamos banho do mar ás 19 da tarde, estava divinal.
Divertimos, rimos do nosso amigo com o humor de "lirica".
Saimos da praia, ja estava escuro, sem ninguém e um silêncio...
Jantamos com a adivinha do comprimido da "lirica" entre 4 comprimidos.
Ninguém acertou...

Repara bem na bandeira!!!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Mana

Estamos longe do olhar mas perto do coração.
Gostei de falar contigo,
partilhamos as coisas que há muito tempo não faziamos.
Apesar de não sermos irmãs de sangue,
somos irmãs de coração,
de amizade,
de sempre e para sempre...

ADORO-TE MANA....

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Tempo

Novamente,
só o tempo dirá, até aonde poderei chegar...
só o tempo, me dará as oportunidades a aproveitar..
só o tempo curará tudo, menos a dor e saudades...
só o tempo...nada mais.

terça-feira, 20 de julho de 2010

O menino dança?

Tive uma aula de relaxamento e agora uma aula de dança contemporânea.
Sensações estranhas, nunca dantes sentidas.
Uma leveza no corpo,
uma liberdade de espirito,
as energias em alta,
sempre com os olhos fechados
imaginando estar noutro local
mais sentida com a música suave.

Muita técnica e paixão pelo que se faz....
As aulas de contemporâneo, onde o meu professor usa de sensações corriqueiras, para dar um "sentido", ou ate "sentimento" lógico a dança.
Para obter os resultados de uma boa coreografia, não basta apenas tecnica, é necessário sentir através dos passos e coreografias.....
É dificil dizer, mais talvez um dia seja possivel descrever em palavras determinadas coisas, como por exemplo o AMOR.....

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Dor

A dor tem diversas facetas
na cara de criança quando tem dor
e não consegue exprimir
o estar no Hospital
e não poder ver a luz do dia
não poder sentir o sol no corpo
não poder sentir o vento na cara
não voar com a liberdade.

A dor de saber de uma doença,
que em poucos dias, semanas, meses,
tempo incerto mas doloroso
a vida termina com sofrimento
sobre efeitos de medicamentos
sobre alucinações estranhas e longiquos
e fim de vida sem queremos.

Todos temos uma missão na terra
alguns tem dias, outros anos
mas todos tentam pela sua sobrevivencia
a força e a energia interna para lutar
contra tudo e todos
e poder ter uma vida tranquila
com as marcas, experiencia que Deus nos deu
é saber dar a volta sem mergulhar no escuro.

A dor é uma necessidade
aonde existe amor, existe dor,
aonde existe ferida, existe dor,
aonde existe perda, existe dor,
aonde existe sofrimento, existe dor,
só a nossa presença no mundo
é que faz a diferença.

domingo, 18 de julho de 2010

Depressão

A depressão é a principal causa de incapacidades e a segunda causa de perda de anos de vida saudáveis entre as 107 doenças e problemas de saúde mais relevantes. Os custos pessoais e sociais da doença são muito elevados. Uma em cada quatro pessoas em todo o mundo sofre, sofreu ou vai sofrer de depressão. Um em cada cinco utentes dos cuidados de saúde primários portugueses encontra-se deprimido no momento da consulta. A depressão encontra-se reconhecida no Plano Nacional de Saúde 2000-2010 como um problema primordial de saúde pública.

A depressão é uma doença mental que se caracteriza por tristeza mais marcada ou prolongada, perda de interesse por actividades habitualmente sentidas como agradáveis e perda de energia ou cansaço fácil. Ter sentimentos depressivos é comum, sobretudo após experiências ou situações que nos afectam de forma negativa. No entanto, se os sintomas se agravam e perduram por mais de duas semanas consecutivas, convém começar a pensar em procurar ajuda. A depressão pode afectar pessoas de todas as idades, desde a infância à terceira idade, e se não for tratada, pode conduzir ao suicídio, uma consequência frequente da depressão. Estima-se que esta doença esteja associada à perda de 850 mil vidas por ano, mais de 1200 mortes em Portugal.

A depressão pode ser episódica, recorrente ou crónica, e conduz à diminuição substancial da capacidade do indivíduo em assegurar as suas responsabilidades do dia-a-dia. A depressão pode durar de alguns meses a alguns anos. Contudo, em cerca de 20 por cento dos casos torna-se uma doença crónica sem remissão. Estes casos devem-se, fundamentalmente, à falta de tratamento adequado.

A depressão diferencia-se das normais mudanças de humor pela gravidade e permanência dos sintomas. Está associada, muitas vezes, a ansiedade e/ou pânico. Os sintomas mais comuns são: Modificação do apetite (falta ou excesso de apetite); Perturbações do sono (sonolência ou insónia); Fadiga, cansaço e perda de energia; Sentimentos de inutilidade, de falta de confiança e de auto-estima, sentimentos de culpa e sentimento de incapacidade; Falta ou alterações da concentração; Preocupação com o sentido da vida e com a morte; Desinteresse, apatia e tristeza; Alterações do desejo sexual; Irritabilidade; Manifestação de sintomas físicos, como dor muscular, dor abdominal, enjoo.

