Meus outros blogs:

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Provérbios - Letra O

O alheio chora o seu dono.
O barato sai caro.
O Bem soa; o Mal, voa.
O bom filho à casa torna.
O bom julgador por si se julga.
O bom junto ao pequeno fica maior, e junto ao mau fica pior.
O cão com raiva, do seu dono trava.
O casamento e a mortalha no céu se talha.
O descuidado sempre é necessitado.
O Diabo cobre com uma manta e descobre com um chocalho.
O fraco ofendido atraiçoa e o forte perdoa.
O fruto proibido é o mais apetecido.
O futuro a Deus pertence.
O ganho e a lazeira andam de feira em feira.
O hábito não faz o monge.
O ladrão volta sempre ao local do crime.
O mal e o bem à face vem.
Ó mar alto, ó mar alto, ó mar alto sem ter fundo; mais vale andar no mar alto do que nas bocas do mundo.
O mau é ter mais olhos do que barriga.
O medo guarda a vinha.
O Melão e a Mulher são maus de conhecer.
O mês de Agosto será gaiteiro, se for bonito o 1º de Janeiro.
O morgado e a morgada e o resto da manada não prestam para nada.
O necessário deleita, o desnecessário atormenta.
O novo por não saber e o velho por não poder deitam tudo a perder.
O olho do dono, engorda o cavalo.
O pouco basta, e o muito se gasta.
O primeiro milho é para os pardais.
O prometido é devido.
O que a água dá, a água levará.
O que anda a cavalo vive pouco; e o que anda a pé, contam-no por morto.
O que é demais, molesta.
O que está feito, feito está.
O que não mata, engorda.
O que não tem remédio, remediado está.
O que o juízo dos pais acumula, a loucura dos filhos desbarata.
O que para uns é mel, para outros é fel.
O que tem de ser, tem muita força.
O rabo, sempre cheira ao que larga.
O Robalo, quem o quiser há-de escamá-lo.
O Saber não ocupa lugar.
O segredo é a alma do negócio.
O seguro morreu de velho.
O seu a seu dono.
O Sogro e o Furão só dão interesse debaixo do chão.
O sol quando nasce é para todos.
O Surdo faz falar o Mudo.
O tempo é o melhor Juiz de todas as coisas.
O tempo em Fevereiro enganou a Mãe ao soalheiro.
O tempo perdido nunca se recupera.
O trabalho do menino é pouco, mas quem o despreza é louco.
O último a rir é o que ri melhor.
O Verão colhe e o Inverno come.
O Vinho e o Amigo, do mais antigo.
Obra de vilão, deitar pedra e esconder a mão.
Ofende os bons quem poupa os maus.
Olhar para a uva não mata a sede.
Olho azul em português não é sinal de boa rês.
Olho por olho, dente por dente.
Olhos que não vêm, coração que não sente.
Oliveira de meu avô, Figueira de meu pai, vinha que eu plantar.
Onde fores ter, faz como vires fazer.
Onde se chora não cantes.
Onde vai o emprestado, que venha remediado.
Orelha de homem, nariz de mulher e focinho de cão, nunca viram o Verão.
Os amigos são para as ocasiões.
Os cães ladram mas a caravana passa.
Os dias do Natal são saltos de pardal.
Os erros dos médicos a terra os cobre.
Os homens não se medem aos palmos.
Os males dos nossos avós, fazem-no eles e pagamo-los nós.
Os olhos pedem mais do que a barriga aguenta.
Ouriços do S. João são do tamanho dum botão.
Ouro adquirido, sono perdido.
Outubro meio chuvoso, torna o lavrador venturoso.
Outubro quente traz o diabo no ventre.
Outubro suão, negaças de Verão.
Ouve tudo bem, diz o que lhe convém.
Ovelha que berra, bocado que perde.

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Tu...

Sua presença é um presente para o mundo.
Você é único e só há um igual a você.
Sua vida pode ser o que você quer que ela seja.
Viva os dias, apenas um de cada vez.
Conte suas bênçãos, não seus problemas.
Você os superará, venha o que vier.
Dentro de você há muitas respostas.
Compreenda, tenha coragem, seja forte.
Não coloque limites em si mesmo.
Muitos sonhos estão esperando para serem realizados.
As decisões são muito importantes para serem deixadas ao acaso.
Alcance seu máximo, seu melhor e seu prémio.
Nada consome mais energia do que a preocupação.
Quanto mais tempo se carrega um problema, mais pesado ele fica.
Não leve as coisas tão a sério.
Viva uma vida de serenidade, não de arrependimentos.
Lembre-se que um pouco de amor dura muito.
Lembre-se muito disso: dura para sempre.
Lembre-se que a amizade é um investimento sábio.
Os tesouros da vida são todas as pessoas.
Perceba que nunca é tarde demais.
Faça coisas simples de uma forma simples.
Tenha saúde, esperança e felicidade.
Encontre tempo para fazer pedidos a uma estrela.
E nunca jamais esqueça
Por sequer um dia
O quanto você é especial.

