Meus outros blogs:

terça-feira, 22 de abril de 2003

ISABEL ALLENDRE

A Cidade dos Deuses Selvagens

segunda-feira, 21 de abril de 2003

CHITRA BANERJEE DIVAKARUNI

A Irmã da minha alma

Ao ler este livro, fez-me lembrar muito uma rapariga, meiga, generosa, carinhosa, uma irmã de coração. Lembrar da cúmplicidade nas travessuras de infância e na adolescência, partilhamos sonhos, histórias e experiências. Também nos nossos caminhos,estaremos unidas por um laço mais forte que o do sangue.

domingo, 20 de abril de 2003

Piada da Semana

 Um turista hospeda-se num hotel, algures no Brasil...
> >        Como fazia muito calor, resolve ir até ao bar.
> >        Senta-se numa mesa e pede um whisky.
> >
> >        Logo o barman coloca na sua frente um copo enorme.
> >        - Que loucura, dá p'ra nadar aqui dentro! Porque é tão
> >grande?
> >        - É que aqui na cidade tudo é grande e exagerado.
> >        Respondeu o empregado.
> >        - Que maravilha!
> >        E, rapidamente, bebeu tudo.
> >
> >        - Pode trazer outro!
> >        Lá veio o barman com mais um canecão.
> >        - Aqui tudo é grande, que desbunda imensa!
> >        E emborcou p'ra dentro, de novo.
> >
> >        Figurão, já torto, ri à toa, feliz da vida, e diz:
> >        - OOiiiiiiiiiiiiiii, onde ffffica a casa de banho?
> >        - No final daquele corredor, à direita.
> >
> >        O homem levanta-se e, cambaleando, segue na direcção
> >indicada, mas
> >no finaldo corredor, confunde-se e vira à esquerda. Dá de caras com
> >apiscina
> >do hotel, e começa a rir mais ainda:
> >        - Não é pozzzzzzzível, aqui é grande mesmo! Olha-me sssssó
> >essssssste mijadeiro enorme!!!! E começa a urinar, feliz da vida.
Com o corpo balançando por causa da bebedeira, o coitado cai na piscina e começa a gritar desesperado: - Socorro! Socorro!!!! Não puxem o autoclismo!
O porteiro do hotel - um negrão - vê a situação do bêbado e pula p'rá piscina para salvá-lo, começando a nadar na sua direcção.
O bêbado, em pânico, começa a mandar água na direcção do negrão gritando:
> >       - Xô cagalhão! Xô cagalhão!