As causas diferem muito de pessoa para pessoa. Porém, é possível afirmar-se que há factores que influenciam o aparecimento e a permanência de episódios depressivos. Por exemplo, condições de vida adversas, o divórcio, a perda de um ente querido, o desemprego, a incapacidade em lidar com determinadas situações ou em ultrapassar obstáculos, etc. Determinar qual o factor ou os factores que desencadearam a crise depressiva pode ser importante, pois para o doente poderá ser vantajoso aprender a evitar ou a lidar com esse factor durante o tratamento.

sábado, 17 de julho de 2010

70 anos

Pai,
Se fosses vivo farias 70 anos...
Tenho saudades de ti, dos teus abraços...
Vi o pôr-do-sol, na praia
Recordei-me de ti,
Um aperto que senti no meu peito...

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Lingua portuguesa

Curiosidade
Com é regido a língua portuguesa, acerca dos acordos, aonde e porquê falar português.
Um amigo meu fez uma pesquisa e investigação, porque uma professora falou que a espanhola tinha Real Academia Espanhola, site online , com dicionários, regimentos e outros… E que em Portugal, não tinha nada disso.
E foi uma pesquisa interessante de saber, ler. Encontrou coisas muito interessantes que nem os colegas de literatura portuguesa sabiam da tal existência. Dividiu em três partes: passado, presente e futuro. Vou só pormenorizar algumas coisas.

Passado:
História da Ortografia do Português, os vários acordos entre Portugal e Brasil, desde séc. XVI. Só em 2007, o acordo ortográfico entre em vigor, com Brasil, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, depois Portugal e depois Timor-leste e Guiné-Bissau.

Presente:
Antes regia-se pela Academia de Ciências de Lisboa, agora dentro da ACL (Recursos humanos, científicos e didácticos online):
-Portal da língua portuguesa: www.portaldalinguaportuguesa.org (Institutos linguística e universidades);
-Portal Ciberdúvidas da língua Portuguesa: www.ciberduvidas.pt (Direcção-geral de inovação e desenvolvimento curricular);
-Portal Instituto Camões: www.instituto-camoes.pt (Instituto Camões);
-Portal Biblioteca Nacional Digital: http://bnd.bnportugal.pt (Biblioteca Nacional de Portugal).

Futuro:
A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) é uma organização assinada entre países lusófonos, que instiga a aliança e a amizade entre signatários. A sua sede em Lisboa.
A CPLP foi criada em 17 de Julho de 1996 por países membros:
Angola,
Brasil,
Cabo Verde,
Guiné-Bissau,
Moçambique,
Portugal,
São Tomé e Príncipe
e Timor-leste (entrada a 2002, depois da independência).
Em 2005, decidiu que no dia 5 de Maio seria comemorado o Dia da Cultura Lusófona.
Em 2006/2008 na cimeira de Lisboa, formalizar a entrada de observadores associados:
Guiné Equatorial,
Senegal,
Maurícias.
Existe uma grelha de países e regiões oficialmente interessados, com possível discussão nas próximas cimeiras:
Andorra (cimeira de 2010);
Marrocos (cimeira de 2010);
Filipinas (cimeira de 2010);
Galiza (Dependente da aprovação do governo Espanhol);
Macau (Dependente da aprovação do governo Chinês);
Malaca (Dependente da aprovação do governo Malaio);
Goa (Dependente da aprovação do governo Indiano);
Croácia (cimeira de 2012);
Roménia (cimeira de 2012);
Ucrânia (cimeira de 2012);
Indonésia (cimeira de 2012);
Venezuela (cimeira de 2012).

Coincidência: Estou a escrever isto no meu blogue e a VIII Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP está a decorrer neste dia, 23 de Julho de 2010, em Luanda, Angola.
http://www.cplp.org

“ Da minha língua vê-se o mar. ”