(Autor desconhecido)

sábado, 17 de novembro de 2007

Roda de Choro!!


A sala mais badalada dos anos quarenta recebe a Roda de Choro de Lisboa.Entre dourados e espelhos o grupo de músicos que nos põe a dançar às terçasfeiras prepara-se para mais uma noite de muita música econfraternização.Vamos deambular por uma pista mítica, abanar a anca eescolher de entre os presentes o mais apetitoso para rodopiar na pista…istopromete! Acordes para dançar juntinho num local cheio de inspiraçãovisual.Aqui cabe tudo, sons de cá e do país do samba, homens ,mulheres emais tudo o que quiser participar.Numa rodinha *sui generis* prepara-se umbailarico à antiga cheio de pica e com sabor a riso.Vamos nessa!...hoje a malandragem não fica em casa.

http://rodadechoro.blogspot.com/

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Criança Vê! Criança Faz!

Este é um ótimo vídeo para percebermos o quanto as nossas atitudes servem de exemplo para as nossas crianças.



Criança Vê! Criança Faz! Dê o exemplo!

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Provérbios - Letra R, S, T

Ramos molhados, anos melhorados.
Rego aberto, meia jeira é.
Ri melhor quem ri por último.
Ri-se o diabo quando o pobre dá ao farto.
Rogos de rei, mandados são.
Roma e Pavia não se fizeram num dia.
Ruídos ao Nascente: desapõe os bois e foge sempre.

S. João (24/06) e S. Miguel (29/09) passados tanto manda o amo como o criado.
S. Miguel (29/09) passado, todo o amo é mandado.
S. Miguel (29/09) soalheiro, enche o celeiro.
Saber esperar é uma grande virtude.
Santos da Terra não fazem milagres.
Sapato branco em Janeiro é sinal de pouco dinheiro.
Sáveis por S. Marcos (25/04), enchem-se os barcos.
Se a Senhora das Candeias (02/02) rir, está o Inverno para vir.
Se chover antes de missa, toda a semana borriça.
Sê em Agosto cuidadoso e aguilhoa o preguiçoso.
Se em Outubro te sentires gelado, lembra-te do gado.
Se o Inverno não erra caminho, têmo-lo pelo S. Martinho.
Se o sapo canta em Janeiro, guarda a palha no sendeiro.
Se o velho pudesse e o novo quisesse, nada havia que não se fizesse.
Se queres ser bom alheiro, planta alhos em Janeiro.
Se queres ser bom milheiro, faz o alqueire em Janeiro.
Se queres um bom alhal, semeia-o antes do Natal.
Se queres ver o teu corpo, abre o teu porco.
Se queres ver o teu marido morto, dá-lhe couves em Agosto.
Seda em Janeiro, ou fantasia ou falta de dinheiro.
Segundo lá escolhestes, assim cá vos contentai.
Semana Santa molhada, terra alterada.
Semeia e cria, e viverás com alegria.
Setembro, ou seca as fontes ou leva as pontes.
Simão (Outubro) favas no chão.
Sol de Junho, madruga muito.

Tanta chuva pelas candeias, tantas abelhas pelas colmeias.
Tanta vez vai o rato ao moinho, que um dia fica lá com o focinho.
Tantas cabeças, quantas sentenças.
Tantas vezes vai o cântaro à fonte que um dia lá fica a asa.
Tanto lês, que treslês.
Tanto vale cada um na praça, quanto vale o que tem na caixa.
Tantos dias de geada terá Maio, quantos de nevoeiro teve Fevereiro.
Tão ladrão é o que vai à horta, como o que fica à porta.
Tão ladrão é o que vai à vinha, como o que fica à espreita.
Tem o porco meão pelo S João (24/06).
Tempo de Santa Luzia, cresce a noite, minga o dia.
Tempo é dinheiro.
Temporã é a castanha que por Março arrebenta.
Todo o burro come palha, é preciso é saber dar-lha.
Todos os caminhos vão dar à ponte, quando o rio vai de monte a monte.
Todos os caminhos vão dar a Roma.
Todos os pássaros comem trigo e quem paga é o pardal.
Tostão a tostão faz um milhão.
Tristezas não pagam dívidas.
Tudo em Novembro guardado; em casa ou arrecadado.
Tudo está bem, quando acaba em bem

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Quando a gente pensa que sabe todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas...