Obrigada, FP

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Fragilidade

Só ha poucos dias, apercebi-me do significado de fragilidade...
falada na ultima aula de biodanza
Ouvi apenas algumas palavras tristes de um amigo
que me fizeram voltar à duro e crua realidade
já pertencente ao passado
Sentir o sofrimento da altura, a dor apertada no meu coração
os factores que poderiam ter despoletado depressões
e que por decisões e rumos
e talvez conduzida por alguém lá de cima,
fez-me não cair nesse poço de sentimentos contraditórios.
Nesse momento, olhei para a janela
e a tristeza caiu em cima de mim,
um peso sobre as minhas costas
e as lágrimas retidas à muito tempo,
rolaram pelo o rosto abaixo
que aliviaram-me o aperto e ter a fragilidade à vista.
"É bonito de ver a fragilidade de qualquer pessoa"
Um interior mais profundo que temos talvez da alma.
Um alivio do passado no presente
para um melhor viver, o futuro.
Por mais dor que ainda sinto que transforme em saudades
um dia, chegarei a ti e abracarei-te
para as saudades transformarem em alegria.
Por muito sofrimento que ja passei e que possa ainda passar
que seja um objecto de continuidade, de aprendizagem.
Aprendi a viver, em mim, comigo mesma,
abri o meu coração para a paz entrar.
Ao fazer isso, abro também a minha mão
ao saber que dar também é oferecer
ofereço o meu sorriso em troca do teu
e assim minha alma enche de alegria.
Quero viver em liberdade,
quero olhar a natureza viva e bonita
quero abraçar o mundo com amor
e dizer a toda a gente que nada me vai derrubar.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Pensamento em Busca


A felicidade não é um fogo de artifício que se instala na nossa vida. É um compromisso de liberdade que pouco a pouco assumimos no nosso coração. E na liberdade nos tornaremos «servos uns dos outros», como escreveu Paulo, cerca do ano 60, à comunidade cristã na Galácia.

Canela

A canela é uma das mais antigas especiarias de que se tem registro. Conhecida como canela-do-ceilão, é nativa do Sri Lanka (antigo Ceilão), extraída da casca de uma árvore da mesma família do louro. Próxima da canela-do-ceilão, a cássia ou canela-da-china, é também obtida de um loureiro, possui sabor e aroma mais intensos, mas menos delicados. Ambas são cultivadas atualmente no Brasil e o processo de extracção é o seguinte: a casca é retirada na época das chuvas, quando há mais seiva nas árvores, depois é seca e enrolada na forma de canudos.

Esses canudos é o que chamamos de canela em rama ou de canela em pau. Os resíduos e cascas quebradas servem para a preparação da canela em pó. Podemos encontrá-la, ainda, na forma de essência e de óleo (usada para as fragrâncias). A canela pode ser usada para condimentar frango e tender. É um dos ingredientes do curry e garam masala - misturas de especiarias, ambos da cozinha indiana.

Na cozinha mediterrânea não falta nos molhos de tomate e à bolonhesa. Por aqui, seus usos mais conhecidos são no preparo de pães, biscoitos doces, bolos, tortas de frutas, cremes, frutas condimentadas, compotas, pudins e licores e para aromatizar bebidas quentes à base de café e de chocolate. Além disso, está presente em muitos doces tradicionais, como o arroz-doce, o curau, a ambrosia, as compotas de frutas e também na banana assada com mel e nas bebidas quentes e vinho quente.

O pau de canela é utilizado na preparação de pickles, frutas assadas, compotas, molhos de tomate e no cozimento de legumes. Em pó, pode ser usada na preparação de pães, bolos, cafés, doces com frutas. E também indicada na cozedura de legumes e assados.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Toque

Eu toco-te com um toque especial, porque foi deste modo que me tocaste.
É um tipo de toque que nos arrepia, que nos faz delirar, que nos dá vontade de querer mais, mais e mais...
Teu toque começou por um olhar, numa troca de olhares, que penetrou no meu mais profundo ser, atravessou espaços, quebrou limites e corre pelas veias até chegar ao coração.
Depois um toque nas mãos, dedos nos dedos, logo os arrepios percorre as linhas do nosso corpo sem fim...
Também o toque das palavras, que nos faz sussurrar ao ouvido, leva-nos a sorrir, um sorriso nunca antes visto.
E de repente, todos esses toques rompem com a matéria e vão até ao meu pensamento...
E lá dentro, ficam a tocar e trocar as minhas lembranças, mexendo com os meus desejos, que misteriosamente parecem não terem fim...

Foto espectacular...

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Iznik



İznik (na Antigüidade Niceia) é uma cidade na região da Anatólia, na Turquia.

sábado, 10 de julho de 2010

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Dolmabahçe, Galata e Taksim

O palácio de Dolmabahçe foi construído entre 1843 e 1856 no declínio do império Otomano. Este opulento palácio parece querer mostrar a riqueza e poder do império Otomano mas na verdade a história era outra. O povo estava em revolta por uma onda de nacionalismo europeu, o exército Otomano estava obsoleto e desorganizado e suas finanças descontroladas.

O palácio se encontra a margem do estreito de Bósforo e é imenso. Possui enormes salões, inúmeros quartos e banhos Turcos. O palácio é divido em duas partes: a oficial e o harém.

Cristais de bacará, quadros de pintores famosos, mobílias super luxuosas, tapetes da famosa cidade de Hereke, cada metro quadrado foi revestido com tudo o que o dinheiro pode comprar de melhor.

Existe um salão de festa de 2.000 metros quadrados com um lustre de 4 toneladas e meia presente da Rainha da Inglaterra. Por causa do seu imenso tamanho, o aquecimento deste salão era iniciado 3 dias antes da festa.

Ataturk, o fundador da República Turca, morou neste palácio por 3 meses, vindo a falecer no mesmo. Você poderá visitar o seu quarto particular e seu escritório. Quarto simples, símbolo de um homem que trabalhou e viveu por seu país.

A torre de galata foi construída ao redor de 528 A.C. Ela foi chamada de "Grande Bastão" pelos bizantinos e "Torre de Jesus" pelos Genovêses. Hoje o que você pode ver é a construção que foi feita pelos Genovêses que se estabeleceram em Istambul entre o século 14 e 15. A torre pegou fogo e foi destruida mas foi restaurada durante o império otomano.

A torre de galata se sobressae em 140 metros do Corno Dourado, foi cena de eventos interessantes. Durante o tempo de Sultão Murat IV, Hezarfen Ahmet Çelebi- que é conhecido por ter feito várias tentativas de voar a Okmeydani, prendeu asas aos seus braços em uma ocasião na tentativa de voar da torre de galata. Ele teve sucesso e os ventos de Bosforos o levaram a um outro distrito de Istambul chamado Uskudar.

Nestes mesma época algumas pessoas amarravam cordas e desciam da torre, subindo novamente pelas mesmas cordas. Eventualmente, isto se tornou um tipo de competição.
A torre de galata também foi usada como uma prisão na época do de Sultão Suleyman e depois se tornou dormitórios miltares dos ottomanos. Mais tarde ela foi usada como um tipo de farol.

Hoje você poderá subir ao seu topo e terá uma visão maravilhosa da antiga constantinopla, do Bosforos e Corno Dourado.

Fomos a Taksim. Dia de Chuva a potes.
A quem tenha perdido o chapéu por duas vezes.
Compras no Taksim, Igreja de Sto Antonio, Mercado das Flores..
"Lira e Lara"

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Dolmabahçe

Acordamos mais tarde. Fomos para o Dolmabahçe, as estava fechado, por ser dia de folga. Fomos ao museu Naval com descontos dos cartões Icom. Barcos, ouro, madreperola. Fomos depois para Museu Militar. Tivemos de apanhar o autocarro e almocamos por 6lt, ali perto. Vimos os dois andares cheios de coisas da guerra, quase a correr, estavam na hora de fechar. Passamos pelo Taksim, por funicular, electrico antigo, pelo prazer de um passeio.
Apanhamos o electrico para o hotel, no qual o um dos nossos, estava qause a vomitar dentro do electrico, por causa dos cheiros...
Compra do casaco de Lacoste por 40 Liras. Perfume que vendia a 5 Liras, ao ver o nosso regateiador, mudou para 2 Liras.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Hagia Sofia

A Basílica de Santa Sofia, também conhecida como Hagia Sophia (grego: Άγια Σοφία Hagia Sophia, que significa "Sagrada Sabedoria"; Ayasofya em turco) é um imponente edifício construído entre 532 e 537 pelo Império Bizantino para ser a catedral de Constantinopla (atualmente Istambul, na Turquia) e que foi convertido em mesquita em 1453 até ser transformado em museu, em 1935.

A primeira grande igreja no local foi construída pelo Imperador Constâncio, filho de Constantino o Grande, mas foi destruída durante a Revolta de Nika de 532. O edifício foi reconstruído em sua forma atual entre 532 e 537 sob a supervisão pessoal do imperador Justiniano I. É considerada o exemplo principal da arquitectura bizantina. De grande importância artística, seu interior foi decorado com mosaicos e colunas e esculturas de mármore. A riqueza e o nível artístico da basílica teria levado Justiniano a dizer Νενίκηκά σε Σολομών ("Salomão, eu te superei!").

Olho para aquele monumento brutal e o tempo recua...imagino na altura de grandes glórias, paredes e teco doirados. Devia brilhar como se fosse todo de ouro, cada pormenor interessante, cada história em cada canto. Pelas fotos, mostrava monumento grandioso.Foram duas horas, a apreciar... os túneis de pedra, o acesso para o andar de cima.