"Um sujeito estava a colocar flores no túmulo de um parente, quando vê um chinês a colocar um prato de arroz na Lápide ao lado.
Ele vira-se para o chinês e pergunta:
- Desculpe, mas o senhor acha mesmo que o seu defunto virá comer o arroz?
E o chinês responde:
- Sim, e geralmente à mesma hora que o seu vem cheirar as flores!!!"
RESPEITAR AS OPÇÕES DO OUTRO, EM QUALQUER ASPECTO, É UMA DAS MAIORES VIRTUDES QUE UM SER HUMANO PODE TER. AS PESSOAS SÃO DIFERENTES, AGEM DIFERENTE E PENSAM DIFERENTE"."NUNCA JULGUE. APENAS COMPREENDA!"

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Pontos para aliviar

1. Obesidade
Antes, uma ressalva: sem uma dieta equilibrada e exercícios, você pode apertar o corpo inteiro que não vai ter estímulo que dê conta dos quilinhos a mais. Mas se a dupla já faz parte do seu dia-a-dia e, ainda assim, está difícil abaixar os ponteiros da balança, comece a estimular os três pontos a seguir:
Cintura: imagine dois pontos, um de cada lado da sua cintura, localizados a dois dedos acima do seu umbigo. Pressione ambos, um de cada vez.
Joelhos: na lateral de cada um deles, encontre um ponto quatro dedos abaixo do osso principal e pressione.
Coxas: na lateral interna, conte três dedos acima do osso do joelho e pressione.

2. Dores no peito
Cansaço ou má postura causam dores terríveis no peito às vezes, o excesso de peso nas aulas de musculação também traz umas dorzinhas. Para se livrar delas, estimule os dois pontos a seguir:
Mamilos: encontre as costelas logo abaixo de cada um deles e pressione a região localizada entre elas.
Pulsos: acompanhando a linha do dedo mínimo, encontre um ponto entre o punho e a mão. Pressione.

3. Ansiedade
Além de respirar fundo, quando bater aquele desespero aproveite para fazer uma auto-massagem em dois pontos:
Pulsos: acompanhando a linha do dedo mínimo, encontre um ponto entre o punho e a mão. Pressione. Faça o exercício nos dois lados.
Espaço entre o polegar o indicador: com a palma virada para baixo, espalme a mão. Você vai pressionar um ponto encontrado entre a base do polegar e do dedo indicador.

4. Distúrbios da menstruação
Cólicas e descontrole do fluxo podem ser amenizados com o estímulo de três pontos:
Tornozelos: conte quatro dedos acima daquele ossinho saliente, na parte interna da perna, e pressione, dos dois lados.
Joelhos: conte três dedos abaixo do osso que marca o joelho, do lado interno da perna e pressione.
Barriga: meça dois dedos na linha bem abaixo do umbigo e pressione.

5. Sinusite e Alergias
Desconfortos respiratórios são um dos problemas que mais abalam o fluxo de energia pelo corpo. Isso porque a chegada de oxigênio às células fica supercomprometida. Para evitar que eles se agravem e acabem dando origem a outros males, estimule os pontos abaixo:
Rosto:- logo abaixo do olho, pressione o ponto que marca o início da cavidade óssea. Faça dos dois lados ao mesmo tempo.
Nariz: pressione a raiz do nariz, no final da sobrancelha. Faça dos dois lados ao mesmo tempo.
Nariz: ao lado de cada cavidade, onde o nariz encontra-se com o resto do rosto, existe um ponto. Pressione dos dois lados ao mesmo tempo.

6. Dor-de-cabeça
Para afastar esses fantasma, faça massagens em dois pontos:
Punho: pressione o primeiro ossinho saliente, ali no fim do punho e início do polegar.
Espaço entre indicador e polegar: aperte a área localizada entre as bases do polegar e do dedo indicador.

7. Transpiração excessiva nas mãos
Suavizar este desconforto é possível a partir do estímulo de um único ponto:
Palma da mão: encontre o ponto que fica bem no centro da palma da sua mão e aperte.