"Quer um guia?"
"Não, já conheço isto."
"Ai sim, quem foi o primeiro arquitecto?"
"Junta as letras e forma uma palavra"

A Cisterna de Basílica ou de Yerebatan Sarnıcı é a maior das 60 construídas em Istambul durante a época bizantina e se encontra perto da Basílica de Santa Sofia. Construída em poucos meses, no ano 532, utilizando 336 colunas romanas procedentes de templos pagãos da Anatólia, a maioria de ordem coríntia. Ocupa uma área de 10.000 metros quadrados e tem 8 metros de altura com uma capacidade para 30 milhões de litros. Foi utilizada até finais do século XIV como cisterna de água e a meados do século XIX foi restaurada depois de ser usada como armazém de madeira.
A cisterna foi construída para evitar a vulnerabilidade que significava para a cidade que durante um assedio foi destruído o Aqueduto de Valente.
A cisterna foi usada como cenário para o filme de James Bond, em Desde Rússia com amor.
As bases de dois reusar das colunas obstruem mais cedo carved com a cabeça de a Medusa. São ficados situados no canto noroeste da cisterna. A origem das duas cabeças é desconhecida, embora se espalha boatos que as cabeças estiveram trazidas à cisterna após ser removido de um edifício antique do período Roman atrasado. Um outro mistério é porque uma das cabeças é de cabeça para baixo, quando a outra for inclinada a um lado. Aceita-se geralmente por cientistas que estiveram colocados que maneira deliberadamente.

Museu de Arte Islamica: Muséu da água, Tapetes, sarcofagos, colunas, materiais com madreperola... Saber o meio que eles utilizavam para transportar a água, e o pedido tinha de ser directamente ao Sultão.

Fomos ver, a loja do museu, e aproveitamos para comer um gelado, na esplanada, enquanto alguns iam a casa de banho. Comprei um corneto e ao abrir, achei mto estranho. Tinha falta de gelado de um lado, uma enorme cratera até quase la abaixo, e uma cor estranha...Mostrei ao empregado e ficaram a olhar para mim, com a cara de idiotas. Deixaram-me tirar outro, ficaram a olhar e deitaram fora, a rir.

Grand Bazar - kapaliçarsi, o maior mercado do mundo.
Considerado o maior mercado do mundo, Kapali Çarsi possui cerca de 4 mil lojinhas distribuídas entre ruelas e praças vendendo a torto e a direito tudo o que você imagina. Só pra resumir ao invés de entrar em detalhes, o enorme mercado é o Paraguai da Turquia. Era de se esperar, pois vontade de negociação dos vendedores e a pechincharia por parte dos turistas é o que não falta.
Àqueles que apreciam os temperos, pode dar uma visitada ao sector de especiarias. Também existe o sector do ouro, sector dos livros, sector da roupa.

Mais uma aventura ás lojas dos tapetes, interesse, manda abrir alguns tapetes, recebemos a hospitalidade deles, a "apple tea". E regateiamos o preço de mini-tapetes, depois dizia q nao queria e ia embora, deixando os outros com a batata quente. Mas seguiram-nos, baixando o preço, até um de nós comprar.
Comprei os meus candeeiros por 70 liras os dois com pendura de parede.
O bazar fecha as portas ás 19h, fomos para feira de fora, aonde o nosso amigo regateador, queria comprar ums boxers. estava a discutir com o comerciante o tamanho dos boxers, que eram pequenos.. Surreal.
Fomos ao mercado do livro, aonde um dos nossos comprou o livro de Istambul. Demos voltas e mais voltas e perdemos. Tivemos de pedir ajuda para sair. Fomos para o Hotel, tomar banho para irmos jantar.
Fomos a um restaurante, que o empregado queria falar espanhol. A seguir fomos ao local de chá de ontem. Jogamos damas.
"Comer para trás.."
As 3.30 fomos para o hotel. Havia duas pessoas que seguiam para portugal, no dia seguinte.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Mar Negro e estreito de Bósforo

Passeio de barco do corno de ouro, ao estreito de Bosforo até perto do Mar Negro. Seis paragens, Palacio de Dolmebahçe, zonas pescatórias. A ponte sobre o estreito de Bosforo, só tem duas colunas, de resto, suporta por uma placa horizontal. Ultima paragem, iskele. Almoçamos peixinho, debaixo e um toldo, que nos assava, parecia sauna. Subimos até as castelo, aonde viamos o panoramico todo... para á do mar negro... Grandes barcos.

De volta, imaginava o corno de ouro e o estreito de Bosforo, cheio de barcos, seja de guerra ou de carga, aonde vinham as especiarias para troca.
Guerra entre canhões de terra e barcos armados no mar.
As mulralhas gigantes, aonde dificilmente se entrava... apenas com negociações.
Fomos para dentro do barco e adormecemos nos sofás.
Feira Egipcia, que fecha ás 19h. Era um ponto de encontro com todos. Enquanto os rapazes ficavam a ver as coisas da rua, nós raparigas fomos tomar barco turco.

Aventuras: "Police police, ah ah ah" e riam na nossa cara.

Banho turco, com esfoliação corporal com sabão e massagem com óleo a 50 lt, 25€.
Uma aventura, excitação e loucuras, só assistidas e participadas, lol.
Despidas entramos num quarto de paredes de pedra e texto para a luz do dia, com três bacias. A mulher mandou sentar no degrau e praticamente atirou-nos com a água a ferver para cima de nós... Deu-nos uma taça e saiu. Ficamos de boca aberta...
Ficamos lá a atirar a água umas às outras, na conversa, até a senhora voltar a entrar e chamar a primeira vítima. De repente, ouvimos a gritar, fomos espreitar. Estava deitada com monte de espuma em cima…lol. Depois outra vitima e finalmente, depois de quase estar encardida, mole, quase a falecer (reparei no relógio da japonesa, tinha passado uma hora), fui a seguir.
Deitei-me na maca, de repente, com uma luva de crina, e com um velocidade e pressão, que doeu. Parecia que ia arrancando a pele com a palha de aço… Deu-me vontade de dizer: “epá. É a minha pele, não estou suja. Sou mesmo assim, morena.”
Depois veio o malabarismo com a toalha com sabão. E passava pelo meu corpo e deixava cair a espuma toda em cima. O sabão a arrebentar no peito e a deslizar pelo curvas…… é uma sensação óptima. De seguida, uma mini toalha para o corpo, outra para os ombros e outra para os cabelos, e toca a ir para fora… aonde passam homens e mulheres… Ofereceram chá e esperamos pela vez da massagem com óleo.
Os rapazes, não tiveram vontade (ou coragem) para fazer um banho turco, foram arranjar local para jantarmos. Ali ao lado, no último andar de um hotel, aonde se via a Mesquita Hagia Sofia numa perspectiva diferente. Fizeram montes de perguntas e nós eufóricas, contávamos a nossa aventura.
“Também posso ter um banho turco na minha casa”
“E a esfoliação?”
“ponho algo no chão e rebolo com um gato”
Fartamos de rir.

Algumas pessoas forma para o Hotel, outros foram para uma bar aberto 24 horas, fumar nargile e beber chá até ás 3 da manhã. Sofás, poltronas e gajos jeitosos, que trouxeram mantas para mim, por estar num sofá, lol.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Palácio de Topkapi

O Palácio de Topkapi foi residência dos sultões por três séculos. Topkapi significa porta (kapi) redonda (Top). Mehmet o conquistador construiu o palácio logo após a conquista de Constantinopla em 1453.

Hoje o Palácio é dividido em salas com exposições de objetos em ouro (tronos, xícara, talheres, berço, jóias, quilos e quilos em ouro) cravejados em pedras preciosas, prata, cerâmicas, miniaturas, roupas e artigos sagrados para os muçulmanos (Você podera ver entre outros objetos sagrados os fios da barba e marca do pé do profeta Maomé). Esmeralda de 83 kilates, panoramica para o mar, estreito de Bósforo.

O Harém do palácio de Topkapi, cheio de mistérios e lendas é aberto ao publico e você poderá ver como as mulheres, mães e concubinas dos sultões viviam. Certamente mulheres belíssimas, faziam o que podiam de melhor para ter a atenção do sultão, mas o harém também era um local governado com tradição, obrigatoriedade e cerimonias.

Museu do Mosaicos;
Hárem;
tesouro;
Quiosques;
Exposição Russa;
Sumo de laranja: Portakal.
Bazar Egipcio: especiarias, candeeiros, tapetes;
há pessoas que se passam... chegam ás feiras, que a loucura de regatear salta cá para fora, quando se fala em tapetes, ui..

Ponte de Gálatas, para jantar peixe. Ponte por cima com os pescadores a pescar e por baixo restaurantes para comer peixe..

Comerciantes da rua, compraram camisolas de Lacoste, puff, pulseiras e terços, t-shirts... estavam a comentar que eu não tinha comprado nada. Não tinha visto nada de interesse.
Andamos para a frente, paramos num com pulseiras.. e o comerciante, virou-se para mim e deu-me uma pulseira. Eu disse que não queria, que não estava interessada.
"Fou you"
"No thanks"
"Gift"
"No, no want" e não quis.
"I go away"
"gift"
Vim me embora, agradecida pelo presente.
E puseram-me no pulso. Um pulseira com um olho. Ainda hoje tenho esse pulseira no pulso. Pode ser que me dê sorte..ou amor. Sabe-se lá.

Istambul

Tenho o mar por baixo dos pés
Tenho o sol tórrido, quente por cima da cabeça,
Tenho as muralhas mais antigas ao meu redor
Estar na terra aonde tudo começou
Aonde a civilização foi como um inicio
Aonde os templos tem muitos anos de vida
Aonde a restauração
É a prova do ano europeu da cultura.
Aonde em qualquer lado, qualquer templo,
Ouve-se mil línguas, mil idiomas
Várias culturas, vários trajes
Seja colorido ou escuro.