8. Zumbido nos ouvidos
Nem mesmo o ruído que insiste em azucrinar sua paciência escapa à atenção dos médicos orientais. Para dar fim nele, os especialistas recomendam duas massagens:
Queixo: abra a boca e encontre uma depressão entre a articulação da mandíbula com o maxilar. Aperte esse ponto, dos dois lados. Você pode fazer ao mesmo tempo ou alternado.
Orelhas: na base delas, encontre a saliência da mandíbula e aperte.

9. Mal-estar ou impressão de desmaio
Se sentir que os olhos estão escurecendo e a tontura se aproxima, não hesite e comece a estimular os pontos abaixo:
Buço: pressione com firmeza a região central do buço (área localizada abaixo do nariz e acima do lábio superior)
Pé: na planta do pé, ache o ponto entre o segundo e o terceiro dedo (considerando o dedão como marca inicial)

10. Dificuldades urinárias
Se você apresenta muito inchaço porque tem dificuldade de eliminar líquidos, faça massagens freqüentes num ponto:
Dedo mínimo: encontre o ponto localizado na primeira junta dele, contando de baixo para cima. Pressione os dedos das duas mãos.

sábado, 3 de novembro de 2007

Saber amar..

Ah! Como é bom saber amar alguém,
ter dentro de si aquele amor ardente,
amar com todo ardor que a alma consente
sem temer ser loucura, mal... ou bem.

Mas há quem se iluda, quem diga que ama...
frouxa luz de candeia que se apaga,
simples amor que esvoaça, que divaga,
deixa morrer no coração a chama.

Amor é tudo o que se dá feito ternura,
é ficar preso d'alguém sem amargura,
sem se sentir como ave em cativeiro.

É o encontro de paixões iguais... sentidas;
depois, duas almas numa só unidas,
duas vidas que se entregam por inteiro.

(Poema de Maria Teodora in Thornlessrose)

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Chip do tamanho de um grão de arroz...

Que tal passar a viver com um pequeno objeto implantado debaixo da pele? Do tamanho de um grão de arroz, este objeto mágico pode ajudar a polícia a localizar seqüestrados - e os médicos, a descobrir a história de cada paciente.
O objeto é do tamanho de um grão de arroz. Quase some na mão. É um chip, como aqueles que existem nos computadores. Mas este chip, mesmo assim tão pequeno, pode ajudar a salvar vidas. "Em questão de segundos ele é capaz de dar todo tipo de informação sobre uma pessoa, em qualquer parte do mundo em que ela esteja", explica o médico Richard Seelig. Ele acha que vai ser especialmente útil para quem usa marca-passo, ou sofre de doenças que fazem perder a consciência.
Mas o objeto, chamado verichip, não é para ser carregado. Ele deve ser implantado. O doutor Seelig tem tanta fé no verichip que implantou dois: um no braço, outro nos quadris. O implante foi feito usando uma seringa. O verichip é de vidro, forrado com uma camada de plástico especial. Segundo o médico, é isso que evita a rejeição e que ele se mova embaixo da pele.
O fabricante do verichip explica: o número que identifica cada pessoa é transmitido automaticamente para um computador. Imediatamente aparecem as informações. O nome, a nacionalidade e o número da carteira de identidade. Características pessoais, como a cor dos olhos, também estão ali. Se a pessoa usar um marca-passo, surge o nome do fabricante, o tipo do implante, assim como telefones dos médicos e parentes que devem ser avisados. Todos os remédios que toma e as alergias que tem estão registradas.
O médico lembra os casos de seqüestro no Brasil: "O verichip pode identificar a vítima em caso de inconsciência ou de morte". Ele diz que para localizar uma pessoa seqüetrada, o verichip precisaria de uma bateria, que ele não tem.
O chip pode não ser útil - ainda - no caso de um seqüestro. Mas a mesma empresa que fabrica o chip acha que tem a solução para localizar uma pessoa seqüestrada, onde quer que ela esteja.
É um objeto, que parece uma ficha de cassino. Além de um circuito eletrônico, ele contém uma bateria. O fabricante o batizou de “anjo digital”. Pode ser colocado num relógio ou dentro de uma peça de roupa. O "anjo digital" emite sinais que são recebidos por satélites que já existem orbitando em volta da terra. Os sinais são mandados de volta e captados por um computador. Na tela, mapas de todas as partes do mundo.
Todo movimento da pessoa que está usando o "anjo digital" vai sendo acompanhado.
O fabricante do "anjo digital" quer uni-lo ao verichip. Fabricar um objeto tão pequeno que possa ficar escondido embaixo da pele.