Na terra aonde um olho,
Na meia-lua nos vigia
Um mergulho no Mar Negro
Um pé no estreito do Bósforo,
Um xaile ou bursa em todas as mesquitas
Um olhar indiscreto dos homens.
Num pais estranho, de culturas diferentes
Aonde o oriente e ocidente se chocam
Aonde existe a famosa troca de especiarias
Aonde a nossa mente nos leva a mil e uma perguntas
Sobre a religião, culturas, relações,
E maneira de ser e de viver.

Aonde um dia, existiu um muro
A separar a terra do mar
A evitar invasões e estranhos
Aonde havia guerra por terra com os seus canhões
Ou por mar com os seus barcos
Troca de bens e materiais
Como as especiarias, louça, peças, tapetes
Por preços tanto altos como baixos
E com o regatear a todo o custo.

domingo, 4 de julho de 2010

Museu Arqueológico

O Museu Arqueológico de Istambul é o maior museu da Turquia, sendo dedicado à arte e cultura das civilizações antigas que floresceram especialmente na área de Istambul, mas também de outras regiões que em algum período pertenceram à órbita do Império Otomano ou que foram por ele influenciadas. Compreende de facto três museus distintos: o Museu Arqueológico propriamente dito, o Museu de Antigüidades Orientais e o Museu do Quiosque Esmaltado.
Museu da louça;
Esculturas sem cabeças;
O Sarcófago de Alexandre;
Peças de Tróia;
Jardins;

Espectáculo de danças tipicas da Turquia, as saias dançantes no Hermitage de Artes e Danças: Mevlana. Com direito a copo de água e doces tipicas da Turquia.
Todos adormeceram...mesmo com a música.

Por ser Domingo, havia familias nos jardins. Passeio á beira-rio, aonde os barcos atracam e saem. Comerciantes a venderem na rua a preços mais baratos. Vimos pela primeira vez, sandes de peixe com salada, grelhada num carrinho...

Fomos á Mesquita Nova, muito gira, com ornamentos em dourados. Ficamos lá sentados, apreciar a mesquita. Os tapetes tinham um cheiro caracteristico...

sábado, 3 de julho de 2010

Zona velha de Istambul

Zona velha de Istambul:
Igreja de khora;
Mosteiro e museu de PammaKaristo;
Museu islámica;
Igreja Nª Srª dos Mongois, tivemos que bater á porta, com um túnel segreda que vai até a Hagia Sofia, para ai 5 kms, agora fechada;
Mesquita dos Bulgáros, aonde está uma Nª Srª Perpetua Socorro, Madrinha da minha Mãe;
Almoço por 7 liras, 3,5€.
Descanso na relva, há quem tenha ferrado a dormir, na relva, sobre o mapa de istambul...
Mesquita Selim, um interior da Mesquita mais bonita...exterior com vista panoramica excelente;
Pantocrator, fechada para obras;
Comemos uma coisas estranhas, parecia framboesas brancas, as outras frutas eram normais. Ameixas, cerejas maiores e mais doces..
Discussão entre guias, tive de meter no meio, para equilibrar a situação, para ir... esqueci-me o nome do sitio.
Mesquita Fatih;
"Se dois para esquerda e um para a direita, vamos pelo lado da maioria"
Encontro com o resto do grupo. Chá de menta.
Fumar cachimbo...
"Isto é num cemitério"
"Ai, se calhar andamos a fumar cinzas dos mortos"
Gargalhada total...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Começo da nossa Viagem

Encontro do grupo para o check-in, 6 pessoas e depois juntaram mais duas pessoas.
Viagem de 4 horas, estavam todos um pouco excitados. Liamos revistas, jornais. Viamos letras estranhas, i com ponto e sem ponto, em vez de acentos tem uma meia lua...

Chegamos a Istambul, á noite e fomos para a pistas das malas.. viamos mulheres tapadas, que só se viam os olhos... Pegamos nas nossas malas, no transfer e seguimos para o nosso hotel.

Escolhas das camas, descanso de 5 minutos, pousar as malas.. organizar as idas e saidas da wc e sair para jantar com mais duas pessoas. Ao todo, eramos 10 pessoas. Fomos jantar, no lugar pacifico. Aonde podiamos falar uns com os outros. Aonde podaimos organizar os nossos passeios, saber prewços, saber informações.

Depois, fomos dar uma volta até Mesquita Azul que era frente á Mesquita Hagia Sofia. Ver estas duas mesquitas debaixo da noite, rodeada de luzes e de silêncio...

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Istambul

A Turquia situa-se entre a Europa e a Ásia. Na sua componente europeia a Turquia faz fronteira com a Bulgária a noroeste, com a Grécia a oeste e a noroeste, e é limitada pelo Egeu a oeste. Na Ásia, está limitada a norte pelo Mar Negro e a sul pelo Mar Mediterrâneo. Tem fronteiras a sul com o Iraque e com a Síria, a este com a Arménia e com o Azerbeijão (Nakhichevan), a sudeste com o Irão e a nordeste com a Geórgia.

A superfície total do país é de 814.578 km2 e tem um total de 8.333km de litoral. Ancara é a capital e Istambul, a sua maior cidade, une dois continentes sobre o espectacular estreito de Bósforo.

Para fins geográficos, o país divide-se em:
Sete regiões, a Região da Marmara, a Região do Egeu (oeste), a Região do Mediterrâneo (sul), a Região da Anatólia Central, a Região da Anatólia Oriental, a Região da Anatólia do Sudeste e a Reggião do Mar Negro (norte). Oficialmente, divide-se em 81 províncias.

A Turquia disfruta de climas distintos de acordo com a região, ainda que o clima mediterrânico domine com Verões quentes e secos e Invernos suaves e chuvosos, sobretudo nas regiões dos mares da Marmara, do Egeu e do Mediterrâneo. Na região do Mar Negro o clima é subtropical com Verões quentes, Invernos suaves e pluviosidade alta.

A gastronomia turca é muito diversificada e rica.
A variedade de pratos, sequências e combinações da cozinha turca, tornam a sua descoberta extremamente aliciante.

A cidade de Izmir acolherá em 2015 a EXPO IZMIR cujo tema central é "Saúde para Todos". Clique: www.expoizmir2015.org/~

Curiosidades
Sabia que... Istambul é a única cidade do mundo que se localiza em dois continentes: Europa e Ásia. Durante os seus 25 mil anos de história foi capital do Império Romano, Bizantino e Otomano.

Duas das sete maravilhas do mundo antigo ficavam na Turquia: o templo de Artemis em Éfeso e o mausoléu de Halicarnassus em Bodrum.

São Nicolau, actualmente conhecido como “Santa Claus” ou Pai Natal, nasceu e viveu em Demre, na costa mediterrânica da Turquia. Esta aldeia tem a famosa igreja de St.Nicholas, onde está o sarcófago onde se acredita estar o seu túmulo.

O primeiro homem a voar era Turco. Usando duas asas, Hezarfen Ahmet Celebi voou da torre Galata sobre o rio Bósforo para aterrar em Uskudar no séc.XVII.

Muitos arqueologistas e estudiosos da Bíblia acreditam que a Arca de Noé aterrou no monte Ararat (Ağrı Dağı) no Leste da Turquia.

A famosa batalha de Tróia decorreu na parte oeste da Turquia, onde actualmente se encontra uma estátua de madeira com os restos do cavalo de Tróia.

Foram os Turcos que introduziram o café na Europa.

De acordo com a tradição Turca, um estranho à porta de casa é considerado um convidado de Deus e deve ser acomodado convenientemente.

Júlio César proferiu a sua famosa proclamação Veni Vidi Vici (chegar, ver e vencer) na Turquia depois de derrotar Pontus, um formidável reino na zona do Mar negro.

Alexandre o Grande conquistou um vasto território actualmente localizado na Turquia e também dividiu o Gordion Knot na capital Frígia, não muito longe de Ancara, a actual capital Turca.

Aesop, famoso no mundo inteiro pelas suas fábulas e parábolas, nasceu na Anatólia.

Parte da costa Sudoeste da Turquia foi um presente de casamento de Marco António a Cleópatra.

Decorrem anualmente na Turquia pelo menos 150 escavações arqueológicas.

A escrita foi usada pela primeira vez pelo povo da Anatólia. As primeiras tábuas do abecedário datam de 1950 a.C.

A última casa da Virgem Maria foi na Turquia, em Selçuk.

Leonardo Da Vinci desenhou projectos para uma ponte sobre o Bósforo, o estreito que separa a Europa da Ásia.

O representante de Carlos V da Holanda, Embaixador Ogier Ghiselin de Busbecq, na corte de Süleyman, o Magnífico, introduziu as túlipas da Anatólia na Holanda.

Em 1492 o Sultão Beyazid II, depois de saber da expulsão dos judeus, mandou os navios Otomanos trazê-los em segurança para terras Otomanas.

São Paulo nasceu no Sul da Turquia, em Tarso. Passou parte da sua vida entre os Cristãos da Anatólia dedicando a maior parte das suas Epístolas bÍblicas aos mesmos.

Istambul alberga a histórica estação ferroviária de Sirkeci, última paragem do Expresso Oriente-Simplon, “rei dos comboios e comboio dos reis”, que fazia o trajecto entre Paris e Istambul desde 1883 a 1977.

Nota: Este mapa não foi feito com medidas precisas. Nossa intenção é que você tenha ideia da localização dos pontos turísticos de maior importância. Note que alguns lugares são bem próximos uns dos outros. Lembro também que Istambul é uma cidade muito grande com aproximadamente 14 milhões de habitantes.